Tomar: Dupla de artistas expõe no Convento de Cristo

O Convento de Cristo, em Tomar, além de ter uma exposição permanente (“Cerâmica do Quotidiano Conventual”), organiza mostras temporárias de arte contemporânea. É o caso de “Caixa – considerações sobre o lugar”, da dupla de artistas André Banha e Orlando Franco, a inaugurar no sábado, 17 de outubro, e patente até 31 de dezembro.

PUB

Coproduzida pelo Projecto Travessa da Ermida, em Belém, a exposição “Caixa- considerações sobre o lugar” apresenta um conjunto de obras, de cada artista em individual e outras peças pensadas enquanto dupla. Neste sentido, as propostas apresentadas criam zonas de diálogo com a arquitetura, a história e a mística do Convento de Cristo. Nesta exposição, tempo, luz, espaço e monumentalidade são materializados através de instalação, escultura, vídeo e fotografia.
André Banha e Orlando Franco iniciaram em 2014 uma colaboração que se tem traduzido em projetos de autoria dupla, nomeadamente em “Prémio Artemar Estoril 2014”, “CAD 3” – Estúdio Susana Anágua convida André Banha e Orlando Franco”, no Cascais Cidadela Art District; o “Observatório da espera, da luz e do tempo I”, na Trienal no Alentejo.
André Banha (Santarém, 1980) vive em Coruche e é Licenciado em Artes Plásticas, pela Escola Superior de Arte e Design (ESAD) de Caldas da Rainha.
Orlando Franco (Santarém, 1977) vive e trabalha em Lisboa. É licenciado em Artes Plásticas pela Escola Superior de Arte e Design (ESAD) de Caldas da Rainha e tem uma Pós-graduação em Teorias da Arte, pela Faculdade Belas Artes da Universidade de Lisboa.

A exposição “Caixa – considerações sobre o lugar” tem entrada gratuita e estará aberta ao público de 17 de outubro a 31 de dezembro, todos os dias das 9h00 às 18h30.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here