Sertã | Verdes recomendam a manutenção e proteção das Fontes do Outeiro da Lagoa

O Partido Ecológico “Os Verdes” entregou um Projeto de Resolução na Assembleia da República, no qual recomenda ao Governo que diligencie no sentido de garantir a limpeza e manutenção das fontes do Outeiro da Lagoa, na Sertã, bem como se façam o controlo e análise periódica da qualidade da água destas, promovendo a sua dinamização, incluindo-as em roteiros turísticos, como forma de valorização daquele património.

PUB

De acordo com os Verdes as localidades do Olival, Portela, Outeiro da Lagoa, Calvos, Gordinheira e Gesteira encontram-se a 5 km da Vila da Sertã, sede de concelho, no distrito de Castelo Branco e constituem um aglomerado populacional frequentemente conhecido como Outeiro da Lagoa, nome atribuído por em tempos possuir uma lagoa. “Há alguns anos atrás, para resolver ou procurar dar resposta ao problema de escassez de água, a população começou a construção de vinte e sete fontes ao longo destas localidades, criando um percurso circular de 10 km de extensão”, referem.

“Devido à destruição da lagoa, à crescente poluição na ribeira da Sertã e à falta de manutenção da floresta, estas fontes foram marcadas pelo Município da Sertã como tendo “água não controlada”, o que fez com que a população deixasse de utilizá-las e acabassem por ficar quase no esquecimento”, prosseguem.

“Os Verdes consideram que, todo e qualquer património deve ser preservado, não só, porque se trata de história, mas também, porque neste caso, retrata ainda as conquistas e as lutas das populações e a estreita ligação destas com o bem fundamental à vida que a água representa”, referem.

(Crédito da Foto: pedalar para descontrair)

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here