Sertã | Casa da Cultura acolhe rastreios gratuitos no Dia Mundial do Rim

Foto: DR

Por ocasião do Dia Mundial do Rim, assinalado a 14 de março, a Casa da Cultura da Sertã acolhe diversos rastreios gratuitos, numa iniciativa da Fundação Renal Portuguesa (FRP). Os rastreios, que incluem medição da tensão arterial, glicémia, altura, peso, perímetro abdominal e índice de massa corporal, vão decorrer entre as 11 e as 13 horas e as 14 e as 17 horas. Os participantes irão também receber aconselhamento no sentido de minimizar os fatores de risco para as doenças renais e como preveni-las.

PUB

Esta iniciativa da Fundação Renal Portuguesa visa alertar para os fatores de risco para a doença renal crónica, nos quais se inclui a diabetes, a hipertensão e o excesso de peso, ao passo que pretende incentivar a adoção de estilos de vida saudáveis, onde não podem falhar uma boa hidratação, prática de exercício físico, dieta saudável, evitar o tabaco, reduzir o consumo de sal e açúcar, fatores essenciais para a sua prevenção.

Integrada numa campanha global de consciencialização sobre a saúde com foco na importância dos rins e na redução, a campanha de 2019 com o tema “Saúde Renal para Todos em Qualquer Lugar”, foca-se no peso da doença renal na população, na necessidade do acesso aos cuidados de saúde e na importância da prevenção.

“Estima-se que 850 milhões de pessoas em todo o mundo apresentem doenças renais de variadas causas. Tanto a doença renal crónica como a lesão renal aguda contribuem para o aumento significativo da morbilidade e mortalidade e surgem maioritariamente nos grupos de maior risco que incluem doentes com diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, obesidade, doenças autoimunes ou história familiar de doenças renais.

Em Portugal, a prevalência de doentes sob tratamento substitutivo da função renal tem vindo a aumentar anualmente e a incidência de doentes em diálise é das mais elevadas da Europa”, pode ler-se no comunicado enviado pela autarquia.

PUB

A iniciativa é organizada pela Fundação Renal Portuguesa, em parceria com a Associação Portuguesa de Insuficientes Renais (APIR) e com o apoio da Câmara Municipal da Sertã e da Escola Superior de Saúde de Portalegre (ESSP).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here