Sertã | Câmara assinou protocolo com a Federação Portuguesa de Futebol

Foto: CM Sertã

A Câmara Municipal da Sertã, a Federação Portuguesa de Futebol e a Associação de Futebol de Castelo Branco, assinaram o protocolo de homologação de provas e atividades desportivas, numa cerimónia que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, esta sexta-feira, dia 1 de fevereiro. Entre os eventos homologados está a XXII edição do Torneio de Futsal Luís Gouveia.

PUB

José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, referiu-se ao torneio como “um dos principais eventos desportivos do concelho da Sertã” e representa um trabalho de vários anos que é agora “reconhecido pela Federação Portuguesa de Futebol que homologou este torneio, conferindo-lhe um cunho e uma validade que em muito contribuirão para o seu reconhecimento e desenvolvimento futuro”, pode ler-se em nota de imprensa enviada pela autarquia.

O autarca acrescentou que esta protocolo “constitui motivo de orgulho e uma enorme responsabilidade, pois o torneio ascende agora a um novo patamar competitivo, que importa manter nos próximos anos”.

O autarca lembrou ainda “a amizade” que Fernando Gomes tem pela Sertã, estando presente em galas desportivas, jogos oficiais e em gestos solidários, “caso da recente visita para entregar as chaves das casas recuperadas através do fundo solidário da Federação Portuguesa de Futebol após terem sido destruídas pelos incêndios”.

Por seu turno, Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, contextualizou aquele protocolo no âmbito da política e prática da FPF, que já assinou cerca de 40 protocolos deste tipo, contemplando mais de 40 mil atletas e colocando a sua chancela em torneios e atividades de recreação e lazer que se realizam por todo o país.

PUB

O responsável da FPF destacou a “importância do trabalho e do apoio das autarquias que permite que muitos jovens tenham a possibilidade de praticar desporto”, algo de outra forma não seria possível.

Refira-se que o protocolo tem como principal objetivo “assegurar a segurança das instalações desportivas, a saúde e a proteção dos atletas” e esta homologação vem permitir “a integração dos cerca de 160 atletas das 13 equipas debaixo do guarda-chuva da Federação Portuguesa de Futebol, que usufruirão de uma série de serviços” disponibilizados pela própria federação, nomeadamente ações de formação de dirigentes, treinadores, apoios para provas, entre outros, pode ler-se na mesma nota de imprensa.

Também presente na cerimónia esteve Manuel Candeias, presidente da Associação de Futebol de Castelo Branco, que se referiu ao futebol e ao futsal como “atividades sociais mais influentes para a divulgação do concelho”.

Manuel Candeias disse ainda que a autarquia tem a “percepção das vantagens para a população decorrentes da prática daquelas modalidades, e da necessidade de apoiar incondicionalmente os clubes do seu concelho”, sendo que esta homologação do torneio Luís Gouveia proporciona a prática desportiva “com mais segurança e proteção para todos”, alicerçada na “ideia do futebol para todos”, o “futebol verdade, da saúde, do respeito mútuo, e dos milhões de praticantes”, “do convívio e da amizade e em que o fairplay dita a postura”, termina a mesma informação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here