Sertã | “Bosque” de Pedrógão Pequeno ganhou 1000 novos carvalhos

Foto: DR

O “Bosque Bluepharma”, no Moinho das Freiras, vila de Pedrógão Pequeno, recebeu a plantação de cerca de 1000 carvalhos numa terceira ação de reflorestação que deu continuidade ao projeto criado em 2017 através de uma parceria estabelecida entre o Grupo Bluepharma, a Câmara Municipal da Sertã e a Aproflora. O objetivo é garantir a plantação de 5475 carvalhos, a sua manutenção e instalação de equipamentos públicos de fruição e lazer do espaço envolvente, brutalmente atingido pelos fogos de 2017.

PUB

Esta terceira fase da iniciativa, decorreu em fevereiro e reuniu cerca de uma centena de voluntários, colaboradores da Bluepharma e seus familiares, farmácias clientes da Bluepharma Genéricos e membros dos Clubes Rotários de Coimbra-Olivais, Coimbra, Coimbra Santa-Clara e Nyon (Suíça).

Na ação esteve igualmente presente o vice-presidente da Direção do SerQ, Alfredo Dias, o presidente da Junta de Freguesia de Pedrógão Pequeno, Manuel Dias, o presidente do Grupo Bluepharma, Paulo Barradas Rebelo, a vice-presidente das Operações, Maria Isolina Mesquita, e o vice-presidente, Miguel Silvestre.

Este projeto conta ainda com o apoio da Junta de Freguesia de Pedrogão Pequeno, que disponibilizou os terrenos e e é responsável por vigiar a área plantada para detetar eventuais problemas (doenças, seca, outras), bem como com a colaboração do SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta, na organização institucional e logística da iniciativa.

Foto: DR

Recorde-se que estas ações de reflorestação integram o programa interno Bluelinks, que concretizam os objetivos sociais, económicos e ambientais do grupo farmacêutico, através da dinamização de diversas ações e iniciativas.

PUB

A Bluepharma, a Plural – Cooperativa Farmacêutica, Crl, a Agrosistema, e os Clubes Rotários envolvivos, juntamente com outras empresas, assinalaram também, de forma simbólica, o início da edificação do Parque de Merendas no Moinho das Freiras, projeto que se propuseram abraçar e para o qual generosamente contribuíram, em alinhamento com a plantação de árvores.

Pretende-se requalificar uma área severamente afetada por incêndios ao longo dos últimos anos, repondo a floresta e instalando equipamentos de uso público, que permitam aos visitantes usufruir, com mais qualidade e prazer, de um espaço de beleza natural ímpar. Durante os próximos meses, idealmente até ao final de 2019, ambos os projetos serão concretizados, esperando-se que sirva de inspiração para outros e possa ser replicado.

PUB

1 COMENTÁRIO

  1. O INTERIOR DE PORTUGAL CONTINUA A MORRER … POR CAUSA DUMA POLITICA DE PRAIA, IMPLANTADA EM PORTUGAL PELO P.S.D – C.D.S – P.S e agora até o B.E (Bloco Esquerda) ….também já está pronto para entrar na mesma dança!

    LEVAR TUDO PARA A BEIRA MAR???

    NOS ÚLTIMOS 40 ANOS ELES O P.S.D – C.D.S & P.S LEVARAM TODAS AS AUTOESTRADAS, INDUSTRIAS, OS POSTOS DE TRABALHO, HOSPITAIS, ESCOLAS, CORREIOS, CAIXAS GERAL DE DEPOSITOS e TRIBUNAIS, TUDO PARA O LITORAL.

    Até “desapareceram” os 1,3 milhões no fundo dos donativos particulares para as vítimas de Pedrógão Grande, que o Governo criou.

    Portugal hoje, presentemente é o País mais centralista da Europa!

    Mais de 70% do dinheiro QREN vindo da C.E.E para desenvolver o interior de Portugal, Norte, Centro e Sul, nunca chegou ou chegará a sair de LISBOA.

    Lisboa come tudo, com o seu punhado de políticos corruptos, suas expos, suas fudações, seus museus, suas galerias de arte…e até exposições de fotos de CUS ( tudo pago com os nossos impostos).

    Lisboa come mais de 70% do produto Nacional bruto.

    Enquanto o interior de Portugal continua a morrer do NORTE ao SUL…Eles P.S.D – C.D.S e P.S somente se mostram interessados no interior, durante as eleições, para cá vir buscar os nossos votos e as nossas matérias primas.

    BASTA….ISTO QUALQUER DIA VAI TER DE PARAR!
    ACORDEM…GENTE DA LINDA ZONA CENTRO…
    O PODER ESTÁ COM O POVO DE PORTUGAL???
    A CURA COMEÇA SEMPRE PELO INTERIOR!

    Nas próximas votamos sempre em INDEPENDENTES nas autarticas!

    Tambem queremos poder votar para Independentes nas Eleições Legislativas.

    O presente sistema eleitoral para as eleições legislativas, em que os círculos eleitorais correspondem à organização administrativa, mas não permite aos cidadãos-eleitores elegerem os seus representantes, pois os deputados são escolhidos pelos partidos.

    O actual sistema proporcional, de círculos plurinominais e do domínio de listas partidárias, é um sistema representativo em que não existe uma relação entre o deputado e o eleitor, e, consequentemente, onde as ânsias verdadeiras das gentes são relegadas para um plano secundário e permutadas pelas conveniências das agendas próprias dos deputados e dos partidos políticos, assim como dos lobbies instalados.

    É necessário um sistema que permita a escolha dos deputados pelos eleitores, e não exclusivamente pelos partidos, como actualmente.

    Assim, com o actual sistema proporcional, a maneira de organizar as actuais listas partidárias cria uma espécie de blindagem, fazendo dos deputados meros representantes dos partidos e não dos eleitores e, em último grau, do Povo.

    Em Portugal dá-nos razão de pensar que todos os Partidos Politicos estão controlados por uma Seita Secreta.

    Que faz desses Partidos todos, um só Partido…O Partido da Seita???

    Tirado da Zona Centro…Apoiamos Coletes Amarelos

Responder a Anibal Martins Cancelar resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here