Sertã | Autarquia assina protocolo para criação de Centro de Competências Geoespaciais

Foto: CM Penela

O acordo que serve a criação de um Centro de Competências Geoespaciais foi assinado no dia 24 de março entre os municípios da Sertã e de Penela (distrito de Coimbra) com a Universidade de Coimbra, às quais se associam entidades da administração central. O Centro ficará instalado no Habitat de Inovação Empresarial dos Setores Estratégicos (HIESE), em Penela.

PUB

A formalização do acordo decorreu em Penela, precisamente no edifício do HIESE assinando-se a Carta de Intenções do Centro de Competências Geoespaciais, durante a visita dos ministros Pedro Siza Vieira (Adjunto) e Eduardo Cabrita (Administração Interna).

Através de um protocolo para a criação de um sistema de informação geoespacial pretende disponibilizar-se, em tempo real, a localização geográfica dos prédios (numa primeira fase rústicos e mistos), as respetivas ocupações e, “consequentemente, o seu potencial para o desenvolvimento do território”, em simultâneo “com o seu contributo para a atenuação ou para o agravamento dos fatores de risco ambiental para os territórios onde se inserem”, referiu a secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, à Agência Lusa.

PUB
Foto: CM Penela

José Farinha Nunes, presidente da Câmara da Sertã, esteve presente na iniciativa e deu conta desta assinatura na reunião de Câmara de 5 de abril. “Há necessidade de existir um sistema efetivo de informação cadastral, no fundo, neste momento estamos em fase de georreferenciação, mas o passo seguinte é o cadastro efetivo. Para isso, estamos a criar um Centro de Competências Geoespaciais, destinado à concretização do cadastro”, referiu o autarca durante a sessão de executivo.

A missão deste equipamento passa pelo “estudo, desenvolvimento, operacionalização e conservação do cadastro multifuncional dos prédios”, constituindo-se “um centro de documentação digital para trabalharmos no cadastro efetivo”.

PUB

O centro, que ficará instalado no Habitat de Inovação Empresarial dos Setores Estratégicos (HIESE), tutela do município de Penela, pretende assumir-se como “um fórum de partilha e articulação de conhecimentos, capacidades e competências”, agregando agentes económicos e das áreas da investigação, divulgação e transferência de conhecimentos, e organismos da administração pública.

C/Lusa

O HIESE é uma incubadora focada no empreendedorismo e inovação em meio rural, com condições e serviços de apoio às empresas, sobretudo nas fases iniciais do seu ciclo de vida, reforçando a sua capacidade de inovação, crescimento e competitividade, lê-se no site deste equipamento. Foto: CM Penela
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here