Sertã | 1 ME para requalificação do Mercado, Avenida Dr. Ângelo Henriques Vidigal e envolvente

Foto: DR

As obras de requalificação do edifício do Mercado Municipal e sua envolvente, bem como a revitalização da Avenida Dr. Ângelo Henriques Vidigal foram apresentadas em sessão pública, no edifício dos Paços do Concelho da Sertã, a 18 de fevereiro. As duas obras constam da segunda fase do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) e compõem um investimento global de cerca de 1 milhão de euros. A intervenção no mercado iniciará no final de abril, as obras na avenida e envolvente começam a 18 de março.

PUB

José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, deu início à sessão contextualizando as obras em causa, e lembrou que vêm no seguimento da primeira fase do PARU com revitalização da Avenida Gonçalo Rodrigues Caldeira, concluída em 2017.

“Quer o mercado, quer a Avenida Dr. Ângelo Henriques Vidigal, ficarão indiscutivelmente melhores depois destas intervenções profundas”, lê-se em nota enviada à imprensa.

Os projetos, que se tratam de intervenções distintas, foram apresentados por César Carvalho, Chefe de Divisão de Obras, e Paulo Luís, Diretor do Departamento de Administração e Finanças do Município da Sertã.

Assim, prevê-se que a primeira intervenção seja feita na Avenida Dr. Ângelo Henriques Vidigal, com os trabalhos a começar a 18 de março, com prazo de execução de quatro meses. O investimento global da revitalização da avenida e envolvente do mercado é de 325.706,21€.

PUB
Foto: CM Sertã

Segundo informação da autarquia, será feita reformulação das faixas de rodagem, reordenamento das bolsas de estacionamento, redefinição das zonas pedonais, assim como renovação das infraestruturas de abastecimento de água, drenagem de águas residuais domésticas e pluviais e de eletricidade.

Projetado está também o alargamento da avenida no seu troço inicial (lado sul) e a redefinição da área poente ao Edifício do Mercado, que se destinará a estacionamento e circulação pedonal. A obra criará condições de acessibilidades com a anulação de desníveis entre pavimentos na envolvente do edifício do Mercado e recinto da Igreja Matriz da Sertã.

O projeto contempla também a ampliação do estacionamento na Travessa da Ramalhosa com ligação à Rua Cândido dos Reis, reparação e pintura de paredes públicas envolventes, sobretudo ao longo da avenida, instalação de contentores enterrados de recolha de resíduos sólidos urbanos e instalação de mobiliário urbano (bancos, papeleiras e floreiras).

Também a iluminação vai ser renovada, na envolvente ao mercado com a substituição das armaduras elétricas existentes por luminárias em LED.

Mercado municipal da Sertã entra em obras no final de abril

Alçado principal segundo o projeto. Fonte: CM Sertã

Ao contrário do que já havia sido adiantado, as obras no mercado municipal da Sertã arrancarão três meses depois do previsto. O início da intervenção no edifício do mercado está previsto para o final de abril, com um prazo de execução da obra de dez meses. O investimento ronda os cerca de 688.881,83€.

A intervenção no edifício do Mercado Municipal visa a substituição da cobertura atual por painel sandwich e chapa de vidro, renovação e criação de instalações sanitárias com condições de acessibilidade a cidadãos de mobilidade reduzida, execução de novos revestimentos no interior (paredes e pavimentos) e criação de novos postos de venda mais funcionais e com boas condições de higiene.

As lojas situadas no mercado, para além de terem entrada pelo interior do edifício, passarão a ter entrada também pelo exterior do mesmo, permitindo que o mercado possa funcionar mais do que um dia por semana.

Serão construídas rampas de inclinação em substituição de escadas, elevador para acesso entre pisos e remodelação da rede elétrica (com aplicação de luminárias em LED) e das redes de águas, saneamento e águas pluviais.

Vista em corte transversal do projeto de requalificação do edifício do Mercado municipal da Sertã. Fonte: CM Sertã

Esta obra pretende conferir polivalência funcional ao edifício, através da requalificação das suas funções tradicionais e da instalação de espaços multifuncionais capacitados para albergar outro tipo de eventos, permitindo a sua transformação num conjunto arquitetónico mais amplo, aberto e iluminado, possibilitando uma utilização quotidiana e mais apelativa.

Durante as obras, o mercado da Sertã funcionará em instalações provisórias que se vão localizar no parque de feiras.

Quanto ao mercado de Cernache do Bonjardim, José Farinha Nunes reafirmou ao mediotejo.net que o projeto “já está aprovado”, e será “posteriormente apresentado à população, sendo que a União de Freguesias já tem o projeto disponível para consulta”. Prevê-se que as obras iniciem no segundo semestre de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here