Sardoal: Hipertensão é problema que atinge 26% dos utentes do ACES Médio Tejo

Durante dois dias, o Sardoal foi o ponto de encontro de vários profissionais da saúde durante as III Jornadas do ACES Médio Tejo que teve como tema principal o risco cardiovascular.

PUB

“Dos 230 mil utentes do ACES – Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo, cerca de 60 mil são hipertensos”, salientou o Dr. José Oliveira, presidente do Conselho Clínico deste ACES, ao mediotejo.net.

“A doença cardiovascular mata muita gente”, reforça este responsável justificando a escolha do risco cardiovascular como tema destas III Jornadas do ACES do Médio Tejo que esta quinta e sexta-feira, dias 28 e 29, decorreram no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal.

“Toda esta doença tem múltiplas causas que podem ser diminuídas como por exemplo o tabagismo, a obesidade, o sedentarismo, os maus hábitos alimentares e daí o nosso grande esforço nesta divulgação para se conseguir diminuir estas causas”, refere o Dr. José Oliveira.

Ao longo de dois dias debateram-se várias temas relacionados com o risco cardiovascular, nomeadamente a dimensão das doenças cerebrocardiovasculares, o processo assistencial integrado do risco cardiovascular no adulto, a contraceção e a obesidade no risco cardiovascular, a doença isquémica, entre outros. Paralelamente, decorreram diversos workshops que versaram sobre temas como a alimentação do doente diabético tipo 2, intervenção breve em cessação tabágica, lípidos e risco cardiovascular, insulinoterapia na diabetes Mellitus tipo 2 e trombo embolismo venoso.

PUB
sardoal_Jornadas ACES mt 2º DIA
Durante dois dias, o auditório do Centro Cultural Gil Vicente, no Sardoal, foi o ponto de encontro para os profissionais de saúde debaterem temas relacionados com o risco cardiovascular durante as III Jornadas ACES do Médio Tejo

Para Sofia Theriaga, diretora executiva do ACES do Médio Tejo, estas Jornadas “têm como base serem um evento formativo, mas são também um espaço de encontro destes profissionais de saúde aqui da região porque nós, como temos uma área muito dispersa, quase que não nos cruzamos e este é o único local, durante todo o ano, que temos para reunir todos os grupos profissionais de todo o agrupamento neste evento que também está aberto aos outros profissionais de saúde da região que queiram participar”.

Estas são as terceiras jornadas do ACES do Médio Tejo que, ao longo dos últimos três anos, tem realizado esta iniciativa sempre com um tema diferentes.

A escolha do tema deste ano, como explicou Sofia Theriaga, prende-se com o facto de “o risco cardiovascular está ligado a doenças que são responsáveis por uma percentagem muito elevada de mortes e de incapacidades a nível nacional e mundial”.

Miguel Borges, presidente da Câmara Municipal de Sardoal, esteve presente na sessão de abertura das III Jornadas ACES Médio Tejo
Miguel Borges, presidente da Câmara Municipal de Sardoal, esteve presente na sessão de abertura das III Jornadas ACES Médio Tejo

Sofia Theriaga fez um balanço positivo dos dois dias de trabalhos referindo que estas Jornadas apresentam “cada vez mais qualidade e profissionalismo”. Sobre a escolha do Sardoal para a realização destas III Jornadas, a diretora executiva do ACES do Médio Tejo, refere que “procuramos sempre realizar as Jornadas em locais diferentes porque temos um agrupamento muito disperso, com uma área de 2700 km2, em que temos 610 profissionais distribuídos por este território e vamos procurando fazer sempre em locais diferentes de modo a que os nossos profissionais também tenham maior acessibilidade e também porque gostamos de conhecer a realidade local de cada concelho. Os nossos parceiros em termos dos municípios têm sido espetaculares, põem tudo à nossa disposição, têm sido incansáveis com o ACES”.

Estas III Jornadas são organizadas pelo ACES do Médio Tejo e pela Direção do Internato Médio Tejo.

O ACES do Médio Tejo, com um total de cerca de 235.390 utentes, tem por missão garantir a prestação de cuidados de saúde à população de 11 concelhos: Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here