SANTARÉM: Profissionais da Guarda apontam carências no dispositivo territorial da GNR

A Coordenação de Lisboa da Associação dos Profissionais da Guarda (APG) alertou hoje, em comunicado, que no comando territorial de Santarém da GNR faltam recursos humanos, há muitas instalações degradadas e veículos escassos e obsoletos.

PUB

No levantamento feito durante uma visita recente ao dispositivo do Comando Territorial Santarém, para analisar com os profissionais “as suas condições de trabalho e as suas dificuldades”, a associação inclui queixas comuns a toda a classe, como “os contínuos congelamentos dos níveis remuneratórios, a inexistência de fardamento antigo e a não distribuição do novo fardamento, as contribuições exageradas” para o sistema de saúde e a falta de equipamento individual de trabalho.

A carga horária excessiva, “também sentida a nível nacional”, é outro problema apontado como afetando a capacidade de trabalho, sublinhando a APG o facto de a GNR ser “a única Força de Segurança da Europa que não possui horário de trabalho”.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here