Santarém | Fabíola Cardoso é a candidata do BE pelo distrito

Fabíola Cardoso é a cabeça de lista do BE por Santarém. Foto: DR

Fabíola Cardoso, 46 anos, professora, é a candidata do Bloco de Esquerda pelo distrito de Santarém às eleições legislativas do próximo dia 06 de outubro. Na reunião da Mesa Nacional do BE, que decorreu em Lisboa, a lista pelo círculo de Santarém foi votada em alternativa, tendo Fabíola Cardoso, proposta pela direção nacional, vencido, com 49 votos, e a proposta da distrital, o atual deputado Carlos Matias, obteve apenas 14 votos.

PUB

Fabíola Cardoso foi a votos no plenário distrital de Santarém no dia 29 de junho, encabeçando a Lista B proposta pela direção nacional do partido, tendo recolhido 37 votos das bases contra os 81 votos de Carlos Matias. A vontade da direção nacional impôs-se à decisão dos militantes de Santarém, e o nome de Fabíola Cardoso foi hoje aprovado pela Mesa Nacional do BE.

A candidata do BE pelo distrito apresentou-se aos militantes com a proposta de “Um novo projeto de intervenção do BE para o distrito de Santarém”, onde destaca o respeito pelo ambiente, combate à poluição e às ameaças à biodiversidade , nomeadamente nos rios, na agricultura intensiva, no Parque do Relvão e no tratamento de resíduos”, e “a água como elemento fulcral, no consumo humano, na qualidade de vida, no equilíbrio do meio ambiente”.

Fabíola Cardoso refere ainda a importância de um “desenvolvimento sustentável e harmonioso, no emprego, na educação, na saúde, nos transportes, em particular na ferrovia, no combate ao despovoamento e no ordenamento do território”, sendo ainda “pela igualdade de direitos, na igualdade de género e contra a violência doméstica, pelos direitos das pessoas LGBTI+, pelos direitos dos migrantes e das pessoas com deficiência, na Lei e na sociedade”, e “pelos direitos dos animais, contra a tortura e o abandono, pelo bem estar animal”.

Lista B – Efetivos 
1. Fabíola Cardoso, 46 anos, professora, Santarém
2. Roberto Barata, 30 anos, engenheiro químico, Torres Novas
3. Rita Filipe, 38 anos, docente de educação especial, Alpiarça
4. Ana Catarina Silva, 36 anos, bióloga, Tomar (Independente)
5. Luís Martinho, 31 anos, jurista, Santarém
6. Ana Cristina Lopes, 41 anos, terapeuta da fala, Tramagal (Independente)
7. Duarte Arsénio, 62 anos, eletricista, Chamusca
8. Izaura Solipa, 26 anos, economista, Benavente
9. Pedro Esteves, 43 anos, trabalhador independente área cultural, Cartaxo (Independente)

PUB

Suplentes
1. Paulo Reis, 47 anos, técnico Epal, Tomar
2. Filipa Filipe, 31 anos, psicóloga clínica, Santarém
3. António Gomes, 62 anos, ferroviário, Torres Novas

Eleições: Bloco de Esquerda repete Catarina Martins pelo Porto e Mariana Mortágua por Lisboa

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, encabeça a lista de candidatos eleitorais do partido pelo Porto e Mariana Mortágua será a primeira por Lisboa, que inclui em terceiro Beatriz Dias, ativista pelos direitos dos afrodescendentes.

Em conferência de imprensa hoje no final da Mesa Nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins destacou a número três na lista pelo círculo de Lisboa, “mulher negra e fundadora da Associação de Afrodescendentes”, com “provas dadas” na luta antirracista e pela “visibilidade das pessoas negras no país”.

Catarina Martins. Foto: DR

Para além de Catarina Martins no Porto e Mariana Mortágua por Lisboa, repetem o primeiro lugar Joana Mortágua pelo círculo de Setúbal, José Manuel Pureza por Coimbra, João Vasconcelos por Faro e Mariana Aiveca por Beja (em 2015 não foi eleita).

Na reunião da Mesa Nacional do BE, que decorreu em Lisboa, apenas a lista pelo círculo de Santarém foi votada em alternativa. Fabíola Cardoso, proposta pela direção nacional venceu, com 49 votos, e a proposta da distrital, Carlos Matias, obteve apenas 13 votos.

Entre as novidades, em Leiria concorre em primeiro lugar Ricardo Vicente, engenheiro agrónomo que esteve no movimento `Peniche livre de petróleo´, e em Viseu a lista apresenta-se a mais jovem cabeça de lista do BE, Bárbara Xavier, de 26 anos.

Em Braga, concorre como cabeça de lista José Maria Cardoso, professor, no lugar que nas legislativas de 2015 elegeu Pedro Soares, que anunciou recentemente a intenção de não integrar as listas.

No Porto, em quinto lugar concorre Bruno Maia, médico neurologista, membro do `Movimento Direito a Morrer com Dignidade´, disse Catarina Martins, destacando que as listas “confirmam a decisão do Bloco de haver paridade absoluta, de 50% de homens e de 50% de mulheres” nas listas do partido.

Catarina Martins assinalou que “há também continuidade” nas candidaturas do dirigente Jorge Costa, em quarto lugar por Lisboa, e de Moisés Ferreira, primeiro candidato pelo distrito de Aveiro.

A coordenadora do BE destacou ainda o candidato pelo círculo do Resto do Mundo, João Branco, encenador e residente em Mindelo, Cabo Verde, que foi condecorado no dia 10 de junho pelo Presidente da República.

Pelo círculo da Europa concorre Tiago Pinheiro, enfermeiro especializado em cuidados críticos.

Nos Açores, o cabeça de lista é António Lima e pelo círculo da Madeira o BE apresenta o atual deputado Ernesto Ferraz. Por Bragança concorre pelo Bloco Pedro Oliveira, por Castelo Branco Rui Lino, pelo círculo de Évora Bruno Martins.

No círculo da Guarda concorre Jorge Mendes, por Portalegre António Ricardo, por Viana do Castelo Luís Louro e por Vila Real Mariana Falcato Simões.

Nas últimas eleições legislativas, em 2015, o BE conseguiu a sua maior bancada parlamentar de sempre e, com os 10,19% dos votos elegeu 19 deputados, conseguindo cinco mandatos nos círculos de Lisboa e Porto, dois em Setúbal e um por Braga, Aveiro, Coimbra, Leiria, Santarém, Faro e Madeira.

A reunião da Mesa Nacional do Bloco de Esquerda aprovou por unanimidade o programa eleitoral do partido às legislativas de outubro, que será apresentado domingo, em Lisboa.

c/LUSA

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here