Rossio ao Sul do Tejo | Parque Nacional da Gorongosa em palestra no Salão Paroquial

Vasco Galante

A Rossio Con Vida – Associação para a Coesão e Desenvolvimento – organiza uma palestra no dia 27 de fevereiro, às 21h00, no Salão Paroquial do Rossio com o diretor de Comunicação do Parque Nacional da Gorongosa, em Moçambique, Vasco Galante, onde apresentará o Parque Nacional da Gorongosa – Tesouro do Mundo.

PUB

Pretende ser uma noite de “contemplação e magia” segundo a organização, com “muitas imagens e histórias fascinantes sobre a recuperação das infraestruturas, a restauração da fauna e flora bravias e o desenvolvimento das comunidades humanas e atividades locais”.

“A Gorongosa é habitada por uma impressionante diversidade de animais e plantas – alguns dos quais não se encontram em mais lado nenhum no mundo, como a nova espécie de musaranho recentemente descoberta, a Myosorex meesteri. A riqueza da biodiversidade cria um mundo complexo onde animais, plantas e pessoas interagem. Dos mais pequenos insetos aos mamíferos maiores, cada um desempenha um papel importante no ecossistema da Gorongosa. Apesar de muita da vasta população herbívora do parque ter sido dizimada durante os anos de guerra e de caça furtiva, quase todas as espécies naturalmente características da região, incluindo mais de 400 tipos de aves, acabaram por sobreviver. Com uma gestão efetiva e reintrodução de espécies-chave, as populações de vida selvagem voltarão a contar-se segundo valores naturais e ajudarão a restaurar o equilíbrio ecológico do parque”, pode ler-se na Wikipédia.

Rossio ao Sul do Tejo | Parque Nacional da Gorongosa em palestra no Salão Paroquial

COMPARTILHE
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há quase 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou há três anos a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.
Artigo anteriorTorres Novas | Regressam campanhas de adoção de animais
Próximo artigoEntroncamento | Município atribui mais de 115 mil euros às coletividades

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here