Rio Maior inaugura Laboratório do Conhecimento e entrega equipamentos às escolas

Rio Maior inaugura Laboratório do Conhecimento e entrega equipamentos às escolas. Foto arquivo: CM Rio Maior

A Câmara de Rio Maior inaugura, na sexta-feira, um Laboratório do Conhecimento destinado a promover a literacia digital e o conhecimento científico do território e dos seus recursos junto da comunidade educativa do concelho.

PUB

A presidente da Câmara Municipal de Rio Maior (distrito de Santarém), Isaura Morais, disse hoje à Lusa que a inauguração do laboratório, instalado no Centro de Artes e Ofícios António Feliciano Júnior, será acompanhada da entrega de equipamentos informáticos (tablets, computadores, quadros interativos) às várias escolas do concelho.

Estas duas ações juntam-se à Equipa Multidisciplinar de Intervenção Concelhia (EMIC), instalada na Escola Secundária Dr. Augusto César da Silva Ferreira e a intervir desde o final do ano letivo transato nos vários níveis de ensino.

As iniciativas resultam de uma candidatura a fundos comunitários no âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar.

Com um valor global a rondar os 480 mil euros (85% comparticipados por fundos comunitários), o projeto em curso no concelho de Rio Maior acabou por decorrer em separado do dos restantes concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo, por se encontrar numa fase mais adiantada, disse a autarca.

PUB

A EMIC integra seis técnicos (quatro psicólogos, um terapeuta da fala e um educador social), que estão a sinalizar e a acompanhar alunos com dificuldades de aprendizagem, de comportamento, sociais ou de inclusão, frisando Isaura Morais a aposta na intervenção precoce, desde o pré-escolar.

O trabalho da equipa poderá abranger alunos do secundário que frequentam as Unidades de Apoio ao Alto Rendimento existentes no concelho, adiantou.

Quanto ao Laboratório do Conhecimento, além dos meios disponibilizados, uma bióloga e uma educadora sociocultural vão dinamizar “projetos e atividades que possibilitem o trabalho articulado em torno do conhecimento científico, tecnológico, cidadania, empreendedorismo, criatividade, arte e expressões, numa lógica transversal, promotora de literacias digitais e competências”, afirma uma nota do município.

Entre as atividades previstas contam-se a dinamização do Orçamento Participativo Escolar e de atividades experimentais, oficinas, ‘workshops’, seminários e exposições temáticas, direcionados para as especificidades e os recursos naturais e patrimoniais existentes no concelho.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here