“Restaurante Rocha”, por Armando Fernandes

Foto: Restaurante Rocha

A informação dava conta da qualidade sápida da caldeirada servida neste restaurante situado no centro de Peniche, perto do antigo e nenegrado Forte ora transformado o em unidade museológica evocadora da repressão contra os opositores de Salazar no decurso do Estado Novo.

Indicaram-me uma mesa posta da `entrada, um rádio vomitava música pimpinela, um arremedo de pimba, solicitei duas doses de caldeira, para duas pessoas. E chegou a caldeirada num tacho, batatas cortadas às rolas e rodas de cebola encimavam o preparado. Depressa constatei o mau desempenho culinário, o safio estava encruado, os restantes peixes esmigalhados, logo misturados numa antecipação estomacal o que redundou em fiasco. Aproveitaram-se algumas batatas e, nada mais.

Estacionamento difícil. Aceita cartões de crédito. Avenida do Mar, 15. Peniche

Quinta da Atela, tinto

Já falei acerca deste vinho e falei elogiosamente. Por essa razão entendi nomeá-lo novamente a fim de os leitores corroborarem ou não a valia do opinado por mim acerca deste tinto da chancela Tejo, melhor dito de vinhas plantadas no rincão da Quinta da Atela, Vale do Vento, Alcanede.

PUB

No meu entender o granadino em causa encerra as qualidades Outonais de colheitas pujantes, por assim ser e ó, está classificado com reserva de 2017, sendo cálido e guloso no beber, prevalecendo aromas frutados a referências maduras a amoras, ameixas pretas e abrunhos em fase final de maturação e uvas a caminharem para passas.

Acompanha muito bem carnes vermelhas quentes e frias, charcutaria fina, queijos e compotas, a sua graduação, 14, 5º. Concede-lhe robustez para tal.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here