“Proximidade com responsabilidade”, por Hugo Costa

Hugo Costa, deputado PS eleito por Santarém. Foto: DR

A falta de proximidade entre eleitos e eleitores é, certamente, uma das questões mais complexas de resolver no quadro político e parlamentar atual e que a todos deve preocupar. No contexto da Assembleia da República, os duzentos e trinta deputados são eleitos por círculos eleitorais mas representam a totalidade do país. A realidade, porém, é a de que a maioria dos eleitores não sabe quem são, em cada círculo eleitoral, os deputados que os representam. Não há uma proximidade efectiva junto de quem os representa.

Lamentavelmente, nos dias de hoje, através de um discurso carregado de populismo e muitas vezes até ódio, são difundidos comentários nas redes sociais que para serem desconstruídos demoram muito tempo. Paralelamente, uma boa ideia é muito mais difícil de se fazer passar junto da opinião pública. Isto obriga-nos a recorrer a metodologias de trabalho claras no sentido de levar a informação certa e fidedigna aos eleitores. Os eleitores merecem a maior transparência por parte dos eleitos.

Pessoalmente, tento estar sempre disponível para encetar um diálogo construtivo mas bem sei que, pela complexidade inerente ao ser humano, esta é uma equação de difícil resolução porque nunca conseguimos chegar a todos. Mesmo sabendo disto, não nos devemos desviar da construção desta relação de proximidade com responsabilidade.

PUB

Cerca de três semanas depois da tomada de posse da Assembleia, já foram fechadas as comissões em que cada deputado vai realizar o seu trabalho. No meu caso em particular, recebi responsabilidades reforçadas como coordenador do grupo parlamentar na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, isto para além de acompanhar temas relacionados com as finanças e, obviamente, continuar a dar uma atenção especial às temáticas da energia.

Esta coluna de opinião é um dos espaços que utilizarei para dialogar com eleitores do distrito, nesta óptica de proximidade. Para além do trabalho em comissões, continuarei muito atento ao território e espero que me façam chegar elementos para conseguir levar temas regionais ao parlamento. Podem contar com a minha disponibilidade. Trabalho em proximidade é a minha responsabilidade.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here