Ponte de Sor | Pedro Marques diz que abstenção é o maior adversário do PS na eleições europeias

Candidato do PS ao Parlamento Europeu, Pedro Marques, visita a empresa Tekever, em Ponte de Sor. Pedro Petiz dá explicações sobre a empresa aos candidatos do PS. Créditos: mediotejo.net

O cabeça de lista do PS às eleições europeias, Pedro Marques, reconheceu esta quarta-feira, 15 de maio, que a abstenção é o seu “maior adversário”. Durante uma visita à empresa Tekever, no aeródromo municipal de Ponte de Sor, prometeu lutar “até à exaustão” para apelar aos portugueses para que vão às urnas no dia 26.

PUB

“Considero que na posição em que se encontra o PS, sendo o partido mais europeísta em Portugal, a abstenção é de facto o meu maior adversário”, declarou aos jornalistas, no final de uma visita à Tekever, uma fábrica de drones no concelho alentejano de Ponte de Sor.

O primeiro candidato do PS, que estava acompanhado pelo sétimo da sua lista Carlos Zorrinho, prometeu, no entanto, lutar “até à exaustão para dizer aos portugueses” para irem votar, um apelo que tem sido uma constante na campanha socialista.

“A abstenção é o inimigo de qualquer europeísta porque deslegitimará qualquer vontade nossa de barrar a extrema direita, barrar os populismos, barrar a xenofobia”, argumentou.

Candidato do PS ao Parlamento Europeu, Pedro Marques, visita a empresa Tekever, em Ponte de Sor. Créditos: mediotejo.net

Nesta visita à Tekever, Pedro Marques procurou sobretudo evidenciar o seu trabalho enquanto deputado eleito pelo círculo de Portalegre na legislatura anterior (2011/2015), dizendo que se empenhou em trazer aquele investimento tecnológico para Ponte de Sor, aproveitando a vantagem de dispor “um importante aeródromo”.

PUB

Por seu lado, o presidente da Câmara de Ponte de Sor, Hugo Hilário, disse que “Pedro Marques acreditou nas potencialidades deste território”, acrescentando que o seu município tinha cerca de 1.500 desempregados em 2014, enquanto atualmente regista apenas cerca de três centenas.

“Todos sabem qual é a estratégia no Município e qual tem sido o nosso trabalho para o desenvolvimento da comunidade, e só conseguimos criar riqueza se conseguirmos criar postos de trabalho e é isso que o aeródromo municipal de Ponte de Sor tem dado à comunidade”, referiu Hugo Hilário.

Candidato do PS ao Parlamento Europeu, Pedro Marques, visita a empresa Tekever, em Ponte de Sor. Créditos: mediotejo.net

Para o autarca “estes desafios no interior do País só se fazem muito pela nossa audácia mas muito por sentirmos que há quem esteja nesta vida disponível para conhecer a nossa realidade e para nos ajudar”, disse, dirigindo-se a Pedro Marques que “sempre presenciou as dificuldades deste território mas ao mesmo tempo as oportunidades. Hoje este aeródromo é um pólo de atração de investimento inequívoco”, vincou.

Em resposta, o candidato socialista disse que “como deputado assumi o dever de defender a terra pela qual tinha sido eleito. Entrei em contacto com uma série de empresas, contactos que resultaram nuns casos, como neste da Tekever”, identificando os principias problemas do distrito de Portalegre como sendo “o desemprego e a desertificação”, um problema que se combate precisamente com “a instalação de empresas”, defendeu.

Para Pedro Marques, “os autarcas do século XXI tem de pensar no desenvolvimento económico da sua terra mais do que na questão da infraestruturação básica porque muita dela está feita”.

Candidato do PS ao Parlamento Europeu, Pedro Marques, visita a empresa Tekever, em Ponte de Sor. Créditos: mediotejo.net

Dirigindo-se a alguns dos trabalhadores que o ouviam no final da visita à fábrica, Pedro Marques apelou ao voto no próximo dia 26.

A Europa “faz diferença na vida dos portugueses, e eu vou tentar sempre essa mensagem para pedir aos portugueses que escolham votar. O Governo anterior programou os fundos do Portugal 2020 cortando fundos no apoio às IPSS em termos de construção de equipamentos, deixando condições inadequadas de fundos para as empresas e tentando opor-se à reprogramação do Portugal 2020 que nos vai permitir aprovar mais cinco mil milhões de euros de investimento”, indicou.

Por isso, “é muito importante que votem. Depois, se acreditam em quem acredita neste território do Interior, então votem no PS”, sugeriu o ex-ministro socialista, já depois de o diretor da unidade de sistemas de drones e robótica da Tekever, Pedro Petiz, ter passado a mensagem de que a sua empresa “é líder na área dos drones e da vigilância marítima”.

Candidato do PS ao Parlamento Europeu, Pedro Marques, visita a empresa Tekever, em Ponte de Sor. Créditos: mediotejo.net

Este investimento “no interior de Portugal, acima de tudo, foi uma visão de Pedro Marques que permitiu colocar a Tekever no centro de Portugal, sendo hoje uma empresa líder, europeia, mundial” disse Pedro Petiz, falando numa “sinergia de forças e de articulação de interesses” que permitiu a instalação da empresa no aeródromo de Ponte de Sor, hoje com 36 trabalhadores “com previsão de incremento”, garantiu ao mediotejo.net.

“É uma equipa jovem com competências que há poucas em Portugal, grande parte da formação é feita na empresa” esmiuçou.

No final da visita à Tekever, o cabeça de lista europeu do PS considerou ainda que a campanha do PSD tem revelado “falta de elevação” e sugeriu a este partido que mude de estratégia, dizendo que pela sua parte está “calmíssimo” e “empenhadíssimo” em falar com as pessoas, explicando as suas propostas para a Europa”.

Pedro Marques fez estas críticas aos sociais-democratas, sobretudo dirigidas ao seu cabeça de lista, o eurodeputado Paulo Rangel. “Tem faltado muita elevação à candidatura do PSD deste que começou esta campanha eleitoral. Tem-lhes faltado manifestamente paciência para falar com as pessoas e até paciência para falar com os jornalistas, ao que parece”, acusou.

A equipa de trabalhadores da Tekever em Ponte de Sor. Créditos: mediotejo.net

O ex-ministro socialista voltou depois a pegar no facto de Paulo Rangel ter sobrevoado na terça-feira, de helicóptero, parte da zona de pinhal do interior dos distritos de Coimbra e de Leiria, “sem falar com as pessoas dessa região”.

Interrogado se está desiludido com o desenrolar da campanha eleitoral para as eleições europeias em termos globais, Pedro Marques considerou que, do lado da campanha do PSD, o rumo para uma campanha de debate de ideias “não tem sido nada favorável”.

A fábrica da Tekever foi inaugurada em 2017, mas o projeto que visa o desenvolvimento, produção e testes de produtos na área das Tecnologias de Informação e Comunicação, Aeronáutica, Espaço, Defesa e Segurança iniciou-se em 2015.

Na unidade, localizada no Centro de Negócios e Indústria Aeronáutica e Aeroespacial, do Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, são produzidos modelos de drones de maior dimensão.

Empresa Tekever, no aeródromo de Ponte de Sor. Créditos: mediotejo.net

Com Agência Lusa

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here