Passe pela Biblioteca | “Curupira Pirapora”, de Tatiana Salem Levy e Vera Tavares

Convidámos os responsáveis das bibliotecas municipais do Médio Tejo a fazerem as suas recomendações neste espaço todas as segundas-feiras, de forma alternada. “Curupira Pirapora”, Tatiana Salem Levy e Vera Tavares, é a sugestão apresentada esta semana por Carmen Ferreira, da Biblioteca Municipal de Ourém.

Passe pela biblioteca… e boas leituras!

Hoje sugerimos a leitura de Curupira Pirapora, uma aventura com sotaque do português do lado de lá do Oceano Atlântico.

PUB

Curupira Pirapora é um ser fantástico, que vive sozinho na floresta. Tem cabelos vermelhos, pelos verdes, olhos amarelos, pés virados para trás e morre a rir quando assusta os incautos visitantes.

Janaína é uma menina da cidade, cheia de pulseiras e brincos, que passa as férias com os seus avós índios, mas tem muito medo de bichos, plantas e sons.

PUB

Certo dia, os dois tropeçam um no outro e ambos apanham um susto. Porém e apesar das suas diferenças, eles unem-se numa imensa aventura na Amazónia. Quem não ficará nem um bocadinho feliz com esta amizade será um tolo caçador, capaz de chegar à lua com um só salto.

Na cultura brasileira, mameluco é uma pessoa com ascendência branca e indígena e curupira é uma das figuras mais conhecidas do folclore do Brasil. Diz a lenda brasileira que ele é o protetor da fauna e da flora, lutando contra aqueles que as querem destruir.

O livro está recomendado pelo PNL – Plano Nacional de Leitura para apoio a projetos relacionados com a natureza e a defesa do ambiente nos 3º, 4º, 5º e 6 anos de escolaridade. Mas, como acontece com muitos dos livros recomendados para determinada faixa etária, este livro fará as delícias também de qualquer adulto que tenha a sorte de o ler. É uma prazerosa viagem pelo folclore brasileiro, com o qual muitos dos portugueses tiveram o primeiro contacto com a saudosa série televisiva “Sítio do Picapau Amarelo”.

Tão importantes quanto o texto, as ilustrações da portuguesa Vera Tavares transformam o livro numa obra de arte e acrescentam incalculável valor às palavras, à medida que o leitor percorre as páginas do mesmo. Texto e imagem permitem ao leitor realizar uma memorável viagem pelo ambiente da floresta amazónica.

Garantimos que o leitor nunca mais voltará a ser o mesmo depois de conhecer Pirapora, Janaína-Mameluca, o tolo caçador e todos os bichos da floresta.

A escritora Tatiana Salem Levy nasceu em 1979. O seu romance A Chave de Casa foi o vencedor do Prémio São Paulo de Literatura 2008, na categoria Melhor Livro de Autor Estreante e finalista dos prémios Jabuti e Zaffari & Bourbon. Este romance está publicado no Brasil, Portugal, França, Espanha, Itália e Turquia.

O segundo romance Dois Rios (Tinta-da-china, 2012), foi finalista dos prémios PT e São Paulo de Literatura 2012. Publicou ainda dois livros infantis, Curupira Pirapora (Prémio FNLIJ) e Tanto Mar (Prémio ABL). Paraíso foi publicado no Brasil em 2014.

Vera Tavares nasceu em 1972. Estudou História, variante História da Arte, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Está à frente do design da Tinta da China desde que a editora nasceu, há cerca de uma década.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here