Ourém | Presidente de Fátima apela por interesse público de pedreiras

Pedreira (foto ilustrativa). Créditos: FILSTONE Vimeo

Dois tópicos referentes à aprovação de declarações de interesse público municipal a duas pedreiras em Fátima foram retirados da Ordem de Trabalhos da sessão de assembleia municipal de Ourém de segunda-feira, 24 de junho. Falando a partir do público, e afirmando-se nesse papel, o presidente da junta de freguesia de Fátima, Humberto Silva (PSD), apelaria que se tivesse em atenção que estão em causa mais de 200 postos de trabalho e a importância das pedreiras na economia da zona.

PUB

Os tópicos retirados mencionavam a “apreciação e votação da proposta camarária – pedido de declaração de reconhecimento de interesse público municipal” para as empresas Rovigaspares e Filstone, ambas dedicadas à extração e comércio de rocha na  freguesia de Fátima.

De recordar que as declarações de interesse público municipal estão relacionadas com a regularização de infraestruturas empresariais que não estão conforme a legislação respetiva, usando como argumento o seu “interesse público”.

Segundo explicaria o presidente da mesa, João Moura (PSD), foi considerado pela comissão que analisou os processos que estes não estavam ainda em condições de serem votados pelos deputados municipais, tendo levantado várias dúvidas, razão porque foram retirados da agenda.

“Foi sempre entendimento desta assembleia que não se deviam banalizar estes pedidos”, afirmou.

PUB

Na sua exposição a partir do público, Humberto Silva apelou pela aprovação destas declarações, salientando que estão em causa cerca de 220 postos de trabalhos, assim como a dinâmica empresarial das duas empresas.

As suas palavras seriam acompanhadas pelo presidente da junta de Nossa Senhora das Misericórdias, uma vez que as pedreiras também se estendem até esta freguesia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here