Ourém | Natal deve ser mais do que viver valores da amizade ou da paz – Santuário de Fátima

Natal deve ser mais do que viver valores da amizade ou da paz – Santuário de Fátima. Foto: mediotejo.net

O reitor do Santuário de Fátima, Carlos Cabecinhas, defendeu hoje que a preparação do Natal deve ser mais do que uma “oportunidade para viver os valores da amizade, da concórdia, da harmonia e da paz”.

“Para nós, cristãos, não é suficiente. O Natal tem que ser mais do que isso. O Natal leva-nos a focar na pessoa de Jesus Cristo, o Deus Menino, o Deus que vem até nós, que vem viver connosco, que se faz um de nós”, alertou o sacerdote, apresentando o acolhimento de Deus como caminho ideal para a vivência do Natal e caminho de santidade.

Para Carlos Cabecinhas, “a celebração do Natal significa viver e acolher este Deus que vem”.

“Saber acolher Jesus Cristo é o caminho de santidade que é proposto a todos os cristãos, que é proposto a cada um (…), que é proposto a cada peregrino que visita o Santuário de Fátima”.

Lembrando que o tema da santidade vai marcar a ação pastoral do santuário nos próximos meses, o reitor apresentou a vida de Jacinta Marto, canonizada pelo papa Francisco em 13 de maio de 2017, “como modelo daqueles que sabem acolher o Deus Menino, modelo da vivência deste Natal, modelo de santidade”.

PUB

O Santuário revelou, entretanto, que as oferendas em dinheiro durante o Ofertório das missas do Natal (25 de dezembro), da Festa da Sagrada Família (29), da Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus (01 de janeiro de 2020) e da Solenidade da Epifania (05 de janeiro de 2020), terão como destino as Irmãzinhas dos Pobres de Campolide, em Lisboa, uma instituição que assume, com a ajuda de donativos, a missão de ajudar “quem sofre por causa da idade, da pobreza, da solidão e outras dificuldades”.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here