Ourém | Município adquire totalidade da Fatiparques por 380 mil euros

reunião de câmara de Ourém de 15 de abril de 2019 Foto: CM Ourém

Os acionistas da empresa público-privada Fatiparques aceitaram vender ao município de Ourém, detentor de 28%, o restante capital social pela metade do seu valor, cabendo à Câmara Municipal amortizar a dívida acumulada de 80 mil euros. No total, serão gastos nesta transação 380 mil euros, dando-se assim como encerrado um negócio de 2004 que tinha em perspetiva a criação de uma área empresarial em 10 hectares de terreno na zona de Boleiros, freguesia de Fátima, junto à A1, que nunca avançou.

PUB

O projeto terá estagnado devido a “desentendimentos”, segundo comentou o presidente da Câmara, Luís Albuquerque, quando abordou o tema pela primeira vez em dezembro, sendo que os acionistas da Fatiparques – Parque de Negócios Ourém/Fátima S.A. não reuniam há bastante tempo quando o executivo PSD-CDS tomou posse em 2017. Desde então foram feitas várias assembleias-gerais, explicou esta terça-feira, 16 de abril, aos jornalistas, tendo o município avançado com a proposta de adquirir a totalidade da empresa e a responsabilidade sobre o pagamento da dívida, mediante a redução em 50% do valor total das ações.

O capital social da Fatiparques situa-se nos 800 mil euros, detendo o município 75 mil euros, referiu o presidente. Esta aquisição vai conduzir à dissolução da empresa, transferindo os 10 hectares de terrenos para a posse municipal, um ativo em zona industrial que Luís Albuquerque encara com expetativa e otimismo.

Este é “um esforço que se justifica tendo em conta a alienação dos terrenos”, uma vez que o município poderá negociá-los ou fazer um loteamento. A procura, garantiu, é elevada e o espaço “interessante”.

Após aprovação na reunião privada de 15 de abril da aquisição, resta a aprovação da Assembleia Municipal, que se reúne a 25 de abril, e do Tribunal de Contas.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here