Ourém | Ecovia vai ligar as cidades de Ourém e Fátima, ao lado das ribeiras

Ecovia terá início na Ponte dos Namorados. Foto: CMO

Da Ponte dos Namorados, em Ourém, até Fátima, vai poder-se futuramente fazer este percurso a pé ou de bicicleta numa ecovia que será criada ao longo das ribeiras existentes. O projeto, do qual há apenas um estudo preliminar, pretende aproveitar os 6,7 quilómetros de percurso já definido complementando-o com a abertura de 2,2 quilómetros de novos caminhos.

PUB

A ecovia ligará Ourém a Fátima, com início na Ponte dos Namorados e passagem pela capela de São Sebastião, Estrada de Alvega, terminando na Rua da Salgueira, em Moita Redonda. O presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque  (coligação Ourém Sempre PSD/CDS-PP), realça que se trata de um projeto “importante” para “aproximar as duas cidades” do concelho.

Para já, o município de Ourém vai pedir um parecer à Agência Nacional do Ambiente e auscultar algumas juntas de freguesia do concelho para avaliar a viabilidade da criação desta ecovia.

Um dos pontos de passagem será a capela de São Sebastião, onde D. Nuno Álvares Pereira terá pernoitado com as tropas, a caminho da batalha de Aljubarrota. Foto CMO

O projeto tem início na Ponte dos Namorados, em Ourém, passa pela Capela de São Sebastião e pela Estrada de Alvega, terminando em Fátima, na Rua da Salgueira, em Moita Redonda.

O percurso irá permitir não só aos peregrinos que se dirigem ao santuário de Fátima uma alternativa segura aos traçados que atualmente utilizam. Além disso, permitirá aos munícipes do concelho e outros visitantes um passeio disfrutando da paisagem natural.

PUB

“Há sítios belíssimos à beira da ribeira”, sublinha Luís Albuquerque, não excluindo a possibilidade de colocação de outras estruturas como “locais de paragem para descansarem e usufruírem da beleza do percurso”.

Depois da apresentação do estudo preliminar, ao executivo, na reunião de 1 de julho, o passo seguinte nesta fase preliminar, inclui o pedido de pareceres às juntas de freguesias pelas quais passa o traçado (Nossa Senhora das Misericórdias, Atouguia e Fátima), bem como à APA – Agência Portuguesa de Ambiente.

Só posteriormente, o Município avançará para concretização do projeto e candidatura a fundos comunitários.

“Ou usando recursos próprios se o município estiver disponível para executar a obra”, apontou o edil. O projeto deverá ficar concluído ainda este mandato (2021) já a obra “acho difícil ser ainda neste mandato. Mas ficará preparado para que no mandato seguinte possa ser executado”, garante Luís Albuquerque.

Além disso, refere o comunicado, “privilegia o projeto ‘Caminhos de Fátima’ e a ‘Rota Carmelita’, o primeiro percurso de peregrinos marcado oficialmente em Portugal, ligando o Memorial da Irmã Lúcia, no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra, ao Santuário de Fátima”.

PUB

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here