Ourém | Assembleia Jovem reúne 12 propostas em defesa do património

Foto: AMO

A Assembleia Jovem de Ourém (AJO) reúne pela primeira vez na sexta-feira, 3 de maio, contando com 60 alunos, do 2º e 3º ciclos e secundário, apurados nas eleições das respetivas escolas. No final será apurada a melhor ideia de cada escalão, que será depois apresentada e discutida na sessão da Assembleia Municipal de Ourém do mês de junho, conforme previsto no regimento da Assembleia Municipal de Ourém (AMO). O tema deste ano foi o Património.

PUB

O primeiro escalão, correspondente aos alunos do 2º e 3º ciclos, vai reunir-se pelas 09h30 e conta com a participação de 35 alunos dos seguintes estabelecimentos de ensino: Colégio do Sagrado Coração de Maria, Centro de Estudos de Fátima, Colégio de São Miguel, Escola Básica e Secundária de Ourém, EB 2,3 de Freixianda, EB 2,3 D. Afonso IV Conde de Ourém e EB 2,3 Cónego Dr. Manuel Lopes Perdigão de Caxarias.

Da parte da tarde, pelas 14h30, é a vez dos alunos do secundário disputarem entre si argumentos para a eleição da melhor ideia de promoção do património do concelho de Ourém. Concorrem neste escalão 23 alunos das seguintes instituições: Centro de Estudos de Fátima, Colégio de São Miguel, Escola Básica e Secundária de Ourém, Escola de Hotelaria de Fátima e Escola Profissional de Ourém.

Estas sessões vão ser transmitidas em direto, adianta nota de imprensa da AMO.

A mesma informação refere que João Moura, presidente da AMO, está muito satisfeito com a quantidade de propostas apresentadas, mas sobretudo com a qualidade das mesmas. “Posso garantir-vos que temos aqui ideias muito interessantes para a promoção do concelho de Ourém”.

PUB

Ao todo foram submetidas 12 candidaturas, adianta, que vão deste a criação de pacotes e circuitos turísticos, reabilitação de património edificado e natural, eventos, documentários, entre outros. Ao longo das próximas semanas serão dados a conhecer os “Rostos da AJO”, com a divulgação dos jovens que participam no projeto, assim como das várias ideias a concurso.

Este projeto tem ainda uma vertente inclusiva, que abrange os jovens com deficiência, que vão apresentar as suas propostas aos membros da Assembleia Municipal de Ourém, também na sessão de junho. Foram convidadas a participar nesta iniciativa as seguintes instituições: CRIO – Centro de Reabilitação e Integração de Ourém, CRIF – Centro de Reabilitação e Integração de Fátima, Casa do Bom Samaritano e Centro João Paulo II.

A AJO é uma iniciativa da Assembleia Municipal de Ourém em colaboração com a Câmara Municipal de Ourém, os estabelecimentos de ensino e as IPSS´s do grupo da deficiência.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here