Memória | Almanaque de 5 de maio, Dia da Mãe (e da Higiene das Mãos)

Imagem: Pixabay

Hoje é domingo, 05 de maio, centésimo vigésimo quinto dia do ano. Faltam 240 dias para o final de 2019. É Dia da Mãe, mas também Dia Internacional da Parteira, Dia Mundial do Riso, Dia Mundial do Trânsito e da Cortesia ao Volante, Dia Internacional da Língua Portuguesa, Dia Mundial da Hipertensão Pulmonar, Dia da Insuficiência Cardíaca e Dia Mundial da Higiene das Mãos.

PUB

Este dia é dedicado a Santo Ângelo, mártir, e a São Máximo de Jerusalém, bispo.

Nos céus, a Lua encontra-se na fase crescente (o quarto crescente será no dia 12, às 02:12). O sol nasceu às 06h35 e o ocaso está previsto para as 20h32.

Os nascidos nesta data pertencem ao signo Touro, destacando-se Afonso III de Portugal, o filósofo dinamarquês Soren Kierkegaard (1813), o teórico alemão Karl Marx (1818), o explorador do continente africano António Maria Cardoso (1849), o realizador britânico Michael Lindsay-Hogg (1940) e o ator e documentarista Michael Palin (1943), cofundador dos Monty Python.

Neste dia, em 1821, a Inquisição era abolida em Portugal e Napoleão Bonaparte morria na ilha de Santa Helena.

PUB

Em 1835, era criado o Conservatório de Música de Lisboa, por João Domingos Bomtempo, no âmbito da reforma do ensino artístico de Almeida Garrett.

Em 1912, na URSS, era lançado o jornal Pravda.

Em 1949, nascia o Conselho da Europa. Em 1961, o astronauta Alan Shepard era o primeiro norte-americano a viajar no espaço. Em 1981, após 66 dias de greve de fome, morria, na prisão de Maze, na Irlanda do Norte, o militante do IRA Robert “Bobby” Sands.

Em 1986, um acidente ferroviário em Póvoa de Santa Iria causava a morte de 17 pessoas e deixava 83 feridas.

Em 1988, o Governo português decidia baixar as taxas de juro para o crédito em um ponto percentual, de 18 para 17 por cento.

Em 1999, após 23 anos de ocupação e 16 anos de negociações, Portugal e a Indonésia assinavam, na sede da ONU, os acordos que permitiram estabelecer o direito à autodeterminação dos timorenses, as regras do referendo e as medidas necessárias para a manutenção da paz em Timor-Leste.

C/LUSA

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here