Médio Tejo | Ourém e Vila de Rei em prioridade de limpeza florestal

Ação de Limpeza da Floresta. Foto arquivo. mediotejo.net

O Governo divulgou esta quinta-feira, 17 de janeiro, o mapa das freguesias de 1ª e 2ª prioridade para limpeza no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios (SNDFCI). No Médio Tejo, os concelhos de Ourém e Vila de Rei têm todas as respetivas freguesias consideradas como de prioridade de limpeza. A fiscalização da limpeza de terrenos junto a edifícios decorrerá entre 1 de abril 31 de maio.

PUB

Este é um despacho conjunto do Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, e do Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, e que define igualmente os prazos para a realização das ações de fiscalização que devem incidir sobre as áreas prioritárias, conforme explica um comunicado conjunto do Ministério da Administração Interna e do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

O despacho determina que a fiscalização da limpeza de terrenos confinantes a edificações (numa faixa 50 metros); aglomerados populacionais e áreas industriais (numa faixa de 100 metros) se efetue entre os dias 1 de abril e 31 de maio. O despacho determina ainda que a fiscalização da limpeza das faixas de proteção das redes viária e ferroviária e das linhas de transporte e distribuição de energia elétrica seja efetuada entre os dias 1 e 30 de junho.

O diploma considera como áreas prioritárias para efeitos de fiscalização de gestão de combustível as freguesias de 1ª e 2ª prioridade, de acordo com a classificação feita pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), as áreas confinantes a edificações, os aglomerados populacionais, as áreas industriais, as redes viária e ferroviária e as linhas de transporte e distribuição de energia elétrica, conclui o mesmo documento.

Segundo o mapa publicado no despacho, Ourém e Vila de Rei destacam-se no seu território, com todas as freguesias em 1ª ou 2ª prioridade de limpeza. Abrantes tem listadas Martinchel, Fontes, Carvalhal, União de Alvega e Concavada e União de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo. Em Alcanena, Minde, Moitas Venda, Monsanto e União de Malhou Louriceira e Espinheiro são as freguesias que oferecem mais preocupação. No concelho de Ferreira do Zêzere o alerta vai para as freguesias de Chãos, Ferreira do Zêzere, Igreja Nova do Sobral e União de Areias e Pias.

PUB

Mação tem Amêndoa e Cardigos na listagem. Sardoal possui Alcaravela, Santiago de Montalegre e Sardoal. Tomar tem apontadas Asseiceira, Carregueiros, Olalhas, São Pedro de Tomar, Sabacheira, União de Além da Ribeira e Pedreira e União de Serra e Junceira. Já Torres Novas repete a prioridade nas freguesias de Chancelaria e Pedrógão e Vila Nova da Barquinha possui apenas Tancos em alerta.

Na Sertã, estão em mencionados o Carvalhal, Várzea dos Cavaleiros, União de Cernache do Bonjardim Nesperal e Palhais, União de Cumeada e Marmeleiro e União de Ermida e Figueiredo.

Ainda na região, o concelho de Gavião tem Comenda, Margem e União de de Gavião e Atalaia em alerta. Na Chamusca encontram-se Ulme e Vale de Cavalos. As freguesias de São Mamede e Reguengo do Fetal (Batalha) e União de Santa Catarina da Serra e Chainça e Caranguejeira (Leiria), no limite fronteiriço oeste do território, também são consideradas de limpeza prioritária.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here