Médio Tejo | CIM anuncia aposta na promoção do Turismo Acessível e Inclusivo

CIM do Médio Tejo anuncia aposta na promoção do Turismo Acessível e Inclusivo. Foto: DR

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo anunciou hoje a adesão a um projeto de promoção do turismo acessível e inclusão social através de um plano de ação para três anos a realizar nos 13 municípios da região.

PUB

“O turismo acessível é cada vez mais uma exigência do ponto de vista da própria inclusão e sem dúvida que há muito a fazer neste âmbito”, disse o secretário executivo da CIM do Médio Tejo, Miguel Pombeiro, para quem a questão do turismo acessível “é determinante no âmbito da inclusão social e, sobretudo, quando se escolhem locais a visitar e o tipo de turismo que se quer fazer”.

Nesse sentido, o Conselho Intermunicipal do Médio Tejo, que agrega 13 municípios do distrito de Santarém, aprovou no dia 07 de novembro a proposta de protocolo a celebrar com a Accessible Portugal, no âmbito do Projeto AccessTUR, e no qual as duas entidades comprometem-se a trabalhar a temática do Turismo Acessível e Inclusivo.

O protocolo, que irá vigorar pelo período de três anos, prevê a implementação de um plano de atividades a desenvolver pelos 13 municípios do Médio Tejo, tais como “formações de sensibilização, desenvolvimento de uma plataforma de formação ‘online’, entrega de um ‘kit’ de boas práticas (por município), realização de um vídeo promocional da região Centro, de um guia turístico acessível da região, de um manual de hotel inclusivo”, entre outras ações, refere a CIMT, em nota de imprensa.

A CIM do Médio Tejo compromete-se a facilitar e a intermediar os contactos com os municípios seus associados e os agentes locais do território, no sentido de os motivar a aderir e participar nas atividades do projeto, e a Accessible Portugal, por sua vez, é responsável por desenvolver um conjunto de ações que passam por auditorias e eventos TUR4all (tratando-se de um ‘site’ e uma aplicação móvel com informação e divulgação da oferta turística acessível em Portugal).

PUB

Segundo se pode ler na mesma informação, em cada município do Médio Tejo “já estão identificados um conjunto de locais e equipamentos que irão contar com visitas técnicas para que possam, no futuro, melhorar as suas condições de acessibilidade”.

A CIMT dá ainda conta que o projeto AccessTUR-Centro de Portugal “consubstancia uma Iniciativa de Inovação e Empreendedorismo Social” recentemente aprovado pelo POISE – Programa Operacional para a Inclusão Social e Emprego, no âmbito do Programa de Parcerias para o Impacto, e que conta com o apoio da Turismo do Centro e das oito Comunidades Intermunicipais do território.

Nesse sentido, e para iniciar o trabalho no âmbito do Turismo Acessível, as entidades parceiras vão promover no dia 26 de novembro, na sede da CIM, em Tomar, um ‘workshop’ subordinado ao tema “Turismo acessível – Trabalho em Rede”.

O dia será dedicado a dar a palavra a vários convidados com diferentes limitações, à apresentação de participantes e grupos de trabalhos subordinados ao tema “Como nos podemos preparar para a diversidade do turismo acessível na nossa região – por tipologia de limitação”, e à apresentação de soluções e partilha de grupos, entre outros momentos.

Com uma população de cerca de 250 mil habitantes, a CIMT é composta pelos municípios de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here