Médio Tejo | CHMT deu conta dos resultados assistenciais e de gestão ao Conselho Consultivo

Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo, Carlos Andrade. Foto: mediotejo.net

No âmbito de mais uma reunião do Conselho Consultivo do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), o Conselho de Administração apresentou os resultados assistenciais e de gestão do ano de 2018 e primeiro semestre de 2019, tendo destacado a entrada de 15 novos médicos e de um aumento global dos atendimentos.

PUB

No âmbito dos recursos humanos, o presidente do Conselho de Administração, Carlos Andrade Costa, sublinhou a entrada de novos médicos com “a admissão até 31 de julho de seis médicos, e prevendo-se até ao final do ano de 2019, a admissão de mais nove médicos, o que perfaz um total de quinze novos médicos num só ano”.

O CHMT tinha, a 31 de julho de 2019, um total de 1862 colaboradores.

Em nota de imprensa, o CHMT dá conta de ter sido igualmente apresentada uma síntese dos registos assistenciais, documento que “espelha o crescimento dos últimos anos, com maior número de consultas realizadas, mais cirurgias, mais sessões de hospital de dia, mais atendimentos nas urgências e com a realização de cerca de 20.000 exames de Tomografias Axial Computorizada”.

Carlos Andrade Costa, neste ponto, referiu que “os ótimos resultados obtidos a nível de realização exames de Tomografias Axial Computorizada justificam todo o investimento e esforço que esta Administração efetuou para a instalação deste aparelho na Unidade Hospitalar de Tomar. Por outro lado, este investimento mais que justificado, dá mais força para continuar a trabalhar para a instalação de um aparelho de Ressonância Magnética no Centro Hospitalar”, notou.

PUB

Ainda no que respeita aos indicadores assistenciais, os números alcançados até julho deste ano “mantêm o Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, na primeira posição do Grupo C, que compreende 14 instituições hospitalares, como o hospital com melhor desempenho ao nível da facilidade de acesso a consultas e a cirurgias, com uma taxa de acessibilidade de 39,1%”.

Aos elementos do Conselho Consultivo foram ainda apresentados os investimentos realizados em equipamentos no ano de 2018 num valor de mais de 2,5 milhões de euros, com destaque para a beneficiação do Serviço de Urgência Médico Cirúrgica, a aquisição do Aparelho de TAC, a construção da Sala Limpa – Unidade de Preparação de Citostáticos, a aquisição de um Manógrafo Digital; a aquisição de Videogastroscópio de alta definição; Estação de trabalho pós processamento em 3D / software e a aquisição de Microquerótomo com consola para Lasik , entre outros investimentos diversos.

Até 31 de julho foram realizados investimentos em equipamentos de valor superior a 750 mil euros e estão em fase de conclusão, até ao final do ano, outros investimentos, no valor de mais de 400 mil Euros.

Na área financeira o destaque foi para a diminuição da dívida acumulada em 19,2% .

Na apresentação de resultados, na reunião do Conselho Consultivo do CHMT, EPE, presidida pelo General Valença Pinto, foram ainda focados, no âmbito da Gestão do Acesso – Articulação com os Cuidados de Saúde Primários, e os protocolos de referenciação para primeira consulta hospitalar entre o CHMT e os ACES.

Encontram-se assinados e implementados os seguintes Protocolos de Referenciação: Oftalmologia, Nefrologia, Cardiologia e Pé-Diabético, encontrando-se em fase de elaboração e aprovação os Protocolos de Referenciação de Reumatologia, Fisiatria, Hipocoagulação Oral e Saúde Mental na Comunidade.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here