Médio Tejo: Caça talentos entre os alunos do 12º ano

Chama-se “2016 High School Innovation Summit” e é uma espécie de Shark Tank dirigido exclusivamente aos alunos do 12º ano das escolas da região do Médio Tejo onde o objetivo é premiar as ideias dos alunos transformando-as em negócios reais.

PUB

O “2016 High School Innovation Summit” é um evento que está a ser organizado e produzido pela Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA) do Instituto Politécnico de Tomar em parceria com a Unidade Lusídeias do Grupo Compta, que conta com a participação da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, do Grupo IBM e do TagusValley.

A apresentação aos Agrupamentos de Escolas, Escolas não Integradas e Escolas Profissionais da região do Médio Tejo realiza-se esta terça e quarta-feira, dias 12 e 13 de janeiro, no Tecnopolo do Vale do Tejo, em Abrantes.

Na ocasião, Nelson Figueiredo de Pinho, um dos responsáveis do Grupo Compta, apresentou detalhadamente este projeto que “será muito positivo na demonstração das capacidades da região” e que pretende demonstrar aos alunos do 12º ano que “não precisam de sair da sua região para ter futuro porque aqui há capacidades empreendedoras”.

“O objetivo é promover um concurso de ideias junto dos alunos pré-universitários porque acreditamos que estes alunos têm capacidades criativas e as melhores ideias serão desenvolvidas e transformadas em aplicações reais”, explicou Nelson Figueiredo de Pinho.

“Vamos conseguir materializar as ideias apresentadas pelos alunos em algo concreto com o apoio dos diversos serviços disponíveis do IPT”, salientou este responsável acrescentado ainda que a IBM e a Compta também são parceiros neste projeto e darão todo o apoio no desenvolvimento das ideias vencedoras.

Fases do projeto

Mas como é que tudo irá funcionar? Para já, a partir da próxima semana a equipa da ESTA e Lusídeias irão deslocar-se às escolas para explicar a alunos, professores e encarregados de educação o que se pretende com este projeto empreendedor, para que depois se passe à fase seguinte do projeto que é a submissão das candidaturas dos alunos com a apresentação das suas ideias.

“Este evento dirige-se a todos os alunos do 12º ano, independentemente da área de estudos em que estejam, qualquer ideia para qualquer área é boa, o que pretendemos é que haja uma ideia que possa resolver um problema e nós temos a capacidade de a colocar em prática”, salientou Nelson Figueiredo de Pinho.

Presente na sessão de apresentação do “2016 High School Innovation Summit”, Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, referiu que “a ideia é desmistificar que as ideias vendáveis são só tecnológicas, este é um projeto que implica áreas multidisciplinares”.

“Este projeto vem concretizar a aproximação entre alunos e empresas, perceber onde há oportunidades e colocar os projetos em andamento”, referiu Maria do Céu Albuquerque que espera que esta iniciativa “sirva para gerar valor e para fidelizar alunos nas instituições de ensino superior do interior do país”.

O “2016 High School Innovation Summit” culminará num evento que se irá realizar no dia 6 de abril, onde os alunos farão a apresentação das suas ideias perante um júri que depois decidirá quais as três ideias vencedoras. Nesse mesmo dia, irá realizar-se um conjunto de workshops sobre como fazer páginas web, como desenvolver uma aplicação móvel, modelação 3D, iniciação à robótica, entre outros.

Entre os prémios que serão atribuídos aos alunos das ideias vencedoras estão bolsas de estudo dadas pelo IPT, para além de estágios em empresas.

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here