Mau tempo | Subida do caudal dos rios em Constância, seis pessoas realojadas em Abrantes

Subida do caudal dos rios em Constância, seis pessoas realojadas em Abrantes. Foto: CMC

Face às condições climatéricas que se têm feito sentir nas últimas horas o caudal dos rios Tejo e Zêzere continua a subir, provocando a inundação do parque de estacionamento junto ao rio Zêzere em Constância. Em Abrantes, as duas freguesias mais afetadas são Aldeia do Mato e Souto e Rio de Moinhos, com estradas e pontões destruídos, e seis pessoas foram realojadas.

Segundo informação da Proteção Civil, prevê-se um agravamento da situação para o período da tarde e noite desta sexta-feira, 20 de dezembro.

Na zona ribeirinha de Constância, por uma questão de precaução, foram retirados os bens da Esplanada-Bar do Zêzere, estabelecimento que nesta época do ano estava encerrado ao público.

PUB

O Serviço Municipal de Proteção Civil alerta para a possibilidade de ocorrência de cheias e recomenda à população para acautelar os seus bens, principalmente animais e equipamentos agrícolas.

O Serviço Municipal de Proteção Civil e os Bombeiros Voluntários de Constância estão no terreno para monitorizar as zonas afetadas e apoiar a população.

PUB
Em Rio de Moinhos, a cheias de quinta-feira obrigaram ao realojamento de seis pessoas. Foto: mediotejo.net

Seis pessoas realojadas em Abrantes devido ao mau tempo

A Câmara Municipal de Abrantes, de acordo com a informação do Serviço Municipal de Proteção Civil, da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes e das Juntas de Freguesia, realiza atualização sobre as ocorrências e ações no terreno e alerta a população para as condições meteorológicas adversas resultantes da tempestade Elsa.

Estão previstas condições adversas, entre as 12:00 e as 18:00, com precipitação forte e persistente e rajadas até 90 km/ entre as 12:00 e as 21:00 sendo recomendado à população a permanência em casa sempre que possível.

Igualmente, alerta-se as populações das zonas ribeirinhas, para que fiquem atentas à subida do caudal do Rio Tejo. O Rio Tejo está a ser monitorizado desde as 05:00, mantendo-se sem alteração significativa e até se regista uma pequena descida mas, pelas perspetivas de agravamento a partir das 12:00, foi ativado o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo às 10:30.

Foram registadas 46 ocorrências. As duas freguesias mais afetadas são Aldeia do Mato e Souto e Rio de Moinhos, com estradas e pontões destruídos, dificultando alguns acessos a habitações mas as situações encontram-se em resolução.

Três estradas foram cortadas, uma condicionada e três viaturas atingidas com danos ligeiros encontrando-se no momento em resolução:
• Rua 5 de Outubro em Abrantes – cortada por queda eminente de árvores de grande porte;
• Rua do Cana Verde em Alferrarede – Cortada por árvores de grande porte;
• EN358-2 (Ribeirão) entre Martinchel e Constância – cortada por deslizamento de terras;
• Rua do Campo da Bola em Sentieiras São Vicente – barreira a ceder, condicionado o trânsito.

Foi necessário ainda o realojamento de seis pessoas que foram devidamente acompanhadas pelos serviços sociais do município. Por antecipação ao agravamento das condições climatéricas estão a ser executados alguns cortes de árvores que possam colocar a segurança das pessoas ou bens em causa.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, “estamos todos no terreno e, apesar de já haverem prejuízos consideráveis, são apenas danos materiais. Estamos empenhados em manter as vias circuláveis e a população protegida e segura face a esta intempérie que está a assolar o pais. É muito importante que as pessoas respeitem as nossas recomendações, assim como, de todas as forças presentes no terreno”.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here