Mação: Empresários encheram salão nobre em seminário da NERSANT

Foto: mediotejo.net

Organizado em conjunto com a autarquia de Mação, o seminário promovido pela NERSANT serviu para informar e divulgar os novos projetos de apoio e incentivo empresarial dentro do novo quadro comunitário do Portugal2020. Vasco Estrela, autarca maçaense, congratulou-se por ter sala cheia, admitindo ao mediotejo.net ter sido surpreendido com tamanha adesão por parte dos empresários.

PUB

Com a presença de Luís Roque, da comissão executiva da NERSANT, a ação teve dois momentos de esclarecimento com as técnicas Paula Valério e Mónica Silva, do departamento de Projetos e departamento de Qualificação e Formação; uma parte relativa aos projetos de incentivos e financiamento para as empresas, outra sobre os apoios à formação.

Recorrendo a apresentação projetada, os responsáveis destacaram os incentivos às empresas e ao empreendedorismo, com enfoque nos projetos em desenvolvimento no atual quadro comunitário Portugal2020.

Foram apresentados os Projetos Vales, com incidência nas áreas de internacionalização, qualidade, organização, gestão e TIC, Economia Digital, propriedade industrial e ainda na área do empreendedorismo, com o projeto Vale Empreendedorismo. Também o projeto RING (Ribatejo Inovação na Gestão) foi apresentado, enquanto ferramenta apoiada pelo COMPETE2020, com financiamento a 50% – não reembolsável. Este RING visa o desenvolvimento de ações de modernização e melhoramento das metodologias e processos de gestão, desde Inovação Organizacional a Otimização de Processos, com consultoria e apoio técnico; auditoria de Diagnóstico; ações de sensibilização sobre a norma aos colaboradores; auditoria interna, entre outros.

Foi ainda destacado o conjunto de missões empresariais levadas a cabo pela NERSANT, prevendo-se viagem a Marrocos (incidência em Casablanca) entre 20 e 24 de novembro e ao Canadá (incidência em Toronto) entre 4 e 8 de dezembro, a fim de dar oportunidade às empresas participantes de reunir com empresas locais de acordo com os seus objetivos, com vista à internacionalização e exportação.

PUB

Também dentro do parâmetro das missões e encontros para promover a internacionalização das empresas, Luís Roque salientou o evento NERSANT Business 2016 – Encontro Internacional de Negócios do Ribatejo, a decorrer no Hotel dos Templários, em Tomar, a partir de 24 a 26 de outubro, contando com a participação de 24 países, nesta que é a 5ª edição do evento.

MONTAGEM_SESSAO EMPRESARIOS NERSANT_MACAOQuanto aos apoios da NERSANT no que toca à formação, foram apresentadas duas modalidades. Em primeiro lugar, o Cheque-Formação, que consiste no apoio financeiro concedido pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) às empresas, aos ativos empregados e aos desempregados inscritos no IEFP, que frequentem percursos de formação ajustados às necessidades das empresas e do mercado de trabalho. Aqui pretende-se reforçar a qualificação e empregabilidade, melhorando a produtividade e competitividade das empresas, através da aposta na qualificação profissional dos seus trabalhadores; potenciar a procura de formação por parte dos ativos empregados e dos desempregados e incentivar os percursos de aprendizagem ao longo da vida.

Também o MOVE PME foi apresentado, na medida em que proporciona um programa de formação-acção (formação e consultoria) desenvolvido pela NERSANT em parceria com a AIP/CE – Associação Industrial Portuguesa/Confederação Empresarial. Os objetivos passam por intensificar a formação de empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão e proporcionar formação aos trabalhadores devidamente enquadrada na estratégia e necessidades da empresa.

Segundo Luís Roque, vogal da comissão executiva da NERSANT e coordenador do Médio Tejo,referiu que o objetivo foi “apresentar de forma muito simples cada um destes sistemas de incentivo, cada um dos projetos, e depois esclarecer questões/dúvidas para tentarem perceber de que modo se podem adequar os projetos às vossas empresas, e em função disso também os empresários poderem tomar decisões”.

No início da sessão foi distribuída uma folha de inquérito, para que os participantes possam assinalar as áreas em que tenham interesse para que,depois, “a Nersant possa marcar uma reunião com cada empresário, analisando de forma personalizada cada empresa, e tentar decifrar o que necessitam e qual o sistema de incentivos que se pode adequar para dar resposta a essa necessidade”, explicou o responsável.

Foto: mediotejo.net
O autarca Vasco Estrela esteve presente na sessão, presidindo à abertura com Luís Roque, da NERSANT. Foto: mediotejo.net

Sinal positivo para o concelho

Vasco Estrela, presidente da Câmara de Mação, mostrou-se satisfeito com a afluência de empresários a esta sessão, que aconteceu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, durante uma hora e meia.

“O Salão Nobre estava cheio, com sinceridade, ao contrário do que esperava. Estava com receio que as pessoas pudessem não aderir, porque algumas podem já estar cansadas destas palestras, destes seminários, e muitas vezes ficando com expetativas defraudadas”, referiu o autarca.

O facto de ter acontecido o 1º Encontro de Empresários, a 1 de outubro, e “conjugando estas duas ações, o balanço é positivo”, apontou Vasco Estrela, fazendo notar que “há pessoas com vontade de concretizar projetos, melhorar projetos que já têm, de criar mais valor naquilo que fazem, procurar novos mercados, apostar na formação. O que é um sinal positivo para o concelho”.

O autarca salientou o papel da Câmara Municipal no apoio empresarial, nomeadamente o Gabinete do Empreendedor (GEMA) “que está a passar por um processo de reformulação e que seguramente durante o mês de novembro terá um novo incremento, no terreno, junto dos empresários”, fazendo um atendimento personalizado, com a colaboração da NERSANT e de outras entidades.

Vasco Estrela destacou ainda a concretização do ninho de empresas como outro apoio às empresas do concelho, quer aos novos empreendedores que necessitem de um espaço para dar início à sua atividade, quer a empresas que estejam a passar por dificuldades ou a trabalhar em condições precárias, que necessitem de um espaço com melhores condições.

“Com estas ações, com o que está disponível, com a reformulação do GEMA e com o ninho de empresas, pensamos que estamos a fazer tudo aquilo que é possível para que não seja por falta de apoio e incentivos que as empresas no concelho de Mação não possam realizar as suas atividades”, declarou.

No próximo dia 20 de outubro, a CM Mação viaja até ao norte do país para ter contacto com exemplos nesta área, nomeadamente no que toca a incubadoras de empresas e incentivos ao empreendedorismo. “A NERSANT está muito interessada neste projeto, a breve prazo provavelmente estabeleceremos um protocolo para formalizar todo o apoio que possa vir a dar à autarquia e aos empresários do concelho”, com o intuito de “profissionalizar esta aposta forte que queremos fazer no empreendedorismo”, acrescentou Vasco Estrela.

O presidente da CM sublinhou que o trabalho da câmara municipal passa por dar as melhores condições aos empresários e empreendedores, frisando que a CM vai apoiar dentro “das suas competências e das possibilidades financeiras, seguramente”, concluiu.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here