Mação | Daniel Jana deixa presidência da Associação Magalhães ao fim de 10 anos

Daniel Jana foi presidente da Associação Magalhães durante uma década. Foto: DR

Daniel Jana deixou a presidência da Associação Magalhães ao fim de 10 anos em atividade, tendo sido eleita em outubro uma nova equipa diretiva presidida por Francisco Correia. Daniel Jana, um dos fundadores da Associação Magalhães e presidente da direção durante uma década, lembrou ao mediotejo.net como nasceu a Associação Magalhães e alguns dos momentos mais marcantes do percurso associativo desta instituição de Mação.

PUB
Mação | Daniel Jana deixa presidência da Associação Magalhães ao fim de 10 anos
Daniel Jana. Foto: DR

mediotejo.net – O que esteve na génese dos Magalhães e qual o sentimento na hora da despedida deste percurso?

Daniel Jana – Foi no dia 17 de dezembro de 2008 que nasceu a Associação Magalhães, fruto de uma amizade de infância, um grupo ligado por laços tão fortes que apelidámos desde logo como: família, cujo sobrenome haveria de ficar Magalhães. E eu, que só organizei um jantar, deparo-me com a irreverência de 29 jovens, na casa dos 20 anos cheios de expectativas, ideias e sonhos por concretizar …  Mas afinal de contas, eu era só mais um deles, com os meus 18 aninhos nem o irmão mais velho chegava a ser, e em mim depositavam confiança para cuidar desta família Órfã.

Tinha de crescer, tinha uma grande responsabilidade em cima dos ombros e não queria falhar para com eles, para isso trabalhei muito no escuro para que nada lhes faltasse, eles sabiam que podiam dormir descansados, que assim que se ligassem os holofotes tudo estaria assegurado para que eles pudessem contribuir para que esta família nunca parasse de brilhar.

Passados 10 anos e desde o primeiro dia como patriarca desta casa, sim porque hoje temos uma casa, mesmo nascendo nas ruas, com a roupa que tínhamos no corpo, a pé, sem um tostão e pela sociedade vistos como delinquentes, confesso que foram tempos difíceis estes…mas para quem tinha uma morte anunciada no parto, fruto do trabalho de todos, e de cada um à sua maneira, estamos aqui mais vivos que nunca, sendo hoje um exemplo:

PUB

De organização para todas as famílias como a nossa, de reconhecimento por práticas de boa “vizinhança”, de bairrismo pioneiro na Vila, de motivação e foco para as gerações vindouras, de grandeza e notoriedade para uma região. A Família aumentou e hoje somos mais de uma centena, o dinheiro que não abunda, mas também não falta e ainda chega se for preciso para ser repartido por quem mais precise.

Posto tudo isto o sentimento que fica é que a minha missão nesta associação está cumprida, mas que a missão da associação não quero que algum dia fique totalmente cumprida. Era mau sinal e um desfecho inglório para todos aqueles 29 que a fizeram nascer e claro que não quero que aconteça, nunca!

Mação | Daniel Jana deixa presidência da Associação Magalhães ao fim de 10 anos

Quais os pontos altos que destacas neste percurso de 10 anos?

Podia elencar vários, mas vou salientar dois: em março de 2018 termos conseguido em três dias juntar num só espaço da Vila de Mação tantos jovens como o total dos habitantes do envelhecido Concelho de Mação, e termos chegado ao fim de 10 anos com todos os sócios fundadores unidos ativos e dinâmicos (um, apesar de fisicamente não poder estar entre nós, fazemos questão de homenagear anualmente com um torneio em seu nome).

E, ao fim de uma década nos Magalhães, porque decidiste sair?

Saio pois considero que tudo na vida tem um ciclo e o meu termina aqui com a consciência de que dei o melhor de mim neste período superior a 1/3  da minha vida e que foi vivido intensamente à frente desta associação desde o seu primeiro dia até ao que é hoje passados 10 anos.

Sempre defendi a importância de haver renovação dos quadros, e chegou a hora de sair, não por achar que não tinha capacidades, nem que estivesse esgotado de ideias, mas sim por considerar que nenhum momento é bom para criar divisões e rupturas e este é sem duvida o pior momento para que aconteçam, e por isso, disse e reafirmo, para isso não contem comigo, sempre defendi o bom nome e os reais interesses da Associação sobrepondo sempre aos meus próprios interesses. Não era agora que ia fazer diferente.

O que esperas da nova equipa diretiva?

Sinceramente, e para que tenham sucesso e que alcancem os seus objetivos, espero que sigam as linhas mestras do trabalho até hoje desenvolvido, e que promovam ainda mais atividades bem como a “marca” Magalhães de Mação, neste crescimento exponencial  que tem tido ao longo da ultima década, nunca esquecendo que o mais importante é aquilo que nos fez juntar, sendo para mim sempre visto como a chave do sucesso – A nossa amizade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here