Mação | Arrancaram as obras de novo Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais em Mação

Arrancaram as obras de novo Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais em Mação. Foto: Construmação

Arrancaram na terça-feira, dia 5 de novembro, as obras de requalificação do antigo quartel dos bombeiros de Mação, uma empreitada de nove meses e na ordem dos 700 mil euros que vai permitir a instalação de projetos na área social, nomeadamente de um Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) com lar residencial para pessoas portadoras de deficiência na vila. Este projeto, que terá um investimento global superior a um milhão de euros, poderá incluir até 50 utentes e gerar 40 postos de trabalho, segundo estimativa da autarquia.

PUB

A intenção já tem alguns anos e resulta de um protocolo assinado a 1 de julho de 2017, numa parceria com o CRIA – Centro de Recuperação e Integração de Abrantes, para que o concelho ganhasse esta valência, uma vez que cerca de duas dezenas de utentes são transportados diariamente para Alferrarede (Abrantes), a fim de poderem ser acompanhados pelo profissionais do CRIA.

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, destacou a importância do momento e de um investimento “importante em termos económicos e sociais, que vai permitir também assegurar algumas dezenas de postos de trabalho através da reabilitação de um edifício histórico situado dentro da vila”, servindo a reutilização do antigo quartel de bombeiros para a instalação do Centro de Atividades Ocupacionais para Pessoas e Jovens Deficientes em Mação e outras atividades de cariz social, e cuja gestão ficará a cargo do próprio CRIA.

Protocolo foi assinado a 1 de julho de 2017 entre o presidente do CRIA, Nelson de Carvalho, e Vasco Estrela, presidente CM Mação. Foto: mediotejo.net

“É minha convicção que é uma boa aposta, sendo uma obra que é da responsabilidade da Câmara de Mação e que dá corpo à parceria estabelecida com o CRIA” no âmbito de um protocolo assinado a 1 de julho de 2017, no âmbito das festas de Mação (ver notícia abaixo).

Pretende-se que seja “um centro onde os jovens estarão no seu dia-a-dia, alguns só em dia, e outros que viverão lá eternamente ou muito perto disso”, entendendo o autarca que “é um projeto que possa ser estruturante para o futuro, e tem a mais-valia de ser no centro da vila”.

PUB

Em termos de investimento, a autarquia investiu cerca de 300 mil euros na aquisição do edifício à Associação Humanitária dos Bombeiros de Mação, representando a obra de reabilitação em curso um investimento de 700 mil euros (comparticipado a 50% por fundos comunitários no âmbito do PARU), a que se juntará mais um investimento necessário ao recheio e equipamento daquele espaço, perspetivando o autarca um esforço financeiro global por parte do município na ordem de um milhão de euros.

O facto do projeto ser gerador de postos de trabalho, algo que de o concelho está tão carente, que ajudará à fixação de pessoas e será uma resposta social da qual o concelho está carente, para além de ajudar a reabilitar a e reavivar o centro histórico, foram algumas das mais valias do investimento destacadas por Vasco Estrela ao longo deste processo.

Projeto do Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial. Foto: mediotejo.net

O autarca assumiu que poderiam ter sido instaladas associações ou serviços da câmara naquele local, no entanto o aproveitamento não seria o mesmo. “Nada disto tem a mais valia de ser gerador direto de postos de trabalho, dar tanta vida ao local, de ajudar a potenciar outro tipo de negócios no concelho (…) reconheço que eventualmente haveria outro local mais apropriado que não este, sendo certo que teria de ser feito de raiz. Com tudo ponderado, acho que é a melhor utilização”, concluiu Vasco Estrela, nas respostas que deu as interpelações levantadas então pela oposição, que deram conta que, perante os números que se estimam em termos de funcionários e utentes em permanência no local, o edifício “parece tornar-se pequeno demais”.

Recorde-se que, após aprovação do Orçamento para 2017, uma das apostas do município na área social é a criação desta valência. Na altura, o autarca disse ao mediotejo.net que havia a intenção de construção do Centro de Atividades Ocupacionais para Pessoas e Jovens Deficientes em Mação, um projeto considerado “ambicioso, que não é barato, mas que será também estruturante e que pode ter uma relevância muito grande no concelho de Mação.

CRIA apresentou esclarecimentos sobre projeto na AM Mação de fevereiro 2017:

Mação | CRIA presta esclarecimentos à assembleia municipal sobre o CAO e Lar residencial

Protocolo foi assinado entre CM Mação e CRIA no dia 1 de julho de 2017:

Mação | Município e CRIA avançam para lar residencial e Centro de Atividades Ocupacionais (C/VIDEO)

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here