Mação: Antigos presidentes da autarquia vão dar nome a ruas

Sessão da Assembleia Municipal de Mação que decorreu no auditório da Sede das Associações (Foto: mediotejo.net)

A Assembleia Municipal de Mação aprovou por maioria, com uma abstenção, uma proposta inicialmente apresentada pelos eleitos do PS para atribuição de nomes “de uma rua ou de um equipamento digno” dos dois presidentes da autarquia de Mação após o 25 de abril e também de Elvino Pereira.

A proposta foi apresentada pelo eleito António Reis (PS) durante a última sessão da Assembleia Municipal de Mação que se realizou esta terça-feira, dia 26 de abril, no auditório da Sede das Associações do concelho.

Na proposta, os eleitos do PS referem que “considerando que este ano se celebra o 40º aniversário do poder autárquico e antecipando um pouco o que poderá ser uma celebração e evocação das figuras que, de algo modo, fizeram esse arranque, em alguns casos em circunstâncias muito diferentes das de hoje, e sem prejuízo de outras que os elementos do Executivo e da Assembleia Municipal possam propor; considerando que no nosso entender houve pessoas que pelo que representaram e fizeram em prol de Mação, especialmente no arranque e consolidação do poder autárquico democrático, não tenham ainda sido lembrados e devidamente homenageados, o PS propõe, considerando que: o presidente da comissão administrativa, engenheiro técnico José Eduardo Pires tomou posse logo após o 25 de abril, numa situação algo complicada, e levou com alguma sensatez e qualidade a bom porto os destinos do Município e que segundo alguns testemunhos foi ele que iniciou a compra dos edifícios algo degradados onde hoje está instalado o Centro Cultural Elvino Pereira”.

PUB

“Na mesma linha de pensamento, propomos homenagem ao Dr. Diamantino Leitão, primeiro presidente da Câmara Municipal de Mação eleito após o 25 de abril pelo trabalho desenvolvido”, sugerem os eleitos do PS acrescentando que o Executivo camarário “atribua o nome de uma rua ou de um equipamento digno destes dois presidentes da entidade maçaense”.

A proposta esteve em discussão na Assembleia Municipal tendo o eleito Manuel Dias (PSD) referido que concorda com a proposta do PS mas que “é impensável não incluir o Sr. Elvino Pereira nessa sugestão porque foi um presidente que se eternizou no concelho”.

PUB

João Filipe, eleito do PS, referiu, na ocasião, que não via inconveniente nenhum em colocar o nome de Elvino Pereira nesta proposta e explicou que o seu nome não foi colocado porque já foi o único homenageado após o 25 de abril, com a atribuição do seu nome ao Centro Cultural de Mação.

macao_amunicipal26abril6 (Foto: mediotejo.net)
Eleitos do PS explicaram que não incluíram o nome de Elvino Pereira na proposta porque este já tinha sido homenageado com a atribuição do seu nome ao Centro Cultural de Mação (Foto: mediotejo.net)

Cardoso Lopes, eleito do PS, recordou que a Zona Industrial de Cardigos também tem o nome de Elvino Pereira e sugere que seja incluído o nome de Elvino Pereira na proposta do PS, salientando que este documento “é uma recomendação ao Executivo porque é o executivo que tem a possibilidade de propor a toponímia”.

José António Almeida (PSD) comentou a inclusão de Elvino Pereira na proposta do PS salientando o tempo e o modo como Elvino Pereira esteve à frente da autarquia de Mação e que “não é possível falar em poder democrático em Mação sem falar no nome de Elvino Pereira”, sugerindo que a proposta do PS passe a ser uma proposta conjunta dos eleitos da Assembleia Municipal.

O eleito António Martins (PS) referiu que a zona industrial de Cardigos chegou com 20 anos de atraso e dar-lhe o nome do Sr. Elvino Pereira é desprestigiante porque foi uma figura determinante, numa determinada época, no concelho de Mação.

Eleito António Reis (PS) refere que Elvino Pereira, em vida, era avesso a homenagens à sua pessoa e que seu nome não foi incluído porque já havia o seu nome no Centro Cultural de Mação mas que não é contra a inclusão do seu nome na proposta.

A proposta, com inclusão do nome de Elvino Pereira, foi aprovada por maioria, com uma abstenção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here