Liga Inatel | A análise da jornada, por Telmo Gomes

A análise da jornada da Liga INATEL por Telmo Gomes. Foto: mediotejo.net

Aqui vamos nós na nossa caminhada “Rumo a Vila de Rei”, uma caminhada longa, dura, mas que avança a passos largos para as suas decisões mais importantes nesta Liga Inatel 2018-2019, altura em que das 46 equipas participantes apenas 16 vão sobreviver: oito na Série 1 e oito na Série 2. Três jornadas finais que prometem muito “sal e pimenta”, e idealmente com muito Fair-Play à mistura.

PUB

Serie 1:

Grupo A1

Seiça 2-1 Bemposta

Se dúvidas houvessem, aqui está a primeira equipa a carimbar a sua passagem à Fase Final. O Seiça sabia que a vitória era sinónimo de certeza, e não vacilou frente ao muito difícil Bemposta que, sem sombra de dúvida, nesta 2ª Fase fez aquilo que muito pouco acreditariam. Jogou muito bem, deu muita luta e deram tudo o que tinham e não tinham para provar que a Bemposta afinal ainda está viva e bem viva. Com a passagem assegurada pelo Seiça, matematicamente a Bemposta ainda está na corrida mas sabe que é difícil. Uma palavra de força para o jovem “Calor” que se lesionou com alguma gravidade no decorrer do jogo.

PUB

Envendos 2-3 Sentieiras

Neste jogo quase se poderia dizer o mesmo do desafio disputado em Seiça. A equipa de Sentieiras sabia da dificuldade de jogar em Envendos e que a vitória era muito importante. Não os apura já, mas apenas lhes falta um pontinho para assegurar também a passagem aos Quartos de Final e acompanhar o Seiça. Já para os Envendos, mesmo estando no ultimo lugar do grupo, foram uns guerreiros, à imagem do seu “homem do leme”, Raul, que nunca deita a toalha ao chão e reafirma que até ao “lavar dos cestos é vindima”. Os seus homens vão honrar o emblema que trazem ao peito até ao apito final do árbitro e vão jogar…à Bemposta.

Alvega folgou

O Seiça venceu este fim de semana a Bemposta e já carimbou a passagem a fase seguinte. Foto: mediotejo.net

Grupo B1

Alcaravela 0-2 Azinhaga

Quem queria muito arrecadar os 3 pontos sem dúvida que era a malta de Alcaravela que sonhou a semana inteira com a festa e o sonho de assegurar a passagem à Fase Final já em sua casa frente a Azinhaga. Mas talvez neste jogo, que tinha uma valente carga emocional, as “pernitas” dos “Putos” tremeram e deixaram-se vencer pela forte armada de Azinhaga que com esta vitória continua a ter uma pequena esperança de chegar onde já ninguém acredita. Talvez a maioria das pessoas não acredite, mas o futebol é fértil em surpresas e quem nunca desiste costuma ser “bafejado” pela sorte, mais cedo ou mais tarde. E em Azinhaga continua-se a acreditar.

Concavada 2-0 Alcanhões

Mouriscas folgou

Azinhaga surpreendeu o Alcaravela. Foto: mediotejo.net

Serie 2:

Grupo A2

Rossiense 1-4 Bairrense

Neste grupo parece que os dois “tubarões” estão encontrados, bastante agora esperar para ver quem consegue vencer o grupo e passar em 1º e quem fica em segundo e esperar ainda pela disciplina para passar à fase seguinte. Nesse sentido, o Bairrense sabe que apenas o 1º lugar lhe garante o acesso à Fase Final e foi sem tremer que venceu o seu adversário do Rossio que vinha em subida de forma e que uma nova vitória podia projetá-los lá bem para cima na tabela. Mas a resposta dada pelo Bairrense foi sem dúvida uma resposta forte de quem quer muito voltar às finais.

Vale das Mós 1-4 São Miguel do Rio Torto

Em Vale das Mós defrontaram-se duas equipas que, depois da vitória do Bairrense no Rossio, sabiam que dificilmente iriam mais longe. Mas não foi por aí que deixaram de brindar os seus adeptos com cinco golinhos para animar. Cinco golos obtidos apenas na segunda parte, já que na primeira as pernas ainda não estavam a “carburar” como deve ser e o público ainda estava mais no bar a “olear” a goela para depois na segunda parte puxar, gritar, festejar, pular, mas acima de tudo saírem ambas as equipas com sentimento de dever cumprido e camisola honrada.

Casais de Revelhos folgou

Grupo B2

Carvalhal 2-1 São Facundo

O que dizer deste grupo? Carvalhal na luta taco-a-taco com o Vilarregense que, com a obtenção da organização da Final Distrital, tudo fará para lá chegar e estar “dentro das quatro linhas”. Mas isso o Carvalhal não quererá deixar acontecer e luta como um “Lobo” para vencer cada jogo até à decisiva jornada que será na sua casa. Desta feita, mais uma vitória, muito suada e difícil contra o São Facundo que tem vindo aos poucos a evoluir depois de alguns ajustes nas suas fileiras. Mas, mais uma vez, um jogo que acaba menos bem quando todos os intervenientes se conhecem e “bebem” copos juntos.

Brunheirinho 3-1 Água Travessa

Quem te viu e quem te vê. O Brunheirinho, que na 1ª fase era o patinho feio, hoje em dia pode dizer que está a ser uma boa surpresa. Não joga nenhum futebol “fantástico”, claro que não, mas os que vestem a camisola estão a dar tudo por ela, e foi assim que conseguiram voltar a somar mais 3 pontos nesta 2ª Fase, agora frente a Água Travessa que realmente, “atravessa” um mau momento. Tudo sai mal, nada sai bem, mas é de louvar as suas gentes que vão apoiar os seus jogadores e puxam por eles até ao fim.

Vilarregense folgou

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here