Gavião | Lampreia da Figueira da Foz e do Minho para comer em Belver este mês

Belver, com os pés quase no Tejo, vive um mês dedicado à lampreia nos seus restaurantes em evento gastronómico que se prolonga até dia 30 de março com a oferta de um dos pitéus do rio mais apreciados, pronto para ir para a panela por esta época do ano. O Arroz de Lampreia vai estar à mesa em dois restaurantes da Freguesia de Belver, no concelho de Gavião, durante este mês, mas este ciclóstomo não chega ao prato vindo das águas do Tejo.

PUB

Apesar de confirmar que os restaurantes “estão sempre cheios”, a presidente da Junta de Freguesia de Belver, Martina Jesus, lamenta ao mediotejo.net que a adesão dos apreciadores de lampreia “tem sido pouca”, mas mantém a confiança que os turistas cheguem até ao final do mês. “A poluição no Tejo tem prejudicado os restaurantes, apesar da lampreia não ser do rio Tejo há uma colagem dessa ideia” justifica, indicando que as encomendas existem mas longe dos números habituais.

As lampreias chegam aos restaurantes de Belver vindas da zona da Figueira da Foz e do Minho, e podem ser apreciadas por 25 euros a dose.

O Arroz de Lampreia é um ícone da gastronomia belverense e a Junta de Freguesia, como promotora da iniciativa, convida assim à prova no restaurante O Castelo e no restaurante Sabores de Guidintesta. Com esta iniciativa do Mês da Lampreia, pretende-se não só promover este prato característico desta região ribeirinha, como promover a economia local e o próprio concelho.

Trata-se de uma iniciativa “em parceria com a Câmara Municipal de Gavião que fará o transporte das pessoas da estação de Belver até aos restaurantes, no caso de haver grupos que o peçam”, explicou Martina Jesus.

Os interessados podem inscrever-se na Junta de Freguesia. No anos anteriores, “a CM estabeleceu uma parceira com a CP – Comboios de Portugal, e as pessoas que quisessem vir de comboio provar a lampreia a Belver inscreviam-se na CP, mas este ano não foi possível estabelecer essa parceria” adiantou a autarca. A impossibilidade, de acordo com a Comboios de Portugal, prende-se com o “atraso do pedido” para inscrever Belver na ‘Rota da Lampreia’ 2018, um programa de lazer que combina as viagens de comboio com a reserva de almoço.

Ainda assim, a presidente confirma o crescimento do turismo em Belver. A Freguesia conta com quatro alojamentos locais: a Quinta Belver, a Quinta Ribeirinho, a Casa Covão da Abitueira e a Quinta da Madresilva. Contando com um quinto alojamento do outro lado do rio Tejo, na praia fluvial de Alamal.

Para ver: o Museu do Sabão, o Núcleo Museológico das Mantas e Tapeçarias, o Castelo, o Museu de Domingos da Vinha ou a Capela da Senhora do Pilar. Embora, a Belver cheguem “cada vez mais turistas à procura de atividades desportivas e turismo ligado à natureza”, refere.

Momento alto para o turismo de Belver será este ano a 18 de maio, nas celebrações dos 500 anos desde que o rei D. Manuel I concedeu carta de foral à vila. É por causa destes festejos grandiosos que a habitual Feira Medieval de Belver não se realizará em 2018, celebrando-se a 18,19 e 20 os Quinhentos anos do Foral, com um programa que, segundo a presidente, será divulgado em breve.

As celebrações decorrerão “à semelhança da Feira Medieval, mas mais ricas, mais culturais. Estão previstas conferências com historiadores convidados, animações e espetáculos de rua, a terceira edição da monografia de Belver, uma caminhada ligada ao património entre muitas outras atividades” avançou Martina, acrescentando a presença dos Cavaleiros da Ordem de Malta na missa no dia do encerramento dos festejos.

Devido às semelhanças históricas dos dois eventos e da proximidade das datas, a decisão, tomada pela Câmara de Gavião e pela Freguesia de Belver, prende-se essencialmente com a rentabilização de recursos financeiros públicos.

Na manga, Martina Jesus tem ainda para este verão um Festival de Sopas de Peixe. “Já lancei o desafio à Câmara e a ideia tem o mesmo objetivo que o Mês da Lampreia: ajudar a promover os restaurantes”, conclui.

Gavião | Lampreia da Figueira da Foz e do Minho para comer em Belver este mês

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here