Futebol | União de Tomar vence de forma justa um Marinhais em zona de descida

Tomar. Foto: João Flores

Depois de uma derrota fora de portas, mal digerida, o União de Tomar recebia em casa o Marinhais, um dos últimos classificados na tabela e em zona de descida, mas que, nos últimos jogos, até tem conseguido alguns pontos. O Marinhais precisa de pontos para subir na classificação e o União de Tomar precisa de pontos para tentar, pelo menos, aproximar-se do que fez nas últimas épocas.

PUB

A equipa forasteira começou melhor, mais atrevida, mais forte sobre a bola e com a pressão alta não deixava o União de Tomar pegar no jogo, obrigando a bater bolas na frente para sair da defesa e tentar jogar no meio campo adversário.

Foto: João Flores

Esta a forma de jogar acabou por ser o exemplo de toda a primeira parte. Com muita gente no meio do terreno e sem grandes hipóteses de jogar a bola de pé para pé, as equipas usaram e abusaram do pontapé para a frente. Ao intervalo havia poucos remates às balizas a registar e poucas oportunidades de golo. E quando o golo do Tomar surgiu na sequência de um pontapé de canto, por Fábio Vieira, o árbitro anulou por falta sobre o guarda redes do Marinhais, lance que nos deixou dúvidas.

Ao intervalo às duas equipas retificaram. O União de Tomar fez uma alteração, entrando Nathan, e o Marinhais fez entrar em campo Caniço e Conceição. O futebol praticado melhorou e passou a haver mais remates e mais ocasiões de golo, de parte a parte.

Foto: João Flores

O primeiro golo do jogo apareceu a meio da segunda parte graças a um bom trabalho de Pires, que centrou com conta, peso e medida, permitindo que Handerson fizesse o primeiro golo da partida. Festa para as hostes tomarenses numa altura em que o Marinhais já estava reduzido a dez jogadores por exclusão de Carvalho, jogador que viu dois amarelos e a consequente expulsão.

PUB

Melhor do que marcar, para o conjunto de Lino Freitas, foi repetir a dose três minutos depois e tranquilizar a equipa e os adeptos. Bom trabalho de João Pedro na linha final, centrando depois para Rui Lopes fazer o segundo golo.

Foto: João Flores

Parecia que o jogo estava resolvido, mas o Marinhais nunca deixou de acreditar que podia levar pontos de Tomar. Na cobrança de um livre em frente da área, Rui Caniço reduziu para a margem mínima, fazendo soar o alarme do lado da equipa da casa.

O jogo estava partido e se, por um lado, o Marinhais espreitava o empate, por outro lado o União de Tomar espreitava a possibilidade de fazer o terceiro golo e acabar com as dúvidas. E foi o que aconteceu. André Lopes, bem desmarcado na frente de ataque, fez o golo final, acabando com as esperanças do Marinhais. Vitoria justa dos comandados por Lino Freitas. O Marinhais mostrou qualidade para continuar a sua luta pela manutenção na 1ª divisão distrital.

Foto: João Flores

A arbitragem de João Veríssimo foi muito difícil, sobretudo na primeira parte, porque o jogo foi duro e teve muitas faltas, o que obrigou o árbitro a intervir muito no jogo. Anulou também dois golos à equipa nabantina, um na primeira parte, em que Fábio Vieira saltou à vontade dentro da pequena área, fazendo o golo, em lance que o árbitro acabou por anular. Na segunda parte, mais um golo anulado, desta vez por fora de jogo, onde dois jogadores do União de Tomar se fazem à bola, mas quem a recebeu pareceu ter vindo de trás e em posição regular. Fica o benefício da dúvida para o árbitro assistente, que levantou de pronto a bandeira.

Ficha de jogo:

Árbitro: João Veríssimo

Assistentes: Nuno Martins e Hugo Simões

União de Tomar:

Nuno Ribeiro, David Vieira, Diogo Gaspar, Fábio Vieira, Douglas, Nuno Rodrigues (cap.), Telmo Ferreira (Nathan), Rui Lopes (Kiko), Pedro Pires (António Pinto), João Pedro, Handerson (André Lopes).

Treinador: Lino Freitas.

Suplentes não utilizados: João Brito, Bruno Monteiro, R. Faustino.

Marinhais:

Nicolau, Coutinho, Nuno Lucas, João Abel (cap.), (Rego), Achim (Mauro Conceição), Carvalho, Bruno Mendes, Benjamin, Apolinário (Vitor Hugo), Salomão (Fred) Batista (Rui Caniço).

Treinador: Sérgio Ricardo.

Suplentes não utilizados: Azinheira, Maia.

Golos: 65 min Handerson, 68 min Rui Lopes, 78 min Rui Caniço

*Jorge Duarte – parceria mediotejo.net e rádio Hertz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here