Futebol | União de Santarém e Fátima empatam no derby distrital (C/fotos e áudio)

Fátima recebe este domingo o União de Santarém num derbi distrital. Foto arquivo: mediotejo.net

Com David Belém Pereira (fotos e áudio)
UNIÃO DESPORTIVA DE SANTARÉM, SAD 1 – CENTRO DESPORTIVO DE FÁTIMA, SAD 1
Campeonato de Portugal – Série C – 3ª jornada
Campo Chã das Padeiras – Santarém
01-09-2019

O mítico Campo Chã das Padeiras vestiu o fato de gala para mais um jogo do seu União, agora a militar no Campeonato de Portugal. O tempo ameno, algum vento, um relvado cuidado e as bancadas bem compostas de adeptos de ambos os clubes reuniam as condições para o derby distrital com a congénere do Fátima.

Campo Chã das Padeiras.

Com as equipas a fazerem um percurso semelhante e com os mesmos pontos esperava-se equilíbrio neste jogo a não perder. Foi em ambiente de festa, com as claques incansáveis no apoio às equipas que o árbitro Hélder Carvalho apitou para o início da contenda.

PUB
Claques incansáveis no apoio às equipas.

Com as equipas em estudo mútuo o Fátima parecia melhor na ocupação do terreno, tendo mais bola, a obrigar o União a atenções redobradas na sua defensiva. O primeiro lance de perigo surgiu aos nove minutos, para os fatimenses, através de um pontapé livre assinalado ao meio campo. A bola bombeada para a área proporcionou a cabeçada do capitão Tiago Caeiro. Passou ao lado da baliza de Diogo Ferreira.

A resposta só surgiria aos 14 minutos com o unionista Leo Mofreita a conseguir isolar-se, entrando na área pela direita e rematando de pronto mas para lá da linha de fundo.

PUB
Leo Mofreita (à dtª) foi a referência do ataque escalabitano.

Tiago Caeiro, aos 20 minutos, surgiu na cara do guarda redes Diogo Ferreira e obrigou-o a uma grande defesa. No entanto o lance estava invalidado por posição ilegal do avançado.
Aos 23 minutos Leo Mofreita, muito rápido, voltou a isolar-se mas voltou a não atinar com a baliza dos escalabitanos. Pouco depois, aos 25 minutos, numa reposição lateral, Carlos Daniel com um forte remate colocado inaugurou o marcador.

Fátima inaugurou o marcador.

Os festejos dos fatimenses duraram pouco. Aos 28 minutos, o União ganhou um livre que a defensiva contrária tirou para canto. Na sequência da marcação do canto Carlos Daniel, em tarefas defensivas, derrubou Tiago Batista na área, num lance de difícil análise. O árbitro não teve dúvidas e apontou para a marca dos onze metros.

Saavedra, encarregue da marcação, não vacilou. Guilherme Oliveira ainda adivinhou o lado, estirou-se, mas foi impotente para evitar o empate.

Grande penalidade repôs a igualdade.

O golo teve o condão de equilibrar o jogo. Passou a jogar-se mais sobre o meio campo, onde se assistiu a grandes duelos, mas longe das balizas. As oportunidades para fazer golo foram escassas.

Ainda assim aos 34 minutos, na sequência de um canto, o defesa santareno Yaka Medina executou um pontapé de bicicleta de belo efeito. Passou perto da baliza do Fátima.
Logo a seguir os fatimenses reclamam uma grande penalidade que o árbitro não atendeu.

Várias quedas nas áreas a deixarem dúvidas.

Tiago Batista tentou alvejar de longa a baliza dos visitantes mas passou longe. A fechar o primeiro tempo os dianteiros do Fátima por duas vezes testaram o guarda redes Diogo Ferreira sem efeitos práticos. O resultado ao intervalo, não satisfazendo nenhuma das equipas, era o resultado mais justo.

Empate aceitava-se ao intervalo.

O descanso foi benéfico para a equipa de André Luís. Veio do balneário menos expectante, disposta a assumir o jogo e tentar vence-lo. Logo aos 51 minutos, Leo Mofreita disparou forte mas o esférico apanhou um defesa na viagem e saiu pela linha de fundo.

Aos 61 minutos, Midana, entrado minutos antes, driblou “meio mundo”, entrou na área e à saída do guarda redes atirou ao lado. No minuto seguinte Leandro Andrade caiu na área da equipa de Santarém, pediu-se grande penalidade mas o árbitro mandou jogar.

Jogo equilibrado com muitos duelos a meio campo

Aos 64 minutos, André Pires, assistido na perfeição, rematou por cima do travessão.
Dois minutos passados e nova queda na área deu origem a um coro de protestos. Desta vez foi Leo Mofreita a ser tocado. O árbitro entendeu ser o lance legal e o jogo prosseguiu.

O jogo continuava, tendencialmente, a ser jogado sobre o meio campo. As equipas começaram a mostrar que além de ganhar, sofrer um golo nesta altura podia ser decisivo.
A tónica era defender bem.

Defesas superiores aos ataques.

Aos 73 minutos Tiago Caeiro rematou contra um defensor da equipa da casa e ganhou um canto. Na transformação o guarda redes Diogo Ferreira, a punhos, afastou o perigo.

Rui Rodrigues, aos 78 minutos, bateu um livre diretamente para as luvas do guarda redes da União. As bolas paradas eram as derradeiras hipóteses de marcar e em cima do apito final um livre para a equipa da casa a solicitar Yaka Medina saiu largo fora do alcance do jogador. Os três minutos de compensação dados pelo árbitro passaram num ápice.

Poucas oportunidades de golo.

Resultado justo tal foi o equilíbrio entre as equipas num jogo onde houve poucas oportunidades claras de golo. Ambas continuam sem perder e a procurar a sua melhor forma. Arbitragem globalmente em bom plano. Benefício da dúvida nos lances de provável grande penalidade. Estava bem colocado e a probabilidade de ter acertado é alta.

Árbitro sempre perto dos lances terá decidido bem os mais polémicos.

FICHA DO JOGO:

UNIÃO DESPORTIVA DE SANTARÉM, SAD:
Diogo Ferreira, Nuno Longo, Jaka Medina, Hugo Grilo, Cajarana, Tiago Batista, Saavedra, Ganhão (Stenio Santos, 60’), Leo, Fabinho (Pratas, 60’) e André Pires (João Martins, 78’).
Suplentes não utilizados: Alberto Coli, Miguel Lopes, Pedro Augusto e Tomás Cardoso.
Treinador: André Luís.

União Desportiva de Santarém.

CENTRO DESPORTIVO DE FÁTIMA, SAD:
Guilherme, Tiago Melo, Jeferson, Rui Rodrigues, Igor Rocha, Bruno Alves, Lucas Morelatto (Sandio, 69’), Leandro, Carlos Daniel, Tiago Caeiro (Fernandinho,79’) e Pedras (Midana, 59’).
Suplentes não utilizados: Rui Dabo, Sandro, João Vítor e Miguel Neves.
Treinador: Rui Amorim.

Centro Desportivo de Fátima SAD.

GOLOS:
Carlos Daniel(Fátima) e Saavedra (Santarém).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Hélder Carvalho, Rafael Escudeiro e Rui Ferreira (AFSantarém).

Equipa de Arbitragem: Hélder Carvalho, Rafael Escudeiro e Rui Ferreira com os capitães.

No final fomos ouvir os técnicos de ambas as equipas:

André Luís-Treinador da União de Santarém.

 

Rui Amorim-Treinador do Fátima.

Com David Belém Pereira (fotos e áudio)

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here