Futebol | Sertanense foi buscar pontos a Mação com a manutenção como alvo (C/fotos e audio)

Muita luta no meio campo.

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO 0 – SERTANENSE FUTEBOL CLUBE 2
Campeonato de Portugal – Série C – 31ª jornada
Campo Agostinho Pereira Carreira – Mação
20-04-2019

PUB
Campo Agostinho Pereira Carreira a cumprir minuto de silêncio.

Numa tarde bonita, soalheira e sem vento, o Agostinho Pereira Carreira, bem composto de adeptos de ambos os clubes, preparou-se para receber o Sertanense a lutar para fugir aos lugares de despromoção. O Mação, já despromovido, prometia vender cara a derrota e complicar (ainda mais) as contas de Hugo Martins.

O apoio vindo das bancadas, incondicional por parte da “Peste Negra”, empolgou o conjunto da Sertã que encontrou uma equipa maçaense a defender com muita segurança, lançando rápidos e traiçoeiros contra golpes.

Segurança defensiva maçaense não evitou derrota.

No segundo minuto do jogo já os sertanenses ganhavam um canto a que se opôs Chico Sousa ao primeiro poste. Com as equipas encaixadas, o esférico raramente se aproximou das balizas, sendo jogado muito sobre o meio campo.

O Sertanense, com maior posse de bola e iniciativas atacantes, ia esbarrando na bem escalonada defesa maçaense. Apenas no 11º minutos Martim Luther King descobriu espaço para o remate que passou ao lado da baliza de Chico Sousa.

PUB
Martim Luther King acompanhou Sunday no ataque sertaginense.

O primeiro remate da equipa da casa surgiu dez minutos depois quando Tenta Maeda ensaiou o remate de longe. O guarda redes Rafa Santos, atento, defendeu com facilidade.
Na resposta Batista rematou ao lado. Aos 29 minutos Sunday procura a nota artística ao servir de calcanhar um colega dentro da área que lhe devolveu o passe para remate a que respondeu Chico Sousa com qualidade.

Sunday com gesto artístico.

Sunday viria a estar em foco aos 34 minutos ao rematar prensado em Bernardo Bento obrigando o guarda redes da casa a defesa difícil, arrojando-se ao solo.

No minuto seguinte Batista passou Simão Moreno em zona frontal da área e o defesa derrubou-o tendo o árbitro Gonçalo Correia apontado a marca da grande penalidade. Dos onze metros Sunday não vacilou. Chico Sousa ainda adivinhou o lado mas o remate bem colocado levou o Sertanense para a liderança no marcador.

Remate bem colocado não deu hipóteses a Chico Sousa que ainda adivinhou o lado.

Sunday era a referência no ataque do Sertanense e voltou a estar em foco, ao minuto 40, quando voltou a introduzir o esférico na baliza maçaense. Um toque subtil com a mão levou o árbitro a anular o lance.

Entretanto chegou o intervalo com uma vantagem dos sertaginenses perfeitamente justificada. A defender bem, o Mação, teria de arranjar mais e melhores soluções ofensivas.

Penalidade cometida por Simão Moreno dava vantagem aos visitantes ao intervalo.

O regresso do descanso não trouxe novidades. O Sertanense queria ganhar os três pontos e o Mação nunca pareceu capaz de inverter essa tendência. Começa a ser um final de Campeonato penoso para as cores maçaenses.

Começou mal a segunda parte: aos 54 minutos Simão Moreno que já havia visto o cartão amarelo fez falta merecedora de igual castigo e foi excluído por acumulação.
Aos 56 minutos o inevitável Sunday apareceu em boa posição, optou por servir Martim Luther King que obrigou Chico Sousa a grande intervenção. Voltaria a brilhar pouco depois ao parar um remate de Homero.

Sunday deu muito trabalho à defensiva da casa.

Num jogo pouco entusiasmante e com poucas oportunidades, só à passagem da hora de jogo a adrenalina voltou a subir. Num canto para o Sertanense, batido de forma direta, a bola esteve perto de de cruzar a linha final. Valeu a atenção de Bernardo Bento.

Aos 69 minutos o guarda redes Chico Sousa descobriu Lucas Reis isolado e entregou-lhe o esférico. À saída de Rafa Santos, o atacante desviou a bola com um toque subtil que passou perto da baliza mas por fora.

Lucas Reis esteve perto de marcar.

Um sério aviso à equipa de Hugo Martins. O Sertanense procurou rapidamente o golo da tranquilidade. Aos 71 minutos Batista rematou no coração da área para defesa segura de Chico Sousa.

No minutos seguinte uma jogada de envolvimento, com intervenção de vários jogadores, numa rápida transição ofensiva, foi culminada da melhor forma por Sunday que bisou na partida.

Sunday, marcador dos dois golos, foi a figura do jogo.

Restava ao Mação, reduzido a dez e a perder por dois golos, honrar a camisola e dar a réplica possível nos minutos em falta. Aos 77 minutos Kevin entrou na área e desferiu potente remate a que se opôs Chico Sousa.

A dez minutos do final o Mação dispôs da melhor ocasião para marcar. Lucas Reis foi travado por João Jesus de forma faltosa e Miguel Quiami, na transformação do livre, levou o esférico a esbarrar na trave.

Miguel Quiami esteve seguro a defender e podia ter marcado.

Aos 87 minutos, Idelino, entrado já na segunda parte, desferiu um forte remate que saiu ao lado. Entretanto subiu a placa a informar que o jogo teria três minutos de compensação.
Tempo suficiente para Sunday tentar o terceiro golo. O remate esbarrou num defesa originando um canto.

Pouco depois o árbitro Gonçalo Correia deu o jogo por terminado. Jogo com poucos motivos de interesse. O Sertanense fez o que lhe competia e arrecadou os pontos. Ao Mação, já despromovidos aos distritais, resta-lhe começar a desenhar a próxima época. Arbitragem sem problemas de maior.

Jogo com poucos motivos de interesse com resultado justo.

FICHA DO JOGO:

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO:
Chico Sousa, Simão Moreno, Luís Esteves (C), Filipe Faia, Miguel Quiami, Bernardo Bento, Tenta Maeda (Rodrigo Ribeiro, 78m), Tiago Vieira, Bruno Lemos, Lucas Reis e Jean (João Marchão, 72m).
Suplentes não utilizados: Alexandre, Litos, Gonçalo Lélé e Bruno Araújo.
Treinador: Rui Pedro Gaivoto.

Associação Desportiva de Mação.

SERTANENSE FUTEBOL CLUBE:
Rafa Santos, Tiago Correia, Kevin, Batista (Davou, 78m), Martim Luther King (Idelino, 66m), Sunday, Celsinho (Barbosa, 88m), João Jesus, Homero, Tito Júnior (C) e Salinas.
Suplentes não utilizados: Miguel Assunção, Miguel Cunha, Sócrates e Jahfort.
Treinador: Hugo Martins.

GOLOS: Sunday (35m g.pen. e 72m) (Sertanense)

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Gonçalo Correia, Fábio Monteiro e Nélson Pereira (AF Leiria).

Equipa de arbitragem: Gonçalo Correia, Fábio Monteiro e Nélson Pereira com os capitães de equipa.

DISCIPLINA:
Cartão amarelo: Sunday (32m), Simão Moreno (35m e 54 m), Celsinho (78m) e João Jesus (85m).
Cartão vermelho por acumulação: Simão Moreno (54m).

No final, na Sala de Imprensa, fomos ouvir os treinadores de ambas as equipas:

Rui Pedro Gaivoto-Treinador do Mação.

 

Hugo Martins-Treinador do Sertanense.

*Com David Belém Pereira (fotos).

 

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here