Futebol | Sentieiras reconquistou a InCup a Alvega em final muito disputada (C/fotogaleria, video e áudio)

Muito público para assistir a uma final emotiva e muito disputada entre Alvega e Sentieiras. Foto: mediotejo.net.

ASSOCIAÇÃO DE MELHORAMENTOS DA FREGUESIA DE ALVEGA 0 – CENTRO POPULAR DE CULTURA E DESPORTOS DE SENTIEIRAS 1
InCup – Final
Estádio Municipal de Abrantes
05-10-2019

PUB

Disputou-se no sábado, feriado do 05 de outubro, no Estádio Municipal de Abrantes, a Final da InCup, torneio de pré-época organizado pelo município de Abrantes envolvendo as equipas que vão disputar o campeonato distrital do Inatel, a partir deste fim de semana.

Estádio Municipal de Abrantes.

Este troféu, Taça Concelhia de Pré-Época para equipas do Inatel do concelho de Abrantes, estava na posse do Alvega que venceu as últimas duas edições e era um dos finalistas. Do outro lado estava o Sentieiras, um crónico finalista – em doze edições esteve em dez finais -, que já não vencia há algum tempo e queria recuperar o Troféu.

Sentieiras venceu o detentor do Troféu.

Com as bancadas repletas de apoiantes de ambas as equipas, em ambiente de grande festa, as equipas subiram ao bem cuidado relvado do Municipal dispostas a dar tudo para arrebatar a Taça. Um final de tarde com temperatura agradável a arrefecer ao longo do jogo e no céu uma paleta de cores deslumbrantes receberam os opositores e apadrinharam esta final. Na condução do jogo estava o jovem árbitro Tiago Matias e à hora marcada apitou para o início.

Alvega teve mais bola no primeiro tempo.

Com as equipas a encaixar rapidamente, conhecem-se muito bem, percebeu-se que se iria assistir a um jogo com muitos duelos a meio campo e que o vencedor iria sair de quem aproveitasse melhor as escassas oportunidades.

PUB

Com as Sentieiras a tentar empurrar a equipa de Alvega para junto do seu extremo reduto uma perda de bola permitiu o rápido contra golpe. Tiago Batista, embalado, foi rasteirado por João Henriques que viu o amarelo logo aos quatro minutos. O livre saiu à figura do guarda redes Pardal que defendeu sem dificuldades. O aviso estava dado..

Guarda redes estiveram em foco.

A equipa que viajou do leste do concelho pareceu entrar numa fase de maior controlo do jogo e tinha maior posse de bola. Os “amarelos” de Sentieiras, mais expectantes, aguardavam uma oportunidade para lançar o contra ataque.

Aos nove minutos, um cruzamento bem medido do lado esquerdo do ataque alveguense apanhou João Almeida em boa posição. A cabeçada saiu desenquadrada, para fora.
Responderam os de Sentieiras na forma de livre direto. Pedro Martins atirou ao lado.
Em cima do minuto 13, Guerreiro, do Alvega testou a meia distância mas o guarda redes Pardal estava atento e resolveu.

Primeira parte bem conseguida do Alvega.

Aos 16 minutos os apaniguados do Alvega, na sequência de um pontapé de canto, gritaram golo. A bola foi introduzida na baliza mas de forma irregular já que o guarda redes Pardal foi carregado na área de proteção.

Respondeu a equipa de Tiago Pombo, aos 19 minutos, e também de canto. Aproveitando o forte vento que se levantou ao por do sol a bola entraria de forma direta não fosse a espetacular estirada do guarda redes Francisco Barão que afastou com uma “sapatada”.

Sentieiras espreitava o contra golpe.

Após uns minutos de acalmia, jogados mais a meio campo, aos 23 minutos aconteceu o primeiro “sururu” da noite. Roldão, das Sentieiras, entrou de forma displicente, a pés juntos, sobre Pedro Santos que ficou muito queixoso. Roldão viu a cartolina amarela que poderia ser de outra cor. O árbitro não quis “estragar” a Final.

O livre correspondente saiu muito por cima. Aos 29 minutos Filipe Rodrigues derrubou João Almeida à entrada da área das Sentieiras. O livre, marcado em cima da linha de grande área, foi executado pelo veterano Batex diretamente para a trave da baliza de Pardal.
Sinal mais para os “azuis” de Alvega.

“Sururu” levou a sanções disciplinares.

A equipa de Nelson Matos estava melhor e pertenciam-lhe as melhores iniciativas atacantes. Aos 32 minutos David Silva rematou de muito longe. A bola passou muito perto do poste da baliza de Pardal que, por via das dúvidas, se lançou a propósito embatendo nos ferros e ficando lesionado.

As Sentieiras iam contrariando a aparente superioridade do Alvega. Aos 37 minutos um livre à entrada da área do Alvega permitiu um remate bem colocado a Carboila que obrigou o guarda redes Francisco Barão a aplicar-se.

Carboila persegue João Farinha.

Dois minutos depois foi a vez de Pedro Martins tentar de longe obrigando Barão a defesa esforçada. Ficou magoado. No último dos quatro minutos de compensação concedidos por Tiago Matias, Miguel Rosa assistiu Pedro Santos que permitiu a antecipação do guarda redes das Sentieiras. Este lance fechou uma primeira parte bem disputada em que o Alvega teve mais posse de bola e maior caudal ofensivo.

Alvega teve mais bola no primeiro tempo.

Com o empate a persistir no final dos 40 minutos da primeira parte as expectativas estavam em alta para a segunda. Com o incansável apoio vindo das bancadas as equipas procederam a afinações nos respetivos xadrezes e refrescaram os setores mais debilitados fisicamente.

O primeiro sinal das intenções das Sentieiras surgiu logo aos 43 minutos com um livre bem batido a obrigar Francisco Barão a ceder canto. Aos 46 minutos as Sentieiras beneficiaram de um livre batido para o coração da área onde surgiu o recém entrado Fábio Cunha a cabecear e a abanar as redes da baliza do Alvega, abrindo o marcador.

Pediu-se falta no golo das Sentieiras.

Alegando que o guarda redes Francisco Barão teria sido carregado à margem das leis os protestos dos “azuis” subiram de tom levando o árbitro a intervir disciplinarmente.

Rapidamente sanado este incidente o jogo prosseguiu. Ao Alvega competia lutar pela inversão do resultado negativo. Aos 54 minutos o veterano Santana, acabado de entrar, introduziu o esférico na baliza de Pardal mas o árbitro já havia interrompido a jogada por falta no interior da área.

Defesa resolve com guarda redes Pardal no chão.

Com as equipas a acusarem cansaço o jogo entrou numa fase monótona, com muitas faltas e interrupções, com poucos motivos de interesse. Só aos 65 minutos o Alvega deu vários pontapés na monotonia e obrigou o guarda redes Pombo a aplicar-se para manter a sua baliza inviolada.

Foi com as equipas a jogar longe das balizas que o jogo se aproximou do final. Já depois de ter sido exibida a placa dos seis minutos de compensação voltou a acontecer emoção no Estádio.

Emoção regressou já nas compensações.

Aos 40+4 minutos, um livre bem batido levou a um canto favorável às Sentieiras e mesmo com o tempo a esgotar-se Filipe Rodrigues foi derrubado na área contrária levando Gonçalo Santos para a marca dos onze metros. Daí bateu forte diretamente para a trave. Muitos protestos, desaguisados entre jogadores e bancos levou o árbitro a dar a Final por terminada.

Vitória justa de quem materializou as oportunidades em golo. Qualquer das equipas podia ter vencido tal o equilíbrio verificado. Arbitragem com grau elevado de dificuldade devido às pressões colocadas dentro e fora das quatro linhas. Esteve bem o jovem Tiago Matias. Não terá acertado sempre mas foi uma arbitragem positiva.

Arbitragem muito contestada do jovem Tiago Matias.

No final, após entrega de troféus às equipas participantes, a equipa das Sentieiras recebeu das mãos de Manuel Jorge Valamatos, presidente da Câmara Municipal de Abrantes, a Taça correspondente à 12ª edição da InCup que assim regressa a uma casa que conhece bem.
E a festa começou logo ali, prolongando-se pela noite dentro.

INCUP | Sentieiras vence Alvega e conquista taça

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 5 de outubro de 2019

FICHA DO JOGO:

ASSOCIAÇÃO DE MELHORAMENTOS DA FREGUESIA DE ALVEGA:
Francisco Barão, Miguel Rosa, André Marques, João Almeida, Guerreiro, João Farinha, David Silva, Batex, Tiago Batista, Eduardo Catarrinho e Pedro Santos.
Suplentes: André Lavadela, Júlio Delaunay, Bernardo Marques, David Peres, Duarte Calado, Santana, David Almeida, Nuno Marques, Delgado e Afonso Marques.
Treinador: Nelson Matos.

Equipa de Alvega.

CENTRO POPULAR DE CULTURA E DESPORTOS DE SENTIEIRAS:
Pardal, João Henriques, Filipe Rodrigues, Roldão, Vasco Lopes, Carboila, Fábio Navalho, Gonçalo Santos, Pedro Martins, Fredy e Mário Rodrigues.
Suplentes: Telmo, André Alves, Diogo Miguéis, Batista, Daniel Coelho, Sérgio Campos, Bernardo, Martelo, Tiago Leitão, Filipe Pombo e Fábio Cunha.
Treinador: Tiago Pombo.

Equipa de Sentieiras.

GOLO:
Fábio Cunha (Sentieiras)

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Tiago Matias, António Carvalho e Emanuel Bragança.

Equipa de arbitragem.

No final fomos ouvir ambos os técnicos:

Nelson Matos- Treinador do Alvega.

 

Tiago Pombo-Treinador das Sentieiras.

*Com David Belém Pereira (fotos, áudio e vídeo)

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here