Futebol | Rio Maior vence e ultrapassa Riachense na luta pelo acesso à 1ª divisão distrital (C/AUDIO e FOTOS)

Rio Maior vence o Riachense e alcança assim a 4ª posição, o último lugar que dá acesso à 1ª divisão distrital.

Rio Maior Sport Clube 3 – 0 Clube Atlético Riachense

PUB

Campeonato da 2ª Divisão da AFS – Apuramento de Campeão – 9ª jornada

Complexo Desportivo de Rio Maior – 09-06-2019

Numa tarde agradável para a prática do desporto rei, o Rio Maior recebia em sua casa o Riachense. Separados na classificação por apenas um ponto, era crucial para a equipa da casa vencer para se colocar na última posição que dá acesso à 1ª divisão distrital. A equipa de Rio Maior viria mesmo a vencer a partida e ultrapassou assim o Riachense, que fica agora a dois pontos da equipa orientada por Mauro Miguel quando falta apenas uma jornada para o final da fase de apuramento de campeão e de subida de divisão.

Equipas perfiladas.

Na próxima jornada o Riachense joga em casa contra o Moçarriense, enquanto que a equipa de Rio Maior se desloca ao campo do Pego, naquela que será a última jornada deste apuramento de campeão.

PUB

O jogo começou favorável para a equipa da casa, que sempre se mostrou mais esclarecida naquilo que o jogo pedia, enquanto que o Riachense pareceu sempre algo intranquilo e sem ideias.

Rio Maior começou melhor a partida.

Aos 16 minutos, num grande remate fora de área, a equipa de Rio Maior viria a colocar-se em vantagem no marcador. O número 25 dos da casa recebe a bola e sem grandes cerimónias atira colocado, fora do alcance do guarda-redes, colocando assim com justiça a equipa de Rio Maior em vantagem.

Festejos do primeiro golo da partida.

Ao longo da primeira parte e a partir deste momento, ambas as equipas passaram a disputar muito o jogo no meio campo, com muitos duelos e disputas individuais. A equipa da casa com mais bola, ia gerindo e, sempre que o Riachense ganhava a posse do esférico, a forte pressão dos homens orientados por Mauro Miguel acabaria sempre por resolver o problema.

Registo para um lance, ainda na primeira parte, num dos raros momentos perto da área de Rio Maior, o jogador forasteiro ganha a posse da bola e quando segue para a baliza, praticamente isolado, acaba por ser derrubado à entrada da área.

Um lance que seria perigoso e razão para expulsão do defesa de Rio Maior, acaba por ser invalidado por um fora de jogo do avançado no inicio da jogada. Muitos protestos num lance que deixa muitas dúvidas.

Poucos lances dignos de registo na primeira parte.

Na segunda metade volta a entrar melhor a equipa de Rio Maior e, logo aos 5 minutos volta a agitar o marcador. Com um grande momento de futebol, numa boa jogada de entendimento, a bola corre toda a linha da grande área, passando por 3 jogadores da casa. Sempre ao primeiro toque, colocam a bola em Vladys que, em linha de tiro, também de primeira, remata a contar. Estava feito o 2-0, no golo da tarde.

Novo susto para o Riachense aos 16 minutos da segunda metade, quando num canto batido direto à baliza a bola acaba por embater na trave da baliza, com o vento a ser aqui o principal inimigo do guarda-redes dos Riachos.

Entrou melhor o Rio Maior na segunda parte da partida.

Responde bem o Riachense, e no minuto seguinte, salta mais alto o homem dos Riachos, a responder a um cruzamento vindo da direita, mas a bola sai à figura do guarda-redes. Momento de maior perigo para o Riachense, que começava assim a dar mostras de querer reagir.

Mas é o Rio Maior quem chega a novo golo, aos 73 minutos. Arrancada de Gonçalo Martins pela direita, perto da linha de fundo coloca no meio e, numa disputa entre dois adversários, a bola acaba por entrar na baliza. Fica a dúvida se foi Luís Barbosa a marcar ou se foi João Sá a introduzir na própria baliza. Certo é que o golo contou e foi o 3-0 final para a equipa da casa.

Rio Maior chega ao 3-0 aos 73 minutos.

Registo ainda para um lance que ocorreu aos 78 minutos. Um empurrão nas costas dentro da área de Rio Maior, deu origem à marcação de uma grande penalidade, favorável ao Riachense. Ficaram ainda assim a protestar os homens dos Riachos, por uma eventual agressão que pudesse ter ocorrido, o árbitro assim não entendeu e ficou-se pela amostragem da cartolina amarela.

Na marcação do penalti, Luis Alves permitiu a defesa do guardião da casa.

Filipe Franco defendeu uma grande penalidade aos 78 minutos.

A equipa de arbitragem foi bastante criticada ao longo de toda a partida. Com um critério muito largo, a optar por deixar jogar. Muitas vezes é este o critério que se pede num jogo de futebol, no entanto, neste jogo, foi bastante contestado.

Certo é que nos lances capitais, o árbitro não deixou de estar bem, ajuizando sempre dentro daquilo que era o seu critério. Nota positiva, apesar dos protestos.

Ficha de jogo:

Rio Maior Sport Clube: Filipe Franco, Iury Morais, João Alves, Geraldino Barbosa, Vladyslav Peretyatko, Gonçalo Martins, Luis Barbosa, Miguel Vaz, David Carmo, Henrique Graça, Carlos Santos, Gui Menezes, Francisco Silva, Nuno Barroca, Arnaldo Ferreira, Miguel Menezes.

Equipa do Rio Maior

Clube Atlético Riachense: Rui Simões, Márcio Rito, Daniel Pires, Diogo Graça, Leandro Silva, João Rosa, João Gouveia, Luis Alves, David Martins, João Lopes, João Sá, João Monteiro, Paulo Carreira, Nelson Vicente, Emanuel Conde, Cláudio Pereira, Ivo Miguel, Leonardo Gomes.

Equipa do Riachense.

Equipa de arbitragem: João Veríssimo, Nuno Martins, Hugo Simões.

Equipa de arbitragem.

No final do encontro, ambos os treinadores fizeram a respetiva análise ao encontro.

Treinador do Rio Maior – Mauro Miguel

Mauro Miguel, Treinador do Rio Maior.

Treinador do Riachense – Paulo Costa

Paulo Costa, treinador do Clube Atlético Riachense.
PUB

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here