Futebol | Nuno Mateus deixa presidência dos Dragões de Alferrarede

Nuno Mateus deixou este sábado o cargo de presidente da direção dos Clube Desportivo e Recreativo de Alferrarede. Foto: mediotejo.net

Nuno Mateus deixou este sábado o cargo de presidente da direção dos Clube Desportivo e Recreativo de Alferrarede, os Dragões, ao fim de quase seis anos de exercício de gestão do histórico clube, fundado a 10 de maio de 1935. A decisão da queda da direção foi o resultado da Assembleia Geral Extraordinária que decorreu este sábado na sede do clube, tendo os destinos dos Dragões sido entregues a uma Comissão Administrativa, cujos elementos tomam posse na segunda-feira.

PUB

Em declarações ao mediotejo.net, Nuno Mateus confirmou que o dia de hoje marca o final de um percurso de dirigente desportivo que culminou com a “modernização das instalações do parque desportivo, tais como balneários, Toca dos Dragões, pavilhão e o arrelvamento do Campo CUF”, entre outras benfeitorias.

“Saio de consciência tranquila e deixamos o clube numa situação financeira estável e com obra feita”, afirmou.

O primeiro relvado sintético no Campo CUF foi inaugurado a 16 de dezembro de 2017. Foto: mediotejo.net

O agora ex-presidente dos Dragões de Alferrarede deixou esta tarde um comentário na sua página do Facebook, dando conta que, hoje, “terminou esta enorme aventura. Muito, mas mesmo muito obrigado a todos aqueles que me ajudaram nesta etapa. Seria injusto senão agradecesse especialmente ao meu ídolo, José Mateus Lopes, por tudo aquilo que deu a este clube. Agradecer ao Pedro Lopes pois durante 4 anos foi sem sombra de dúvida uma pessoa muito importante neste desafio. Quanto ao resto……É apenas o resto. Chegou ao fim. Dever cumprido”, concluiu.

Com quatro pontos na ordem de trabalhos, a Assembleia Geral Extraordinária realizada esta sábado foi convocada pelo presidente da Assembleia Geral do clube, Luís Peixoto, tendo sido o ponto 2 (eleição dos membros da direção pelo facto de, na atual composição da mesma, ter deixado de haver quórum de forma a permitir a gestão do clube) a despoletar a saída da direção em exercício. No ponto 3 da convocatória podia ler-se que “caso não haja listas concorrentes, nomeação de uma comissão administrativa que faça a gestão do clube até estarem reunidas condições para haver eleições”.

PUB

E foi o que sucedeu, tendo Nuno Mateus referido ao mediotejo.net que já havia apresentado na semana passada o pedido de demissão da equipa diretiva pela falta de quórum.

“Saio de consciência tranquila. Dei o melhor de mim pelo clube”, vincou.

Uma Comissão Administrativa passa a gerir os destinos do CDR de Alferrarede, clube fundado a 10 de maio de 1935. Foto: mediotejo.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here