Futebol | Mação empatou no último segundo em jogo pautado pelo equilíbrio (C/fotos e áudio)

Empate justo em jogo equilibrado.

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO 1 – SPORT ABRANTES E BENFICA 1
Campeonato Distrital da I Divisão da AFS – 8ª jornada
Campo Agostinho Pereira Carreira
Mação – 03-11-2019

PUB

Numa tarde fria, a ameaçar chuva, encontraram-se em Mação duas equipas a fazerem carreiras díspares no campeonato.

Campo Agostinho Pereira Carreira em Mação.

O Mação, algo irregular, com mais derrotas que vitórias, a ocupar uma zona média da tabela quando era expectável que ocupasse um lugar de topo, e um Abrantes e Benfica, grande revelação deste início de época, no segundo posto, apenas tendo perdido pontos para o líder Almeirim.

O Mação registava o regresso de Mazo no comando técnico a uma casa que tão bem conhece. Do outro lado Seninho viu o jogo da bancada fruto dum castigo que parece ter origem num equívoco a esclarecer durante a semana.

Seninho viu da bancada o seu Benfica de Abrantes averbar o primeiro empate da época.

Ambas as equipas, o Mação para se chegar à frente e o Abrantes para lá continuar, vieram dispostas a vencer o jogo. Apresentaram esquemas táticos semelhantes, com três centrais, com os laterais a subirem pelas alas. Na frente encaixavam os dois atacantes com os homens de meio campo muito móveis. Com este xadrez não causou estranheza que muito jogo fosse disputado na zona central do terreno onde se assistiu a duelos bem interessantes. As dificuldades de progressão no último terço verificaram-se em ambos os conjuntos, sendo as oportunidades de golo escassas.

PUB
Equipas com dificuldades na zona de construção.

A primeira ocasião surgiu aos seis minutos através da marcação dum pontapé de canto para o Mação, com Saúl a cabecear muito perto do poste da baliza à guarda de Joel.
Com as equipas encaixadas os laces de perigo foram inexistentes durante largos minutos.

Apenas de bola parada o esférico se aproximava das áreas e aos 16 minutos, na sequência dum livre, Marcos Patrício disparou de cabeça levando a bola a passar ao lado.
No minuto seguinte Hélio Ocante conseguiu fugir ao marcador direto e já dentro da área disparou levando o esférico a sobrevoar a baliza de Chico Sousa.

Saúl cabeceou ao lado.

As defesas iam-se superiorizando aos ataques apesar do esforço das equipas em ter bola e tentarem executar transições ofensivas que pudessem resultar em golo. Aos 27 minutos o Benfica de Abrantes ganhou um livre e Hélio volta a estar em foco, em boa posição ao segundo poste, ao cabecear ao lado.

À passagem da meia hora um lance caricato podia ter aberto o marcador para os visitantes. Um defesa ao executar um atraso para o guarda redes Chico Sousa não viu Hélio Ocante que havia ficado “acampado” junto ao guarda redes a ajustar o equipamento. Hélio, surpreendido com a oferta, foi pouco lesto e Chico Sousa resolveu a pontapé.

Hélio Ocante protagonizou lance caricato.

Os “encarnados” apareciam mais na área maçaense e pareciam estar mais perto do golo.
Em qualquer momento podia surgir o golo que animasse as hostes. Aos 36 minutos o Mação beneficiou dum livre, descaído para o lado esquerdo junto à lateral. Bruno Lemos assumiu a marcação diretamente para as luvas de Joel.

Bruno Lemos sentia que podia ser ele o “joker” da equipa da casa e aos 41 minutos voltou a experimentar o seu remate colocado. Não passou longe…
Pouco depois o árbitro apitou para o descanso numa partida em que ao intervalo o empate se ajustava.

Resultado ajustado ao intervalo.

Mazo sentiu que tinha de fazer algo para que a sua equipa ganhasse alguma agressividade atacante e lançou Caio no jogo no recomeço. O brasileiro, com boa estampa física, foi uma mais valia e o Mação pareceu melhorar.

Logo aos 46 minutos o internacional angolano Miguel Quiame, a jogar como médio esquerdo, apareceu a fazer uma diagonal para o interior e a rematar para defesa de Joel.

Na resposta Hélio Ocante solicitou a velocidade de Marcos Patrício que ficou isolado. Valeu a atenção de Chico Sousa que cortou de cabeça fora da sua grande área.

Chico Sousa, atento, resolveu de cabeça.

Em cima da hora de jogo o Abrantes beneficiou dum livre a meio do meio campo. Confiante da potência do seu pontapé Zé Pedro rematou forte com a bola a passar muito perto do poste da baliza de Chico Sousa.
Dois minutos passados e foi a vez da equipa da casa beneficiar dum livre e da sua melhor oportunidade no encontro. A bola cruzada para dentro da área foi cabeceada pelo defesa visitante Catarino diretamente para a trave da sua baliza…
Sem fazer muito por isso a equipa de Mazo quase saltava para a frente do marcador.

Catarino quase marcava de cabeça…mas para o adversário.

Aos 67 minutos nova bola parada levou o perigo à baliza de Joel. Na sequência dum canto João Freitas cabeceou muito perto.O jogo prosseguia, agora partido, com jogadas num e noutro lado do campo já que havia mais espaço disponível.

À passagem dos 72 minutos Marcos Patrício teve uma boa arrancada que o levou, sem oposição, até ao bico da área do lado direito de onde desferiu um forte remate para uma defesa enorme de Chico Sousa para canto. Grande momento…

Na conversão do canto Marcos Patrício entrou fulgurante a cabecear para o golo, não dando hipóteses de defesa.

Marcos Patrício e Hélio Ocante (dtª) foram as referências no ataque abrantino.

Num momento de grande equilíbrio o Abrantes e Benfica passou a liderar o marcador, obrigando a trabalho suplementar da equipa da casa para inverter a tendência.
No minuto 74 um cruzamento venenoso do lado direito do ataque maçaense obrigou o guarda redes Joel a aplicar-se para “roubar” a bola da cabeça de João Freitas.

O minuto 77 foi de azar para o marcador do golo abrantino. Marcos Patrício ficou caído, muito queixoso agarrado à coxa, e Seninho foi obrigado a lançar no jogo Rafa Silva.

Jogo intenso mas correto.

Após a substituição forçada o Mação ganhou um canto e Saúl, na zona de tiro, cabeceou por cima. Pouco depois, em novo canto, Joel foi obrigado a usar os punhos para afastar o esférico. O jogo aproximava-se do seu final e o Mação ia acreditando.

O árbitro Anthony Silva concedeu quatro minutos de compensação e poucos acreditavam numa inversão no resultado.

Caio disparou de cabeça por cima e pouco depois, a segundos do apito final, Miguel Quiame vestiu a pele de herói e numa iniciativa individual foi ao bico esquerdo da área abrantina fazer um chapéu bem medido a Joel que lhe encurtava o ângulo. Um grande golo que roubou dois pontos ao Benfica de Abrantes e repôs justiça no marcador.

Joel só não parou o chapéu de Quiame em cima do apito final.

Com tanto equilíbrio o empate foi o resultado que melhor se ajusta ao que se passou nas quatro linhas. Mérito para os jogadores do Mação que acreditaram até ao apito final.
Arbitragem sem problemas num jogo intenso mas sem jogadas maldosas.

Fruto deste empate o Abrantes caiu para terceiro, por troca com o União de Tomar, e o Mação subiu ao nono posto.

Empate ao soar do gongo repôs justiça no marcador.

FICHA DO JOGO:

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE MAÇÃO:
Chico Sousa, Bernardo Bento (Caio), Saúl, Tiago Prates (Daniel Barão), Luís Esteves, Bruno Lemos, Muiguel Quiame, Miguel Seninho, João freitas, Gonçalo Lélé e Markus Paulo (Miguel Luz).
Suplentes não utilizados: Leonardo, André Vieira, Diogo Rosa e João Pedro.
Treinador: Mazo.

Associação Desportiva de Mação.

SPORT ABRANTES E BENFICA:
Joel, Miguel Catarino (Pedro Damas), Toni, Diogo Mateus, Duarte Basílio, Diogo Barrocas, Hélio Ocante, Zé Pedro, Rui Sousa, Diogo Rocha e Marcos Patrício (Rafa Santos).
Suplentes não utilizados: Canais, Manuel Vitor, Will Itumbi, Miguel Silva e Macieira.
Treinador: Seninho.

Sport Abrantes e Benfica.

GOLOS: Miguel Quiame (Mação) e Marcos Patrício (Abrantes).

EQUIPA DE ARBITRAGEM:
Anthony Silva, Afonso Claudino e Pedro Santos.

Equipa de arbitragem: Anthony Silva, Afonso Claudino e Pedro Santos com os capitães de equipa.

No final fomos ouvir os treinadores de ambas as equipas:

Mazo-Treinador do Mação.

 

Paulo “Seninho”, treinador do Sport Abrantes e Benfica.

*Com David Belém Pereira (fotos e áudio).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here