Futebol | Jogadores do TSU pedem continuidade do treinador e direção admite reconsiderar

Rui Horta, treinador do TSU (foto: mediotejo.net)

Depois de anunciado o seu despedimento, afinal Rui Horta pode continuar como treinador da equipa sénior do Tramagal Sport União (TSU), clube que disputa o campeonato da 2ª divisão distrital da AF Santarém. A reversão (ou não) da decisão vai ser decidida esta quinta-feira e resulta de uma reunião que os jogadores do TSU tiveram hoje com a direção do clube e onde Rui Horta também marcou presença. O plantel não aceitou os motivos que levaram anúncio do afastamento do técnico e decidiu não treinar esta quarta-feira tendo convocado uma reunião para tentarem manter a estrutura unida e lutarem por chegar aos objetivos da época, ou seja, ficar nos três primeiros lugares da tabela. A direção foi sensível aos argumentos dos jogadores e admite a continuidade do técnico, que também aceita continuar. Mas para tal ainda há pontos que a direção quer esclarecer com Rui Horta e que podem ditar a sua continuidade ou não.

PUB

Em declarações ao mediotejo.net, Gonçalo Fernandes, capitão da equipa do Tramagal, após a reunião desta noite, disse que a mesma foi “produtiva” e que houve “entendimento” sobre a necessidade de “manter a família do TSU unida”.

“Todas as partes envolvidas admitiram falhas e o plantel saiu satisfeito da reunião porque vimos que a direção mostrou interesse em ouvir-nos e em manter a equipa e esta família unida. Foi um debate construtivo e todos mostraram interesse em construir uma solução que permita ao clube continuar a lutar pelos seus objetivos e em dignificar este emblema”, disse Gonçalo Fernandes.

“O plantel está unido e de corpo inteiro com este projeto e com esta equipa técnica”, sublinhou, tendo-se mostrado convicto que a reunião decisiva a decorrer na quinta-feira com o treinador e com a equipa diretiva seja coroada de sucesso, ou seja, que permita a continuidade do treinador.

A decisão do afastamento do técnico foi comunicada a Rui Horta na noite de terça-feira, antes do início do treino, pelos elementos da direção do clube tramagalense, clube que disputa o campeonato da 2ª divisão distrital da AF Santarém. O motivo apontado para o seu afastamento terá origem nas suas declarações proferidas ao nosso jornal após o jogo da Taça do Ribatejo perante o União de Santarém, onde criticou a “falta de condições de trabalho e falta de apoio por parte dos elementos da direção” do clube.

PUB

Contactado pelo nosso jornal depois da reunião desta noite, o presidente do clube disse que a direção “está recetiva a dialogar”, tendo feito notar que na reunião conjunta os diretores “foram ouvidas as razões e os motivos do pedido do plantel para a continuidade do treinador, percebemos a sua posição, e demos também os motivos da decisão da direção em tomar a atitude que tomou”.

“Queremos todos manter a família unida e a reunião desta quinta-feira com a equipa técnica vai ser decisiva para tomarmos uma decisão definitiva e que, no entender da direção, seja sempre em defesa dos melhores interesses do clube”, afirmou.

A reunião vai decorrer a partir das 21:00 de quinta-feira, e antecede um ciclo importante de jogos para os objetivos do TSU, uma vez que disputa em casa dois jogos muito importantes com União de Tomar B e Riachense, antes da deslocação ao líder SAB.

Rui Horta, 27 anos, está no TSU desde a época 2017-2018, tendo levado o clube a disputar a fase final de subida de divisão na época transata. Com a saída de Rui Horta como treinador principal do TSU, podem sair também os seus adjuntos, Carlos Soares e Nuno Gomes.

Segundo disse na terça-feira ao nosso jornal o presidente do clube, Luís Lopes, ao mediotejo.net, a eventual saída de Rui Horta não se prende com resultados nem com a sua prestação à frente da equipa mas sim devido a declarações proferidas à comunicação social e que não caíram bem no seio da direção.

“Não foram justas as críticas proferidas à equipa diretiva, que, apesar de alguma inexperiência, tem dado o melhor de si. E mesmo que tivesse críticas a fazer deviam ser feitas no local certo, que era no seio do clube e com a equipa diretiva”, pelo que a direção entendeu que esta era a decisão a tomar, disse o dirigente desportivo.

VIDEO EM DIRETO MINUTOS ANTES DA REUNIÃO ENTRE PLANTEL E DIREÇÃO:

Jogadores do TSU não treinam em solidariedade com treinador despedido

VÍDEO | Jogadores do TSU (Tramagal) não treinam em solidariedade com treinador despedido

Publicado por mediotejo.net em Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here