Futebol | Pego perde em casa com Torres Novas e continua na luta pela manutenção

A equipa da Casa do Povo do Pego não conseguiu vencer em casa o CD Torres Novas, ficando o resultado final em 1-2 para a equipa visitante, num jogo em que a equipa de arbitragem não conseguiu segurar o jogo, com claro prejuízo para o espetáculo.

PUB

Na luta pela manutenção do campeonato da 1.ª Divisão da AF Santarém, e faltando agora apenas 3 jornadas para o final, com este resultado, a Casa Povo do Pego (19 p.) deixou fugir o CA Ouriense (24 p.) que venceu em casa o Amiense por 2-0, ficando agora a 5 pontos desta equipa e viu o SL Cartaxo 18 p.) aproximar-se, ficando apenas a 1 ponto com a vitória de sobre o U. Almeirim por 3-1.

Resumo do Jogo:

Numa tarde de sol forte, assistiu-se a um bom jogo de futebol, com os jogadores de ambas as equipas a empregarem-se com afinco em cada jogada disputada.

Ganhou algum ascendente a equipa visitante, com o primeiro remate à baliza de Daniel (CP Pego) a surgir aos 7 minutos por Fábio Timor (CD Torres Novas), mas sem perigo de maior para a baliza.

Aos 11 minutos de jogo, o árbitro exibe vermelho directo para Igor (CP Pego), numa jogada sobre a direita, este derrubou um jogador adversário, reclamando com o árbitro auxiliar e não lhe deve ter dito nada bonito, pois deste lance resulta a sua expulsão pelo árbitro principal e assim ficou a equipa da CP Pego a jogar com apenas 10 jogadores desde muito cedo deste encontro.

Do livre assinalado nada resultou.

Apesar de estar com um jogador a menos, a equipa pegacha criava perigo na área adversária, e aos 22 minutos, num lançamento de Cabul, a bola passa por Rui Galrinho, guarda redes do Torres Novas, mas o central Paz Miguel consegue cortar o lance já perto da linha de golo.

Até final da 1.ª parte surgiram jogadas com algum perigo de parte a parte mas os jogadores teimavam em não acertar com as balizas.

Até que em cima do minuto 45, surge o 0-1 para Torres Novas, através de Sudesh que cabeceia para o fundo da baliza, saltando mais alto que a defesa contrária após a marcação de um canto do lado direito do ataque da sua equipa.

Sem compensação, chegámos ao intervalo com CP Pego 0 – CD Torres Novas 1.

Na 2.ª parte logo aos 4 minutos o jogador Danilo (CP Pego), derruba João António (CD Torres Novas) na sua área, assinalando de pronto o árbitro da partida grande penalidade, não havendo admoestação para o jogador. Chamado à conversão do castigo máximo, Tiago Vieira não perdoa, fazendo 0-2 para CD Torres Novas.

Volvidos três minutos, na área adversária o árbitro da partida assinala nova grande penalidade para o CP Pego, por pretenso derrube de Paz Miguel sobre Cabul, quanto a nós mal assinalado pela equipa de arbitragem e sem admoestar novamente o jogador.

Chamado à conversão Danilo faz o 1-2 para o CP Pego, enganando o guarda redes, que se atira para um lado e a bola a seguir para o outro.

Aos 54 minutos amarelo para Paz Miguel (CD Torres Novas) por agarrar Danilo (CP Pego).

Aos 62 minutos, o mesmo jogador faz um corte com a mão sendo novamente admoestado e recebe cartão vermelho, ficando assim as duas equipas com 10 jogadores a partir desde momento.

Resultante deste lance é também expulso o delegado ao jogo da Equipa de Torres Novas por protestar com o árbitro auxiliar.

O jogo a partir daqui ficou um pouco mais quezilento.

Foram várias as substituições operadas por ambos os treinadores das duas equipas.

Por volta dos 78  minutos jogada de perigo pela esquerda do Torres Novas por parte de João António, com lance cortado em falta por Danilo, tendo sido admoestado com a cartolina amarela. Do livre assinalado nada de perigo resultou.

Foi preciso chegar ao minuto 90 para vermos algum lance de perigo para uma baliza e este foi protagonizado por João António (CD Torres Novas), que remata forte já dentro da área do Pego, para excelente intervenção do guarda redes Daniel.

Foram dados 6 minutos de compensação, mas não se viu futebol, vimos mais um vermelho directo para Fábio (CP Pego) por entrada mais dura por trás sobre um jogador de Torres Novas.

No lance seguinte vermelho directo para Bioucas (CP Pego) que era o Capitão de equipa, por presumimos nós, impropérios ao árbitro da partida.

Noutro lance amarelo para João António (CD Torres Novas) por rematar a bola para longe ao ser assinalada uma falta sobre a sua equipa.

E novo amarelo já antes do apito final para o Guarda Redes de Torres Novas, Rui Galrinho por demora na reposição da Bola em Jogo.

Em resumo venceu a equipa mais disciplinada e mais serena dentro do terreno de jogo, aproveitando as oportunidades que teve. Já a equipa da Casa Povo Pego, que até estar a jogar com um jogador a menos, esteve em cima da equipa adversária, mas desde o equilíbrio de jogadores após a expulsão de um jogador de Torres Novas, tornou o seu jogo quezilento e acabou o jogo com 3 jogadores a menos por expulsão, o que irá tornar complicada a sua tarefa para o que resta do campeonato na luta pela manutenção.

Uma palavra sobre a arbitragem que não esteve à altura do jogo, pois este requeria um elevado rigor técnico dos mesmos, e o ajuizamento de cartão na mão acabou por prejudicar as duas equipas e principalmente o publico que queria assistir uma bela tarde de Futebol.

Futebol | Pego perde em casa com Torres Novas e continua na luta pela manutenção

A Opinião de Mazo (Treinador CP Pego)

Futebol | Pego perde em casa com Torres Novas e continua na luta pela manutenção

A Opinião de Nando Costa (Treinador CD Torres Novas)

Ficha de jogo:
Campo de Jogos do Pego
Assistência com cerca de 150 pessoas
Árbitro: André Fonseca

Árbitros Assistentes: Rodrigo Viana e David Pinto

Casa Povo Pego:
Daniel (G.Redes), David, Basílio, Bioucas e Igor (cap.), Tiago Marchante, Danilo, Gustavo e Umaro, Almeida e Cabú

Suplentes utilizados: 70′ Saíram David e Almeida e entraram Fábio e Tiago Silva, aos 83′ saiu Danilo e entrou Pisco.

Suplentes não utilizados: Guilherme (G.Redes), Nuno e Luis Ferreira.

Treinador: Mazo

Disciplina: Amarelo: 78′ Danilo.
Vermelho: 11′ Igor (Cap.), 90′ Fábio e Bioucas (Sub-Cap.)

CD Torres Novas:
Rui Galrinho (G.Redes), Dani, Paz Miguel, André Vieira, Tiago Vieira, Cláudio Major, João António, Fábio Timor, Saná, João Martins e Sudesh (Cap.).

Suplentes utilizados: 68′ Entrou Zé Brites e saiu Tiago Vieira, Entraram Rafa e Joel e saíram Dani e Cláudio Major.

Suplentes não utilizados: Igor, Rosa e Brito.

Treinador: Nando Costa

Disciplina: Amarelos: 54′ Paz Miguel, 62′ Paz Miguel, 90′ João António e Rui Galrinho
Vermelho: 62′ Paz Miguel

Texto/Fotos: Paulo Delfino Cruz
Fotos: Sara Cruz

 

COMPARTILHE
Nasceu a 14 de junho de 1972 em Faro, ganhando desde tenra idade o gosto pelo futebol, uma vez que a sua casa era mesmo em frente ao estádio de São Luís, onde treinou desde os 9 anos com os profissionais do futebol, antes de ir para a escola da Penha. Mudou-se em 1981 para Concavada, Abrantes, devido às suas raízes paternas, mantendo sempre o gosto pelo futebol, jogando e tendo também sido diretor e treinador da equipa local. Foi também em Vale das Mós, jogador, treinador e dirigente. O gosto pelo desporto está e esteve sempre nas suas raízes pelo que esta colaboração constitui-se como complemento para desanuviar da sua atividade profissional, administrativo hospitalar. O gosto pela escrita informativa surgiu após divulgação do desporto feminino local num blogue, não esperando chegar tão longe e a tantas pessoas, nos quatros cantos do mundo.
Artigo anteriorPasse pela Biblioteca | “Um Amor Feliz”, de David Mourão Ferreira
Próximo artigoSertã | Potencialidades do município divulgadas a bordo da companhia aérea SATA

DEIXAR UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here