Futebol | Análise à Taça Amizade, por Telmo Gomes

O Alcaravela, atual vice-campeão distrital da Liga Inatel, joga com o Seiça nas meias finais da Taça Amizade, numa reedição da final da série A do ano passado. Foto arquivo: Paulo Sousa

No futebol distrital do Inatel assistiu-se a um fim de semana mais “calmo”, onde apenas se disputaram quatro jogos, mas quatro jogos de muito boa qualidade e de excelentes assistências por parte dos adeptos. Chegámos à 4ª eliminatória da Taça Amizade versão 2019/2020 com oito equipas bem equilibradas e onde os resultados mostram que afinal temos muito ainda por disputar e tudo poderá acontecer até ao dia 10 de maio, dia da Final. A análise aos jogos dos quartos de final da prova, antes dos embates decisivos para apurar os finalistas da Taça.

Quartos de Final:

Sentieiras 1-1 Alcaravela (GP)

PUB

Seiça 2-1 Figueirense

Bairrense (GP) 1-1 Paço dos Negros

PUB

Rossiense (GP) 1-1 Vale da Pinta

Quatro jogos e apenas uma vitória ao fim do tempo regulamentar. É de louvar que nesta altura da competição o sorteio tenha sido de tal forma equilibrado que não há goleadas a registar como às vezes acontece. Muito pelo contrário…

No choque entre os vizinhos de Sentieiras e Alcaravela, um jogo há muito aguardado, quem esteve presente não deu o tempo por perdido. Com muito nervo, o Alcaravela vê nesta edição da Taça Amizade uma oportunidade de mostrar que mesmo depois de perder o comboio da Série 1, mereciam lá estar e bateram-se de igual para igual com as Sentieiras. Neste embate de gigantes penas se conseguiu apurar o vencedor na marcação das grandes penalidades.

Em Seiça disputou-se o jogo grande da eliminatória. Um reencontro de velhos conhecidos e que têm arrebatado as ultimas três edições da Liga INATEL Santarém. A jogar em casa, o Seiça sabia que não poderia dar muita bola ao Figueirense que vive das suas velhas raposas habituadas a jogos grandes e a decidir. Mas desta vez o Seiça levou a melhor e marcou encontro com o Alcaravela, equipa que levou de vencida na última final da Liga INATEL Santarém. Uma reencontro que promete.

Um quilómetros mais ao lado, no Bairro, mais um belo jogo de futebol entre o Bairrense e o Paço dos Negros. Se de um lado estava uma jovem equipa muito motivada pelos bons resultados obtidos até agora, do outro estava uma equipa já bem mais batida e habituada a vitórias e, novamente neste caso, valeu o pormenor na marcação de grandes penalidades para o Bairrense carimbar a passagem às meias finais onde defronta o Rossiense.

Por ultimo, em Rossio ao Sul do Tejo, mesmo ao lado da Feira de São Matias, mais um jogo de muito equilíbrio, onde a equipa forasteira, o Vale da Pinta, conseguiu adiantar-se no marcador mas não conseguiu segurar a vantagem e viram o Rossiense empatar e deixar as decisões para as grandes penalidades. Aí, a equipa da casa foi mais feliz e fez história ao carimbar a passagem e marcar encontro com o Bairrense para decidir um dos finalistas da prova.

Curioso que dos três empates que foram resolvidos nas grandes penalidades, todos tiveram o “caminho” igual. A equipa forasteira foi sempre a primeira a marcar durante o tempo regulamentar antes de acontecer o empate por parte da equipa da casa.

Meias Finais (jogos a 5 de abril):

Alcaravela vs Seiça

Bairrense vs Rossiense

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here