Futebol | Abrantes e Benfica invicto, vence um Riachos combativo mas sem argumentos (c/fotos e áudio)

Sport Abrantes e Benfica vence nos Riachos e é cada vez mais líder.

Clube Atlético Riachense 0 – 2 Sport Abrantes e Benfica

PUB

Apuramento de Campeão – 3ª jornada

Campo de futebol Coronel Mário Cunha, Riachos – 14-04-2019

Numa tarde cinzenta, em que a chuva decidiu dar tréguas para os lados dos Riachos, o jogo que opunha a equipa da casa e o Sport Abrantes e Benfica foi algo apático praticamente durante toda a partida. Sem grande espetacularidade, a equipa visitante acabaria por levar os três pontos vencendo por 0-2, consolidando ainda mais o 1º lugar.

Abrantes vence no terreno do Riachense e consolida a 1ª posição.

A primeira parte começou com ambas as equipas a quererem ter bola mas com o Sport Abrantes e Benfica por cima, sempre mais pressionante no momento da perda e com uma maior capacidade de circulação. Já o Riachense, a espaços e maioritariamente pelas alas, tentava acercar-se da baliza adversária, no entanto sem causar qualquer espécie de perigo junto da mesma.

PUB

Apesar da maior posse de bola por parte dos abrantinos, tal situação não se estava a traduzir em ocasiões de perigo, fruto da forte consistência defensiva do Riachense e pela forma compacta e organizada como se apresentaram. A equipa forasteira, não conseguindo entrar na defensiva da casa em ataque organizado, via-se obrigada a jogar na grande maioria das vezes pelos corredores, sem grande eficácia.

O Riachense conseguia contrariar todas as investidas do Sport Abrantes e Benfica.

Nesta primeira parte, situações de perigo só apareceram de bola parada, primeiro de livre direto cobrado por Sousa, para uma defesa vistosa do guarda-redes da casa, e depois por Basilio, para mais uma boa intervenção de Rui Galrinho. Até ao intervalo, nenhuma outra situação houve a registar. Estava melhor o Abrantes enquanto que o Riachense mostrava ter a lição bem estudada de como bloquear as investidas do adversário.

Defesa apertada de Rui Galrinho, após livre cobrado por Duarte Basilio.

O segundo tempo começa praticamente com um golo da equipa forasteira. Através de um canto batido do lado direito, Zé Pedro liberta-se da marcação e aparece a empurrar a bola para o fundo da baliza. Estava feito o primeiro da partida à passagem do minuto 48.

Reagiu ao golo a equipa da casa e teve, logo após, uma sequência de lances perto da baliza à guarda dos homens de Abrantes, não conseguindo ainda assim traduzir essas ações em ocasiões de perigo.

Zé Pedro inaugura o marcador no reatar da segunda parte do jogo.

Ultrapassados esses minutos de maior intranquilidade, o Abrantes voltou a dominar com bola e desde então, não mais deu oportunidade ao Riachense de se acercar da baliza de Joel, que passou a ser um mero espectador do encontro.

Ainda mais tranquilos ficaram os homens liderados por Paulo “Seninho”, quando numa jogada iniciada por Bexiga, com o esférico a passar por Rui Sousa, que cruza atrasado para Diogo Barrocas. Este atira forte e faz balançar as redes pela segunda vez na partida.

Diogo Barrocas sentencia a partida em 0-2.

De aqui em diante, o Abrantes fez-se valer de toda a sua mais valia e controlou o jogo sem se expor ao risco, enquanto que o Riachense, não se dando por vergado, tentou sempre, ainda que sem êxito, importunar a defesa adversária.

Até final nenhum outro lance de perigo foi digno de registo. O jogo continuou sempre na mesma toada que havia tido até então, com o Abrantes sempre a controlar o jogo com bola, agora sem grandes pressas. Jogo nem sempre bem disputado entre duas equipas que mostraram que podem dar mais. Ainda assim vitória justa da melhor equipa em campo.

O jogo não mais sofreu alterações até final.

Nota final relativa à equipa de arbitragem e para os nove minutos dados como tempo suplementar, o que espelha aquela que foi uma partida com muitas faltas e com muitas paragens, o que de alguma forma também condicionou o jogo e ajuda a explicar um pouco a falta de andamento que o mesmo teve. Ainda assim, não existindo nenhum lance que tenha interferido diretamente com o resultado, pode dizer-se que foi uma arbitragem positiva nesse sentido.

Jogo com algumas paragens condicionou o ritmo e a intensidade do mesmo.

Segue assim, à partida para a 4ª jornada, o Sport Abrantes e Benfica líder com 9 pontos, enquanto que o Riachense soma a 2ª derrota em 3 jogos disputados e soma apenas 3 pontos, que colocam a equipa na 5ª posição. Com 7 jornadas ainda por disputar continua tudo em aberto, uma vez que, até ao momento, e com a descida do Mação dos campeonatos nacionais, sobem quatro equipas à 1ª divisão distrital.

Ficha de jogo:

Clube Atlético Riachense:

Rui Galrinho; David Martins; Pires; João Sá; Sérgio Sousa; Emanuel Conde; Rosa; Leonardo; Madeira; Luis Alves; Leandro.

Suplentes: João Monteiro; Márcio; João Lopes; Ivo; Cláudio; João Gouveia; Paulito.

Equipa do Riachense a agradecer aos adeptos no final do encontro.

Sport Abrantes e Benfica:

Joel Dias; Rui Sousa; António Matos; Duarte Basilio; Luis Ferreira; Diogo Mateus; Diogo Barrocas; Bernardo Bexiga; Rafael Silva; José Pedro; Marcos Patricio.

Suplentes: Diogo Pascoal; Luis Silva; Luis; Manuel Victor; Miguel Catarino; Wilson Leite; Ricardo.

Equipa do Sport Abrantes e Benfica a agradecer aos adeptos no final do encontro.

Equipa de arbitragem: Miguel Marques; Ricardo Ramos; Pedro Abelho.

Equipa de arbitragem.

No final do encontro ambos os treinadores fizeram uma análise à partida e às aspirações de ambos os clubes.

Treinador do C.A. Riachense – Paulo Costa

Paulo Costa, treinador do Clube Atlético Riachense.

Treinador do Sport Abrantes e Benfica – Paulo “Seninho”

Paulo Alexandre “Seninho”, treinador do Sport Abrantes e Benfica.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here