Ferreira do Zêzere | Zêzerovo produz mais de um milhão de ovos por dia (c/video e fotos)

Um dos espaços de criação de galinhas ao ar lvre. Foto: mediotejo.net

Quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha? Nada como visitar Ferreira do Zêzere, denominada “Capital do Ovo” para tentarmos obter uma resposta. E o Dia Mundial do Ovo, comemorado a 11 de outubro, era um bom pretexto para conhecermos melhor o maior produtor de ovos do país e ficar a saber mais sobre o ciclo do ovo.

PUB

Nesse dia, a empresa Zêzerovo, com instalações na Frazoeira, realizou uma ação “portas abertas” em que os clientes e curiosos podiam visitar as instalações.

O jornal digital mediotejo.net acompanhou uma dessas visitas em que participaram também cerca de 60 idosos de instituições com sede em Águas Belas, Areias e Pias.

A visita começou num espaço de criação de galinhas ao ar livre, um dos três sistemas praticados pela Zêzerovo, a par da criação em gaiolas e no solo.

Atualmente a empresa tem dois espaços de criação ao ar livre, cada um deles com 35 mil galinhas. Num recinto vedado está um pavilhão de postura onde as galinhas pernoitam, abrigadas, e põem os ovos durante as primeiras horas da manhã. No resto do dia, podem sair para o terreno contíguo onde fazem aquilo que mais gostam que é esgravatar na terra.

PUB
Ferreira do Zêzere concentra a maior produção de ovos do país. Foto: mediotejo.net

David Henriques, diretor de produção, explica que este sistema tem mais riscos associados uma vez que não há tanto controlo sobre as galinhas e o espaço onde se encontram. As aves estão mais expostas a parasitas ou a predadores que possam entrar no recinto. Mas o argumento do bem-estar animal tem prevalecido.

Surpreendidos com tanta galinha, os idosos vão recordando os tempos em que tinham capoeiras e a sua própria criação.

No interior do pavilhão a recolha dos ovos é feita de forma automática. Rolam para uma calha onde está um tapete rolante que os encaminha para uma primeira triagem em que os ovos são separados por tamanho. Os que apresentam sujidade ou têm a casca partida têm outro destino.

Estão definidos quatro tamanhos de ovos (S, M, L e XL), produzidos de acordo com a idade da galinha. Ou seja, ao longo do ano em que a galinha põe ovos, eles vão aumentando de tamanho consoante a idade da ave. Por outro lado, quanto mais velha for a galinha, mais fina é a casca do ovo, problema que pode ser compensado com o reforço da ração.

Feita a pré-seleção, os ovos são encaminhados para o centro de embalamento e classificação onde é necessária mais mão de obra, apesar de haver já muitos sistemas automatizados.

Aqui, os ovos, depois de classificados, são colocados nas caixas na forma como chegam ao consumidor final e como se pode ver nas prateleiras dos supermercados.

O código impresso nos ovos indica ao consumidor o modo de produção das galinhas, o país de origem e a identificação da exploração e o prazo de validade que normalmente é de 28 dias.

Os números impressionam ou não estivéssemos perante o maior produtor de ovos do país. O efetivo atual é de quase um milhão e meio de galinhas e são classificados mais de um milhão de ovos por dia na unidade de Ferreira do Zêzere.

E sem muitos consumidores saberem, esses ovos são comercializados sob marcas à venda em superfícies como Continente, Modelo, Lidl, Pingo Doce, Masterchef, Auchan, Intermarché, entre outras. É certo que a Zêzerovo tem as suas próprias marcas, mas produz “muito mais” para outras marcas, como explicou Margarida Barbosa, diretora de qualidade.

Dia Mundial do Ovo. Empresa Zêzerovo, em Ferreira do Zêzere, abriu as suas portas no dia 11 de outubro.

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 12 de outubro de 2019

Empresa familiar fundada há 30 anos, a Zêzerovo está a conseguir adaptar-se à mudança de comportamento dos consumidores e às exigências legais da União Europeia.

Na parte da criação, a tendência vai para as galinhas no solo (as aves estão soltas dentro de um pavilhão) e ao ar livre, reduzindo-se a pouco e pouco a criação em gaiola.

Mas não se pense que as galinhas neste sistema estão ao monte e sem condições. As leis europeias obrigam a um máximo de sete galinhas por cada gaiola, com meio m2 de espaço por cada uma.

Todo o ambiente nos pavilhões é controlado, desde a temperatura, à humidade, ventilação, passando pelo consumo de água e de ração. O objetivo é garantir o bem-estar animal e produzir um ovo completamente seguro.

Foto: mediotejo.net

Mas o setor da avicultura está a mudar à velocidade da mudança de comportamentos do consumidor. A venda de ovos biológicos e de ovos produzidos por galinhas ao ar livre têm aumentado exponencialmente nos últimos anos, apesar de serem mais caros.

Atualmente a Zêzerovo tem um projeto de produção de ovos biológicos em fase de aprovação, que vai somar aos 25 pavilhões de postura atualmente existentes.

Além destes, a empresa, que garante cerca de centena e meia de postos de trabalho, tem contratos com produtores integrados da região a quem fornecem ração e dão apoio veterinário, o que faz aumentar o efetivo para um milhão e 700 mil galinhas.

A Zêzerovo fornece ovos para quase todas as superfícies comerciais. Foto: mediotejo.net

Em Pombal funciona outra empresa da qual o grupo Zêzerovo faz parte onde é produzido ovo liquido pasteurizado, claras e gema pasteurizada e outros produtos utilizados por exemplo em ginásios ou pastelarias. É para lá que são encaminhados alguns dos ovos das unidades de Ferreira do Zêzere.

E foi de lá que, em 2012, veio o ovo liquido equivalente a 161.650 mil ovos, que deram à vila de Ferreira do Zêzere o recorde Guiness para a maior omelete do mundo.

Tal aconteceu num concelho onde se concentra a maior produção de ovos do país (Zêzerovo e Uniovo) o que fez com que fosse criado o slogan “Capital do Ovo”.

Quanto à pergunta inicial: Quem nasceu primeiro: o ovo ou a galinha? Apesar de os cientistas dizerem que foi o ovo, deixamos o tema para debate.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here