Fátima | Mais de 200 mil participam em peregrinação com afluência estabilizada (c/fotogaleria)

Cardeal das Filipinas presidiu às cerimónias no Santuário de Fátima Foto: mediotejo.net

Continua a ser muita gente – o Santuário de Fátima aponta para cerca de 200 mil pessoas na cerimónia de 13 de maio e 250 mil na procissão das velas de dia 12 – mas nota-se a diminuição de peregrinos/turistas em relação aos anos que rodearam o centenário de 2017.

PUB

De uma forma geral, regressa-se aos números mais tradicionais da Cova da Iria, ainda que atualmente a época baixa – entre novembro e abril e alguns períodos em junho/julho – já não seja tão acentuada e se continue a registar afluência a Fátima durante todo o ano.

Numa cerimónia marcada por temperaturas perto dos 30 graus, deu-se início esta segunda-feira, dia 13, ao período das grandes peregrinações a Fátima, que vai decorrer a cada dia 13 até outubro.

A 10 de junho decorre a peregrinação das crianças, tradicionalmente bastante concorrida, e em agosto terá lugar a peregrinação dos migrantes, momento que tem vindo a ganhar nos últimos anos uma simbologia particular, dados os problemas globais ao nível das migrações forçadas.

 

 

Foto: mediotejo.net

Na homilia desta segunda-feira, o Cardeal Luis Antonio Tagle, arcebispo de Manila, dissertou sobre a maternidade, através do exemplo de Maria.

PUB

“O nosso mundo de hoje tem imagens de uma vida «abençoada»: muito dinheiro, o último modelo de roupas, carros, perfumes e aparelhos eletrónicos, fama, influência, segurança. Estes não são desejos maus, mas Maria, nossa Mãe, faz-nos parar e fazer uma autoavaliação. Será que a fé ainda tem um lugar importante no desejo de uma vida boa?”, refletiu.

Estiveram presentes nas cerimónias 310 sacerdotes, 24 bispos e três cardeais, com presença entre 200 a 250 mil pessoas entre a noite de 12 e manhã de 13 de maio.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here