Fátima | Cardeal António Marto exorta fiéis a lutarem contra a corrupção

O bispo António Marto está à frente da Diocese de Leiria-Fátima desde junho de 2006. Foto: DR

O bispo de Leiria-Fátima, António Marto, exortou hoje os peregrinos de Fátima a lutarem contra a corrupção, que considerou “uma chaga social, um cancro difícil de extirpar”. Na homilia da missa da Solenidade da Imaculada Conceição, no Santuário de Fátima, o cardeal António Marto afirmou que a santidade de vida “é o melhor e mais forte antídoto contra a corrupção”.

Falando para milhares de peregrinos, o cardeal defendeu que os cristãos devem cultivar uma “cultura de honestidade” contra a corrupção.

“A santidade no mundo concreto do dia-a-dia é o melhor e o mais forte antídoto contra a corrupção, que é uma chaga social difícil de curar, um cancro difícil de extirpar até às suas raízes”, afirmou, lembrando que na segunda-feira se comemora o Dia Internacional Contra a Corrupção.

Lutar contra a corrupção “é um desafio e um grito” permanentes, afirmou ainda ao sublinhar que a santidade convida os cidadãos a “ser honestos: primeiro com Deus; depois consigo mesmo e com a própria consciência; e finalmente com os outros, na atividade económica, na atividade política, em toda a atividade social”.

“Recusemos toda e qualquer colaboração com a corrupção [e] não deixemos corromper a nossa consciência, que é aquilo que é mais sagrado, pois é o lugar sagrado onde Deus nos fala e nos interpela”, afirmou António Marto, citado pela página do Santuário de Fátima na Internet.

PUB

No final da celebração, o bispo de Leiria-Fátima lembrou que no próximo dia 13 se assinala o 50.º aniversário de ordenação sacerdotal do papa Francisco, pedindo que os peregrinos rezassem para “que tenha força, saúde e coragem no seu ministério e na prossecução da renovação da Igreja”.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here