Especial Mação | ADM entra num “mundo novo” com chegada aos campeonatos nacionais de futebol (C/VIDEO)

A equipa sénior da Associação Desportiva de Mação (ADM) subiu este ano pela primeira vez aos campeonatos nacionais de futebol, num ano em que assinala o seu 40º aniversário. Em entrevista, João Espírito Santo, presidente do clube, fala sobre o momento histórico que o clube de Mação vive, e Fábio Patrício, diretor desportivo da AD Mação, conta ao mediotejo.net tudo sobre o plantel e a nova época desportiva.

“Os 40 anos do clube estão a ser vividos este ano com muita intensidade porque o que o clube conseguiu conquistar foi muito forte. Foram umas conquistas muito importantes, de enorme satisfação, não só para o clube mas para toda a comunidade de Mação”, disse o presidente do clube, referindo-se à subida ao Campeonato Nacional e á recente conquista da Taça do Ribatejo… “e ainda por cima num ano em que tivemos momentos de alguma tristeza a envolver a comunidade. Isto é…. foram momentos, por um lado, de tristeza, por outro, de alegria, pelo que conseguimos fazer para minimizar a tristeza das pessoas em relação ao que aconteceu. Conseguimos fazer uma envolvência muito forte com os maçaenses por aquilo que nós conquistámos por aqueles momentos que conseguimos não só para a parte desportiva mas também como as outras pessoas. Mas era o Mação que estava em causa”, destacou João Espírito Santo.

João Espírito Santo, presidente da Associação Desportiva de Mação. Foto: mediotejo.net

“Foram momentos muito felizes para todos nós e para a direção. Começar com este projeto, um projeto que no princípio podia não ser… não olhámos aquilo como o que poderia ter acontecido, mas chegou a certa altura e vimos que poderíamos conseguir algo muito importante e acho que foram momentos de alegria imensa”, reiterou.

A Associação Desportiva de Mação (ADM) foi fundada no dia 18 de novembro de 1978 por um grupo de 11 amigos, entre eles Agostinho Pereira Carreira, mas também Amorim Lopes, António Ludovino, António José Santos, António Oliveira, António Almeida, Carlos Gigante, Etelvino Gueifão Dias, Isidro Correia, José Matos Belo, e José Marques da Silva.

Questionado sobre o fundador do clube e que empresta o seu nome ao campo de jogos, Espírito Santo disse que Agostinho Pereira Carreira foi uma pessoa “muito ligada ao associativismo desta terra. Esteve presente na ADM, foi o sócio nº 1, foi fundador, foi diretor, treinador muitos anos…. Ele foi tudo nesta casa. Por isso o reconhecimento das pessoas de Mação e ter sido atribuído o nome dele ao campo de futebol. Tive o privilégio de lidar com o Agostinho Pereira Carreira pois foi meu treinador, foi diretor, foi uma pessoa que admirei bastante e nunca esperei…. Eu estou a fazer quase o papel dele: também fui jogador, fui treinado, sou presidente…Ele foi das pessoas mais importantes do desporto em Mação”, destacou.

“A lotação do campo… se fosse para uma Taça de Portugal não teria lotação suficiente… A lotação do campo é uns 500 lugares sentados, mas é muito relativa a lotação. As condições do campo, temos tido algumas dificuldades a nível logístico, com a Federação. Vamos ver se ultrapassamos isso. O Campo já tem 13 anos era pelado e nem tinha este formato. A nível dos sócios… são 500 mas nem todos vêm ao futebol. Vamos criar uma dinâmica maior com os sócios, que eles são muito importantes. Este ano tivemos um crescimento a nível da dinâmica entre sócios e associação.  A nível de clube, do Campeonato de Portugal, como eu disse, é uma novidade em todos os aspetos. A um mês de começar o campeonato… isto vê-se que aqui… é do 8 para o 80…. Para nós é uma novidade enorme”, frisou o dirigente da ADM.

ADM quer fazer um campeonato tranquilo e assegurar a permanência no Campeonato de Portugal. Foto: mediotejo.net

Questionado sobre a participação do clube de Mação no Campeonato de Portugal, João Espírito Santo que todos “estamos a preparar-nos para isso…. pensamos que estamos a adquirir uma equipa um bocado forte … temos jogadores com alguma experiência, jogadores que estão aqui há muito anos que vemos que já foram titulares, jogaram no distrital, mas também já jogaram no nacional, fomos buscar alguns jogadores que já participaram no Campeonato de Portugal, também com alguma experiência, alguma qualidade, mas isso não quer dizer que se consiga. Isto para nós é uma novidade enorme. Vamos ver se conseguimos algo positivo”, afirmou.

O mediotejo.net falou também com Fábio Patrício, diretor desportivo da ADM, que nos falou do plantel para ‘atacar’ a série D do Campeonato de Portugal, grupo que vai contar com 18 equipas, incluindo três dos Açores, e de onde descem cinco conjuntos de divisão.

Fábio Patrício é o diretor desportivo do Mação. Foto: mediotejo.net

“Em princípio, ao que tudo indica, vamos ficar na Série D, com equipas como o Fátima, o Sertanense, o Oleiros, Castelo Branco, mas também equipas como Peniche e Caldas, da zona Oeste, e Nogueirense e Oliveira do Hospital, da zona de Coimbra, para além de três equipas dos Açores. Será uma série com 18 equipas das quais descem cinco de divisão. Queremos a manutenção e penso que temos equipa para fazer um campeonato tranquilo”, disse Fábio Patrício, tendo apontado para um plantel de 22 jogadores.

À data da entrevista, pouco antes de começar a Feira Mostra de Mação, faltava apenas um jogador para fechar o plantel, que está assim definido:

Guarda-redes: Chico Sousa (permanência) e Renan Thomazo (ex-junior do Alcanenense).

Defesas: João Vitor (permanência), Bernardo (permanência), Luís Esteves (capitão – permanência), Gonçalo Lélé (permanência), Rodrigo Ribeiro (permanência), Miguel Luz (permanência), Glady (ex-Nogueirense), Igor (ex-Paivense).

Médios: Faia (ex-Alcanenense), Bruno Araújo (ex-União de Tomar), Tiago Vieira (ex-Ferreira do Zêzere), Bruno Lemos (permanência), Ducho (permanência), Luís Alves (ex-União de Tomar).

Avançados: Bernardo Duarte (ex-Figueiró dos Vinhos), Patrick Egwe (ex-Casa Pia), Josué (ex-Remo/Brasil), Jessi (ex-Águias de Moradal), João Marchão (ex-Eléctrico).

O campeonato começa no dia 12 de agosto e os trabalhos de preparação da equipa no dia 9 de julho. A equipa técnica é comandada por José Torcato, ex-Alcanenense, coadjuvado por Coutinho e Francisco Correia.

O fisioterapeuta é Diogo Neto, o roupeiro continua a ser Abílio, sendo Fábio Patrício o diretor desportivo da ADM e Mário Aleixo o responsável pelo departamento de futebol sénior.

José Torcato, ex-Alcanenense, é o novo treinador da Associação Desportiva de Mação

“Estamos a preparar uma equipa com alguma qualidade e penso que vamos dar uma resposta positiva. Aconteça o que acontecer desejamos que os sócios continuem a acompanhar a equipa e que nos ajudem naquilo que fazemos”, apelou João Espírito Santo.

O presidente do clube falou também da participação da ADM na Feira Mostra de Mação, que decorre até domingo, dia 1 de julho.

“A ADM faz algumas atividades ao longo do ano e promovemos vários eventos. Já há muitos anos estamos presentes na Feira Mostra da Mação com um espaço de restauração. Não é fácil para nós, mas o que desejamos é que corra bem, que passem por lá maçaenses e não só. Temos pratos tradicionais. Quando fazemos estes eventos, para além de mostrar a terra também é importante tirar algum dinheiro dali”, referiu.

“Todos os anos nós expomos o que se passou nas épocas anteriores, as taças, as fotografias…. E as pessoas gostam de ver. E quem quiser pode fazer-se sócio. O importante é termos um espaço bonito de resposta àquilo que se pretende que é um espaço gastronómico”, com pratos típicos de Mação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here