Especial Abrantes | Festas da cidade são momento de encontro e exaltação de uma identidade – Autarca (C/VIDEO)

Diogo Piçarra, Capicua, Paulo de Carvalho e Sónia Tavares (Gift) são os cabeças de cartaz das Festas de Abrantes’18 que decorrem de 13 a 17 de junho, desde o Castelo até ao Aquapolis (margens do Tejo), com epicentro nas ruas e praças do Centro Histórico. Maria do Céu Albuquerque, presidente da autarquia, conduziu-nos pelos pontos altos de umas festas que apresentam um dos melhores cartazes dos últimos tempos, num espaço e num tempo que será de convívio, encontros, celebração e exaltação de uma identidade.

“As festas são sempre momentos importantes de convívio, camaradagem, de encontro, de identidade e este é sempre um momento que todas esperam com grande expectativa. É um programa que temos vindo a preparar ao longo do último ano e divulgado desde janeiro e um programa muito diversificado para todos os públicos. O que queremos proporcionar à comunidade abrantina e ao concelho de Abrantes é um grande momento mas também esperar poder sermos capazes de trazer mais pessoa do Médio Tejo e do país. Temos um cartaz dos melhores, senão o melhor, que tivemos nos últimos tempos”, afirmou Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes.

Especial Abrantes | Festas da cidade são momento de encontro e exaltação de uma identidade - Autarca (C/VIDEO)
Diogo Piçarra, Capicua, Paulo de Carvalho e Sónia Tavares são alguns dos artistas que vão atuar este ano nas Festas de Cidade de Abrantes. Foto: DR

“Quero destacar a atividade desportiva. Começamos no fim de semana de 9 e 10 com um concurso de saltos no hipódromo dos Mourões no Rossio, que marca o início das festas, e vamos concluir no fim-de-semana a seguir com uma iniciativa que vamos patrocinar do núcleo local da Nersant para divulgar a atividade económica no concelho”, continuou.

“Durante as festas há todo um conjunto de iniciativas que valorizam o rio, o centro histórico a e cidade desportiva. No rio, o festival da canoagem,  no centro histórico o dpwnhil e o uphil, mas também os carinhos de rolamentos em direcção ao Tejo. Na cidade desportiva o encontro nacional que vai acontecer nos dia 16 e 17 o atletismo em grande força a par de outras inciativas que vão estimular, como o torneio de sueca ou outras iniciativas. No jardim da republica temos as tradicionais tasquinhas de forma a promover a nossa gastronomia. Depois, a par do artesanato urbano que vai estar no centro histórico, teremos os nossos produtores locais que vão promover o seus produtos e que vão estar com os produtos da horta, o azeite, o mel, o vinho…”, destacou.

“Vamos ter dois momentos importantes com duas Câmaras Municipais: a Cãmara de Castelo Branco, com os bordados, e a de Estremoz, com o barro típico. São duas participações de peso que nos apraz registar. Há todo um conjunto de atividades de rua com ocupação de loja devolutas que importa valorizar potenciando algumas atividades económicas”, continuou a autarca.

Maria do Céu Albuquerque deu ainda conta de algumas alterações no cartaz: “no Jardim da Republica permanece o palco mais tradicional onde os grupos locais vão passando e animando os finais de tarde e inicio de noite. Na Barão da Batalha, com o concerto das 10 da noite. No sábado teremos a festa da M80 e esta festa tem uma legião de seguidores que vêm de todo o país. Aqui será gratuita e outros nomes passam naquele palco. No dia da cidade vamos ter o Bravo Abrantes onde em dueto vamos juntar o Paulo de Carvalho com a Sónia Tavares. Alterámos um pouco a disposição e o acesso ao próprio castelo para que mais pessoas possam ir. Os DJ’s também vão passar por ali”, observou.

“O estacionamento do castelo vai ter o palco e as tasquinhas jovens. A diferença maior é que a praça da Câmara não vai ter palco, mas sim um espaço família. Vai ter um conjunto de iniciativas ao longo do dia e da noite, onde as famílias podem ir possam deixar as suas crianças entregues e com atividades de cariz cultural. Queremos dotar a nossa comunidade de competências sociais de maneira a poderem usufruir do investimento que já fizemos e fazemos mas também aquele que estamos a fazer em matéria cultural”.

“No dia da cidade, na cerimónia oficial, dia 14, será às 16 horas e contará com a presença do ministro Eduardo Cabrita, que convidámos porque estamos a falar de cultura é  uma das áreas que está em cima da mesa para descentralizar para os municípios e nós esperamos que isso aconteça o mais rápido possível porque estamos expectantes para fazer mais ainda neste domínio com os nossos cidadãos”, notou.

Durante as cerimónias, destacou, “vamos ter dois momentos importantes para a nossa cidade que celebra os 102 anos: vamos ter a Associação Portuguesa de Museologia que nos entregará o prémio de melhor museu do ano [Museu MDF, em Tramagal]. O prémio vai ficar durante as festas aqui até para chamar a atenção das pessoas para visitarem o museu e que ainda não foram. Inclusivamente estamos a programar com os nossos idosos e as nossas crianças e jovens organizar grupos e visitas guiadas ao museu. Estamos a programar também na Av. D. João I alguns muros que estão expectantes por uma intervenção e estamos a preparar informação sobre o museu para chamar a atenção das pessoas sobre isso”, avançou a autarca.

O segundo momento importante, segundo a presidente da Câmara, diz respeito à Fundação Serralves: “vamos passar a ser sócios fundadores à semelhança do que acontece com outros municípios e vamos ter um conjunto de atividades ao longo do ano que podem ser utilizadas pelos nossos cidadãos, seja em Abrantes, seja nas instalações de Serralves. Vamos assinar esse contrato ao mesmo tempo que vamos inaugurar uma exposição ao ar ao livre que chamamos Serralves em Abrantes. Neste momento estamos a imprimir um conjunto de peças da coleção de Serralves que vão estar no centro histórico durante todo o verão”, anunciou.

“Temos motivos de sobra para dizer que estas festas vão ser de sucesso, vão agradar aos nossos cidadãos e a quem nos visita. Temos algumas alterações… vamos ter bolsas de estacionamento e autocarros a fazer o transporte ao longo do dia” para o coração da cidade, que promete bater mais forte entre os dias 13 e 17 de junho.

Especial Abrantes | Festas da cidade são momento de encontro e exaltação de uma identidade - Autarca (C/VIDEO)
Festas de Abrantes mantêm-se no coração do centro histórico Foto: Câmara Municipal de Abrantes

Diogo Piçarra, Capicua, Paulo de Carvalho e Sónia Tavares (Gift) são os cabeças de cartaz das Festas de Abrantes’18 que decorrem de 13 a 17 de junho, desde o Castelo até ao Aquapolis (margens do Tejo), com epicentro nas ruas e praças do Centro Histórico.

A celebração da parceria entre a Câmara de Abrantes e a Fundação Serralves será uma das novidades desta edição. Na Praça Raimundo Soares (praça da Câmara) ficará instalado o Espaço Família que será preenchido diariamente com artes circenses e aventuras multissensoriais (ciência divertida e arte), numa lógica de interação entre pais e filhos.

O Castelo da cidade será o palco para o grande concerto do Dia da Cidade, 14 de junho (22h). O concerto Bravo Abrantes juntará em palco Paulo de Carvalho e Sónia Tavares – vocalista dos The Gift – e a Orquestra Ibérica, dirigida pelo Maestro Nuno Feist, num espetáculo preparado exclusivamente para esta celebração.

A par de grandes nomes da música portuguesa, integram o cartaz do evento uma festa M80, concertos de final de noite com vários Dj’s locais e nacionais e espetáculos com a prata da casa, desde a música popular até aos talentos locais que se apresentam em palco com o cantor Rui Drumond.

Também o desporto será um dos pontos fortes do programa, com a realização de modalidades para todos os gostos e idades. Downhill urbano, Uphill, festival de Canoagem, carrinhos de rolamentos, show motorizado, Futebol e Voleibol de praia, torneio de sueca, passeio chapa amarela, Campeonato Nacional de Clubes em Atletismo, Prova do Campeonato do Mundo de Agility e Campeonato Nacional de Biatle, são as provas a realizar maioritariamente no Centro Histórico da cidade, mas também no rio Tejo e na Cidade Desportiva.

Há ainda a destacar a travessia em bicicleta que levará dezenas de participantes a confluir a Abrantes, desenhando uma rosa-dos-ventos a partir de 4 partidas simultâneas das cidades de Sagres, Vila Real de Santo António, Bragança e Caminha. O “Abrantes na Diagonal” é uma ideia original do abrantino Nuno Gomes, que foi “comissário” do Centenário da cidade, em 2016, praticante da modalidade de ciclismo (BTT e ciclismo de estrada) e envolve praticantes destas modalidades oriundos associações concelhias.

Outros motivos de atração são o artesanato e design urbano, a animação de rua, exposições do Figurado de Estremoz e do Bordado de Castelo Branco, as tasquinhas dinamizadas pelas associações concelhias, feira de sabores e tradições para promoção de produtos locais e a doçaria de Abrantes. São atividades que vão pontuar as ruas do Centro Histórico da cidade ou dar vida a lojas devolutas.

Para olhar o futuro, no rés-do-chão do Edifício Milho ficará instalado o espaço Smart Loung que vai disponibilizar uma exposição interativa sobre os instrumentos de gestão municipal e de ligação ao cidadão, no âmbito do projeto municipal “Abrantes, cidade inteligente”. Para potenciar a utilização das app’s associadas, os visitantes poderão fazer, de forma apoiada, download e será também disponibilizada a possibilidade de carregamento de equipamentos móveis.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here