Equipas municipais de cultura estão subdimensionadas face às necessidades

Equipas municipais de cultura estão subdimensionadas face às necessidades. Imagem 4 Mãos. Foto: Artemrede

As equipas municipais da área da cultura estão subdimensionadas face às necessidades, sendo necessário uma renovação das estruturas e um reforço na qualificação dos recursos humanos, afirmou hoje a diretora da associação Artemrede.

PUB

As afirmações dizem respeito às conclusões do 3.º Fórum Político da Artemrede, que decorreu na semana passada em Pombal, distrito de Leiria, com a participação de cerca de 40 autarcas das várias regiões do país.

“Sentimos que há a necessidade, não só de qualificar os recursos humanos que já existem nessas equipas, dar-lhes ferramentas para aprofundar conhecimentos, mas uma necessidade enorme de reforçar e alargar as equipas. As equipas estão subdimensionadas face às necessidades que as autarquias têm”, disse à agência Lusa Marta Martins, diretora da Artemrede, projeto de cooperação cultural que junta 16 municípios do país.

Para a responsável da associação, ficou claro no evento a necessidade de as autarquias contratarem novas pessoas, sendo que, para além do subdimensionamento, essa resposta permitiria também combater o envelhecimento das equipas, de forma que surja uma “geração mais jovem”, com outras ideias, projetos e outro pensamento em torno da gestão e programação cultural.

Segundo Marta Martins, com a crise, as equipas municipais foram reduzidas e esse corte no pessoal “ainda não foi recuperado”.

PUB

No fórum, abordou-se também a falta de planos e visões estratégias para a cultura nas autarquias do país, bem como os diferentes modelos de redes culturais que possam ser aplicados.

“Há redes criadas devido a organizações político-administrativas, como as comunidades intermunicipais, mas, mais do que decalcar geografias, o importante é sejam redes de relações reais e de interesses comuns, mesmo que não correspondam a uma geografia”, vincou.

Neste campo, Marta Martins salientou ainda que as redes culturais não devem estar apenas alicerçadas em infraestruturas, como os cineteatros, sendo necessário que estas “partam do território e não de formatos rígidos criados de forma centralista”.

A Artemrede é um projeto de cooperação cultural e territorial que atua, desde 2005, nas áreas da programação em rede, do apoio à criação, da formação e da mediação cultural.

Atualmente é constituída por 17 associados: os municípios de Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Almada, Barreiro, Lisboa, Moita, Montemor-o-Novo, Montijo, Oeiras, Palmela, Pombal, Santarém, Sesimbra, Sobral de Monte-Agraço, Tomar e a associação Acesso Cultura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here